Inicial > Notícias e política > Encontro Afro-Alagoano

Encontro Afro-Alagoano

Memórias e Palavras da Literatura Negra são destaques na III Bienal do Livro

 

Gerência Étnico Racial realiza 28ª edição do Encontro Afro Alagoano com palestras, debates e lançamento de livro

 

 

Por: Helciane Angélica

(Jornalista – 1102 MTE/AL)

 

 

 

No próximo dia 24.10 (quarta-feira), dentro da programação oficial da III Bienal do Livro no Centro de Convenções de Maceió em Alagoas, será realizada mais uma edição do Encontro Afro Alagoano, que destacará as Memórias e Palavras da Literatura Negra.

A atividade terá início às 10hs com a entrega do Projeto que a SEEE fará ao Legislativo para formação do Grupo Inter-Governamental Executivo de Políticas Públicas (GIPE) para a Promoção da Igualdade Étnico-Racial, que é um instrumento estratégico de ação governamental de interlocução e escuta dos órgãos, fomentando a construção de uma sólida política integrada para a promoção da igualdade étnico-racial e de gênero, com base na sanção da lei nº 6.814, de 02 de julho de 2007.

Em seguida serão realizadas palestras e debates. A primeira palestra tem como tema As Memórias e Palavras da Literatura Negra nos Espaços Pedagógicos, que será ministrada por Heloisa Pires Lima, Doutora em Antropologia Social/USP, escritora de literatura infanto-juvenil e na mediação do debate encontra-se Sara Cerqueira, Diretora de Programas Especiais e Diversidade /SEEE

O Instituto Magna Mater (IMM) irá participar com a palestra de Patrícia Mourão sobre A Serra da Barriga e suas Memórias Literárias: Parque Memorial Quilombo dos Palmares. O IMM foi a organização não-governamental que idealizou e captou recursos para a construção do Parque Memorial Quilombo dos Palmares na Serra da Barriga em União dos Palmares. Helcias Pereira, Secretário de Cultura da ONG Anajô, será o mediador do debate.

Em relação ao tema central do Encontro, a Secretária Executiva do Instituto Magna Mater ressaltou que: “A cultura e os saberes africanos foram, durante séculos, transmitidos apenas através da oralidade. É importante ressaltar que a África é um continente com múltiplas e diferentes expressões culturais, artísticas e étnicas. Resgatar, divulgar e promover, tanto a Literatura Negra como a Escrita Negra em geral, é dar uma nova dimensão à forma de transmissão de todas essas expressões, numa escala muito maior”, afirmou Patrícia Mourão.

No período da tarde acontecerão momentos interativos nos stands da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte e da Editora Bagaço. Também terá o lançamento do livro A Pequena África chamada Alagoas às 15hs – escrito por Arísia Barros, gerente étnico-racial da SEEE, é uma coletânea de artigos publicados em jornais locais e na Internet, além de ser fruto das experiências obtidas sobre racismo na escola e o trabalho desenvolvido sobre a implantação da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana no currículo escolar.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: