Vamos Subir a Serra

10 de novembro de 2017 Deixe um comentário

23511301_548475868836569_7711414156405418470_o

Categorias:Sem categoria

“Julho das Pretas” continua debatendo racismo e opressão de gênero

17 de julho de 2017 Deixe um comentário

A programação “Julho das Pretas”, idealizada e organizada por um grupo de entidades que atuam no combate ao racismo e à opressão de gênero em Alagoas para marcar o Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, e o Dia de Tereza de Benguela, celebrados em 25 de julho, continua esta semana, com a realização do Cine-Fórum em escolas públicas, e debates no MISA e na Ufal.

Nesta segunda-feira, dia 17, às 19h o Cine-Fórum exibe o Curta “O Xadrez das Cores”, na Escola Estadual Maria Ivone, situada no Conjunto Eustáquio Gomes, no Tabuleiro do Martins, seguido de debate. O objetivo é levar os estudantes a pensar, refletir e entender as raízes do preconceito. A atividade será coordenada pelo Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô – entidade vinculada aos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs).     

Na terça-feira, dia 18, às 14hs, a programação volta a acontecer no auditório do MISA, com o debate “Mulheres Negras na mira do tráfico para fins de exploração sexual”. Já no dia 19, o Campus A C Simões da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) também será palco do empoderamento feminino, quando o Núcleo Temático Mulher&Cidadania discutirá sobre “Ativismo de Lélia Gonzalez: percurso do feminismo da mulher negra”.

As atividades do Cine-Fórum continuam no dia 27 de julho, às 19hs na Escola Estadual Rosalva Pereira Viana, localizada na Santa Lúcia, e no dia 28, na Escola Estadual Benedita de Castro, no Clima Bom, às 14hs.

O Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha foi instituído em 1992, na República Dominicana, durante o I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-caribenhas, para dar visibilidade e reconhecimento à presença e à luta das mulheres negras nesse continente. Tereza de Benguela é considerada uma grande guerreira quilombola mato-grossense e símbolo da resistência negra no Brasil colonial.

O Julho das Pretas tem à frente várias entidades da sociedade civil que lutam contra o racismo e a opressão de gênero, em conjunto com a Rede de Mulheres Negras do Nordeste e em parceria com o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim), Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Conepir), Fapeal e a Ufal.

 

Fonte: Valdice Gomes (jornalista, MTE 288\AL) \ (82)99999-1301

Anajô participa da segunda gestão do Conepir/AL

4 de julho de 2017 Deixe um comentário

Texto e fotos: Helciane Angélica – Jornalista

DSC_0028

No dia 4 de julho de 2017, no auditório do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral), foi realizada a primeira reunião ordinária da gestão 2017/2019  do Conselho Estadual de Promoção de Igualdade Racial (Conepir-AL).

O Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô – entidade alagoana vinculada aos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs) – ocupa uma das vagas da sociedade civil no Conselho e o termo de posse foi assinado por Maria Madalena da Silva e Benedito Jorge da Silva Filho, respectivamente, na condição de membro titular e suplente.

No primeiro momento da reunião, foram repassados os informes político-sociais e eventos; realização da leitura do Regimento Interno e a eleição seguida da posse da mesa diretora. Foi aprovado por aclamação: Helcias Pereira (Assessor Técnico para Políticas de Promoção da Igualdade Racial na Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos – Semudh) como novo presidente do Conepir; na vice-presidência, Queila Brito (filha de santo da casa de axé Grupo União Espírita Santa Bárbara – Guesb); e como secretária geral, Leone Manoel da Silva, que atua como Assessora Técnica dos Núcleos Quilombolas e Indígenas no Iteral.

A jornalista Valdice Gomes, presidenta durante o período de 2014/2017, concluiu a sua missão e destacou a importância do Conselho, que nasceu a partir da luta e organização da sociedade civil para fortalecer as políticas afirmativas no Estado de Alagoas, atendendo aos anseios da população negra, comunidades quilombolas, povos indígenas e ciganos.

Leone Silva, Helcias Pereira e Queila Brito

Também foram pontos de pauta: a IV Conferência Estadual de Promoção de Igualdade Racial – COEPIR; realização do 3º Encontro de Comunidades Quilombolas e Povos Tradicionais de Terreiro de Alagoas (Enconquite) e a elaboração do Seminário sobre a Serra da Barriga.

De acordo com o presidente eleito Helcias Pereira – também integrante do Anajô/APNs – a nova diretoria atuará como uma coordenação executiva e terá como prioridades: a reformulação do Regimento Interno; investimento na formação sociopolítica e pertencimento étnico; a criação de conselhos municipais e a inserção de órgãos públicos de Igualdade Racial em todo Estado de Alagoas.

Estiveram presentes representantes de oito instituições do Poder Público Estadual: Iteral, Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Gabinete Civil, Secretaria de Segurança Pública, Secult, Seduc, Seades e Semudh. A sociedade civil foi representada pelo Guesb, Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira), Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô, Federação Zeladora das Religiões Tradicionais Afro-Brasileiras em Alagoas (Fretab), Ile Nifé Omí Omo Posu Beta, Comitê Intertribal de Mulheres Indígenas (COIMI), Federação de Capoeira do Estado de Alagoas (Feceal) e Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal).

DSC_0037

A realidade dos povos tradicionais será tema de roda de conversa

2 de julho de 2017 Deixe um comentário

tambor falante

Por: Luila de Paula – Jornalista

Para promover reflexões sobre o preconceito e a vulnerabilidade social em Alagoas, o Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô realizará mais uma edição do Projeto TAMBOR FALANTE sobre o tema: Os desafios na atual conjuntura dos povos tradicionais.

O encontro acontecerá nesse sábado (08/07), às 15h, no auditório do Estádio Rei Pelé, no Trapiche da Barra e contará com as intervenções dos facilitadores Zezito Araújo (Mestre em História do Brasil e Professor de História da Secretaria de Educação de Alagoas) e Ednilsa Lima (Gerente de Articulação Social do Gabinete Civil e Coordenadora do Comitê Institucional de Políticas para as Comunidades Tradicionais de Alagoas).

Aberto ao público, o evento agrega ativistas dos segmentos afros, lideranças de movimentos sociais, além de pesquisadores e estudantes. No encerramento, terá a apresentação artística da banda Afro Afoxé.

Projeto – De grande relevância social O projeto “TAMBOR FALANTE: Refletindo, Debatendo e Transformando Realidades” foi um dos selecionados no Prêmio Eris Maximiniano 2015, uma realização da Prefeitura de Maceió, por intermédio da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC). Ao todo, serão cinco edições com temas diversos e busca contribuir para a troca de conhecimentos e a formação sociopolítica, que resultará na produção de um livro e DVD sobre os temas discutidos.

O Anajô é uma organização não-governamental fundada em dezembro de 2005, vinculada aos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs), instituição nacional do Movimento Negro que encontra-se presente em 14 estados brasileiros. Promove atividades de formação sobre a história do Quilombo dos Palmares; pertencimento étnico; conjuntura sociopolítica da população afro-brasileira; ações de combate ao racismo e preconceitos correlatos.

Participe!

Convocatória – Reunião do CONEPIR

30 de junho de 2017 Deixe um comentário

CONSELHO ESTADUAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL – CONEPIR –

(Lei no 7.448, de 20/2/2013, alterada pelo Decreto No 26.909, de 3/7/2013).

 

1a REUNIÃO ORDINÁRIA GESTÃO 2017\2019

 

CONVOCAMOS a todos\as integrantes do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (CONEPIR-AL), eleitos par a a gestão 2017\2019, para a 1a Reunião Ordinária, a se realizar terça-feira, dia 04 de julho de 2017, às 8h30, no auditório do ITERAL – Instituto de Terras de Alagoas, situado à Avenida da Paz, 1200, Jaraguá (Maceió-AL), para cumprimento da seguinte pauta:

 

1 – Eleição e Posse da Mesa Diretora do Conepir-AL, gestão 2017\2019;

2 – IV Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial (IV Coepir) e etapas intermunicipais (Informes, recomposição da Comissão organizadora, decreto do governador convocando a IV Coepir, análise e aprovação das etapas intermunicipais, entre outros pontos)

3 – 3º Enconquite

4 – Seminário sobre a Serra da Barriga.

4 – Informes gerais.

Obs. Tendo em vista a importância e urgência das pautas, com possibilidade de extensão do horário par a o período da tarde, será garantido almoço aos participantes.

Atenciosamente,

 

Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial

Valdice Gomes da Silva

Presidenta – gestão 2014/2017

Categorias:Sem categoria

Presidenta do Anajô recebe Comenda Dandara

14 de dezembro de 2016 Deixe um comentário

homenagem

Na manhã do dia 14 de dezembro de 2016, no Plenário da Câmara Municipal de Maceió, foi realizada a sessão solene para a entrega das comendas indicadas pela Vereadora Tereza Nelma (PSDB).

As comendas afros foram: Zumbi dos Palmares para os capoeiristas Marcelo José dos Santos Cardoso (Mestre Girafa – Grupo Muzenza) e José Carlos Pereira da Silva (Contra Mestre Carlos – Grupo Liberdade); e a comenda Dandara para a professora da rede pública Marluce Remígio dos Santos e para Maria Madalena da Silva, a Presidenta do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô.

Madalena Silva, carinhosamente chamada por Madal, encontra-se pela primeira vez na presidência do Anajô (Gestão: 2015-2017), mas também já exerceu a função de 1ª Secretária de Finanças por dois mandatos. Participa ativamente dos cine-fóruns, palestras executadas pelo Anajô e dos projetos Tambor Falante e Palmares in loco. Ela também é vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Ensino Privado (Sintep-AL) onde atua há mais de 15 anos; e é conselheira do CONEPIR/AL (Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial).

Integrantes do Anajô e familiares marcaram presença na solenidade para prestigiar a cerimônia de reconhecimento e dedicação da malunga Madal.

 

15492113_352114921828170_4463245226148132405_n  15400444_352114738494855_4255437180020968408_n 15380434_352114605161535_2432926164483103395_n

Categorias:Sem categoria

Movimento Negro nacional em convergência

15 de julho de 2016 Deixe um comentário

Nesse sábado(16.07), na cidade de Aracaju/SE, está acontecendo uma reunião de mobilização nacional do Movimento Negro. De Alagoas, participa o malungo Helcias Pereira – Coordenador Geral dos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (Apns Do Brasil) e Secretário de Formação e Pesquisa do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô (Anajô Apns). Desejamos sucesso nas discussões e deliberações!

13689700_1090082994420081_28837946_n