Arquivo

Archive for fevereiro \27\UTC 2008

Notícia

27 de fevereiro de 2008 Deixe um comentário
 
 
 
 

Alagoas será a capital nacional da consciência negra na educação no período de 28 deste mês a 1° de março. Nesses dias, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, em parceria com o Ministério da Educação (MEC), promove no Centro Cultural e de Exposições de Maceió, no bairro de Jaraguá, o I Fórum Nacional da Consciência Negra na Educação. A conferência magna acontece às 10h de quinta-feira, e será proferida pelo Dr. Félix Ayoh’OMIDIR, da Nigéria. Ele abordará o tema “Universalização dos Direitos Humanos e a Política de Promoção da Igualdade Étnico-Racial na Educação”.

A atividade deve reunir cerca de 400 pessoas, entre educadores, representantes de movimentos sociais e organizações governamentais e não-governamentais que trabalham com a questão étnico-racial. “Nossa comissão organizadora conta com a participação de 17 pessoas, representantes de entidades e instituições como a ONG Anajô, Universidade Estadual de Alagoas, Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-AL), Sesi, Comissão Estadual dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes, Undime e Instituto Magna Mater”, conta a gerente de Educação Étnico-Racial da SEE e presidente da comissão, professora Arísia Barros.

De acordo com Arísia, a programação foi definida a partir de contatos realizados no país. “Discutimos as fragilidades dos estados na implementação da Lei 10.639/03, e as temáticas foram sugeridas e incorporadas nas atividades do Fórum”, explica a gerente. “Inclusive, estive em Brasília nesta segunda-feira, juntamente com representantes de todos os estados para debater essas dificuldades. Em junho, o presidente Lula assinará um decreto para garantir a aplicabilidade da lei, baseado na contribuição dos estados”, informa ela.

 

Programação

As atividades do Fórum começam às 7h desta quinta-feira, com a recepção e o credenciamento dos participantes. Às 9h, entrega do documento “Diretrizes Curriculares Alagoanas para a Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino da História e da Cultura Africana, Afro-brasileria e Afro-alagoana” ao Conselho Estadual de Educação de Alagoas. Em seguida, será proferida a conferência magna.

Às 11h, acontece a mesa-redonda “Superando a intolerância racial e o sexismo através da adoção de políticas públicas, com Renísia Cristina Garcia, licenciada em História e doutoranda em Educação pela UnB; e Gineide Castro, especialista em Geo-história e professora da rede estadual de Alagoas.

Às 14h50, a discussão será “Memória, história e cidadania – Parque Memorial Quilombo dos Palmares – uma intervenção qualificada na construção do turismo étnico”, com Cláudia Santos, da coordenação de Turismo Étnico da Secretaria de Turismo do Estado da Bahia, e Patrícia Mourão, idealizadora do parque e coordenadora executiva do Instituto Magna Mater. A atividade será seguida de um debate.

Às 16h, será a vez de duas palestras: A profª Drª Lia Scholze, coordenadora do projeto Escola de Gestores, fala sobre a construção do discurso da resistência em contraposição ao discurso da exclusão, enquanto a profª Carla Lopes aborda “A consciência negra e o debate em sala de aula”. Às 17h20, será realizado um café artístico, com o lançamento e relançamento de diversos livros que abordam a temática negra, como “Identidade Fragmentada, um estudo sobre o negro na educação brasileira”, de Renísia Cristina Garcia e “A África está em Nós”, de Roberto Benjamin.

Na sexta-feira, as atividades do Fórum iniciam-se às 8h, com uma apresentação artística. Às 8h30, será a vez da mesa-redonda “Racismo Institucional: promover a igualdade ou eliminar as diferenças?”, com Armênio Bello Schmidit, diretor de Educação para a Diversidade da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do MEC; e Luiz Alberto Santos, secretário de Promoção da Igualdade Racial da Bahia.

Às 10h20, está programada uma nova mesa-redonda, desta vez discutindo as africanidades presentes no contexto escolar. Às 11h45, será realizada uma palestra sobre as dimensões constitutivas dos projetos políticos dos movimentos negros, com Débora Santos, da UnB. Às 14h, o professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Alberto Carlos Almeida, abordará “A cabeça do Brasileiro: uma radiografia do preconceito no Brasil”. Às 14h45, será exibido o documentário “A Quebra de Xangô”, de Siloé Amorim, vencedor da carta estadual do Doc TV Alagoas em Cena 2006.

As atividades se encerram no sábado (1º), com a promoção das áreas de diálogos, troca e relatos de experiências para a implementação da Lei Federal 10.639/03. Essa ação acontece das 8h às 11h. Das 11h às 13h, os participantes irão propor e construir a Carta de Maceió. A programação encerra-se com a visita opcional ao Parque Memória Quilombo dos Palmares, às 13h.

A programação encerra-se com a visita opcional ao Parque Memorial Quilombo dos Palmares, às 13h. Fórum – Denominado “Iká Kô Dogbá: Os Dedos Não São Iguais”, o Fórum está em consonância com a Lei Federal 10.639/03, que dimensiona o ensino de História da África e Cultura Afro-brasileira no currículo escolar, tornando-o obrigatório na educação básica; e o Parecer CNE/CP003 (BRASIL, 2004), que amplia as discussões sobre a identidade da cultura afro-brasileira e o combate à discriminação racial no espaço escolar.

Fonte: Agência Alagoas

INFORME

27 de fevereiro de 2008 Deixe um comentário
I Fórum Nacional da Consciência Negra na Educação: "IKÁ KÔ DOGBÁ – Os dedos não são iguais", que será realizado nos dias 28, 29 de fevereiro e 1º de março de 2008 no Centro de Convenções de Maceió.
   
                                 Programação
 
28/02/2008 – Quinta-feira
 
07h00 – Recepção e Credenciamento
09h00 – Inicio da Solenidade
             Execução do Hino Nacional e de Alagoas em ritmo afro.   
             Entrega ao Conselho Estadual de Educação do documento: Diretrizes Curriculares Alagoanas para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Africana, Afro-Brasileira, Afro-Alagoana.
10h00 Conferência Magna:
            A Universalização dos Direitos Humanos e a Política de Promoção da Igualdade Étnico-Racial na Educação.
           Conferencista:
           Dr. Félix Ayoh’OMIDIR-  Department of Foreign
           Languages, Faculty of Arts, HBI 306, Obafemi Awolowo University,Nigeria.
10h30-Ajeum-ayié
11h00- Mesa Redonda
            Superando a intolerância racial e o sexismo através da adoção de políticas
            públicas.Aplicabilidade das Leis: Federal n°10.639/03, Estadual nº 6.814/07.
Ø     Renísia Cristina Gárcia,-Licenciada em História pela Universidade Federal de Uberlândia e especialista em Filosofia pela mesma instituição, mestre em História Social e doutoranda do Programa de Políticas Públicas e Gestão da Educação na Universidade de Brasília
Ø     Gineide Castro– Licenciada pela Faculdade de Formação de professores de Penedo/Alagoas. Especialista em Geo-História – Universidade Federal de Alagoas; Professora da rede pública estadual. 9ª Coordenadoria
Moderador: Renildo Ribeiro
                    Doutorando em Letras (Estudos Literários)
                    Professor 14ª Coordenaria de Educação/Alagoas
11h30 – Debate
12h10– Almoço
14h30- Apresentação artística:
14h50- Mesa Redonda:
            Memória, História e Cidadania – Parque Memorial Quilombos dos  Palmares – Uma Intervenção Qualificada na Construção do Turismo-Étnico
Ø       Cláudia Santos – Representante da Coordenação de Turismo Étnico Afro- Secretaria de Turismo do Estado da Bahia.
Ø       Patrícia Irazabal Mourão– Idealizadora do Parque Memorial Quilombo dos Palmares- Coordenadora Executiva do Instituto Magna Mater.
Moderador– Helcias Pereira
Representante do movimento negro em Alagoas; Centro de Cultura e Estudos Étnicos ANAJÔ
15h20Debate
16h00- Palestras:
1A Possibilidade de Construção do Discurso da Resistência em contraposição ao discurso da Exclusão.
               Profª Drª Lia Scholze

   Coordenadora do Projeto Escola de Gestores e assessora de Relações Institucionais do INEP.
Ø                              2A Consciência Negra e o Debate em Sala de Aula
                Profa. Carla Lopes Professora de História (formada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ); Coordenadora Pedagógica do Colégio Estadual Professor Sousa da Silveira /Co-criadora e Coordenadora Geral do Programa de Reflexões e Debates para a Consciência Negra – Uma experiência de aplicação da Lei no. 10.639 de 2003.
Ø                              Moderador– Clébio Correia de Araújo
Ø                              Professor Mestre- Universidade Estadual de Alagoas
16h30- Debate
17h20– Café Afro-artístico e lançamentos diversos:
             1Identidade Fragmentada – um estudo sobre o negro na Educação Brasileira (1993 – 2005), Renísia Cristina Gárcia -Licenciada em História pela Universidade Federal de Uberlândia e especialista em Filosofia pela mesma instituição, mestre em História Social e doutoranda do Programa de Políticas Públicas e Gestão da Educação na UnB.
              2-Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, nº 220.Dra. Lia Scholze  
              Lançamentos Outras Editoras:
              5-A Cabeça do Brasileiro- Alberto Carlos Almeida- Colunista do Jornal Valor Econômico, professor da Universidade Fluminense.. Editora Record.
              6- A Pequena África chamada Alagoas– (relançamento)- Arísia Barros
              7A África está em Nós – Roberto Benjamin. Ensino Médio. Editora Grafset.
19h00- Encerramento – Hino de Alagoas- em ritmo afro
             
 
29/02/2008-Sexta-feira

08h00– Apresentação artística

08h30– Mesa Redonda:
             Racismo Institucional: Promover a igualdade ou eliminar as diferenças?
             Armênio Bello Schmidit – Diretor de Educação para Diversidade – Secretaria  de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade/Ministério de Educação.
             Luiz Alberto Santos – Secretário de Promoção da Igualdade da Bahia.
 Moderadora: Profa. Carla Lopes
Professora de História (formada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ)/Coordenadora Pedagógica do Colégio Estadual Professor Sousa da Silveira-Rio de Janeiro.
9h00- Debate
9h45 – Pausa para o cafezinho
10h20 Mesa Redonda:
              Sete Saberes, Sete Sabores, Sete Fazeres das Africanidades Presentes               no contexto escolar.
               Jorge Arruda- Assessor Especial do Governador/ Secretário Executivo do Comitê Estadual de Promoção da Igualdade Étnico-Racial- Pernambuco
Ø                                    Carmem Holanda – Yalorixá, Socióloga, Mestranda em Educação, Conselheira da Educação Municipal, Membro do Conselho de Assistência Social -Diretora do Centro de Apoio Social Conceição- Carazinho – Rio Grande do Sul.
Moderadora: Cláudia Santos.
 Mestranda/ Estudos Étnicos e Africanos – Universidade Federal da Bahia: Coordenação de Turismo Étnico-Afro- Salvador
 10h50 Debate
11h45 Palestra:
              Dimensões constitutivas dos projetos políticos dos movimentos negros–  que queremos mudar e o que  queremos afirmar na educação brasileira?
Ø                                    Débora Santos– Universidade de Brasília
Ø                                    Moderadora: Antonia Vitória Soares Aranha
Ø                                     Diretora da Faculdade de Educação.
12:30 Almoço
14:00 Palestra:
             A Cabeça do Brasileiro – Uma Radiografia do Preconceito no Brasil
Ø                              Alberto Carlos Almeida –Colunista do Jornal Valor Econômico, professor da Universidade Fluminense, diretor de planejamento do Ipsos Public Affairs. Editora Record.
Ø                               Moderadora: Flávia Célia dos Santos Souza.  
Ø                              Superintendente de Gerenciamento Institucional; Secretaria de Estado da Educação e do Esporte de Alagoas.                                                                 
14h15 Debate
14h45Exibição do Documentário1912 – O Quebra de Xangô”, roteiro vencedor da primeira edição Doc Tv Alagoas em Cena 2006, do antropólogo e fotógrafo Siloé Amorim.
Ø                              Moderador: Clébio Correia de Araújo
Ø                              Professor mestre- Universidade Estadual de Alagoas.
16h00- Debate
18h00- Encerramento – Hino de Alagoas em ritmo afro
 
01/03/2008 – Sábado
 
7h30- Ajeum-ayié
8h00 às 11h00Áreas de Diálogo/Troca de Experiências /Relatos de Experiências na Lei nº 10.639/03
11:00 às 13:00Discutindo/propondo e construindo a Carta de Maceió
13:00– Entrega da Carta de Maceió ao Governador de Alagoas
13:00– Conhecendo o Parque Memorial Quilombo dos Palmares, no município de União dos Palmares- (Passeio étnico opcional)
 
 
Arísia Barros
Presidente da Comissão de Trabalho e Execução do Fórum
(82) 8815-5794 / 3315-1268 / 9444-4370
Categorias:Informes

INFORME

23 de fevereiro de 2008 Deixe um comentário
 

 
MIRANTE CULTURAL – ”Um Quilombo Chamado Jacintinho”

       Mirante Cultural é um projeto idealizado pelo grupo de discussão político-cultural QUILOMBO, em parceria com o Fórum de Entidades Negras de Alagoas (FENAL).

       O projeto será executado toda a última sexta-feira do mês, no Bairro do Jacintinho – no mirante que fica por trás da rádio 96 FM. O primeiro encontro acontece no dia 29 de fevereiro a partir das 17:00h.

       A programação contempla grupos que trabalham com o bumba meu boi, capoeira, hip hop, coco de roda, teatro popular, e outros.

Contatos:(82) 8858-6771 / 8823-2517
E-mail:
denisangola@gmail.com

Categorias:Entretenimento

ARTICULAÇÃO

20 de fevereiro de 2008 Deixe um comentário
 
 

II DEBATE ESTADUAL SOBRE A SERRA DA BARRIGA E O PARQUE MEMORIAL QUILOMBO DOS PALMARES

 

 

          Prezados Senhores,

 

 

          Informamos que a reunião ampliada da COMISSÃO ORGANIZADORA do II Debate Sobre a Serra da Barriga e Parque Memorial Quilombo dos Palmares, será na terça-feira dia 26/02 às 15h00 no Auditório do SINTEP na Rua Lourival Vieira Costa, 32 – Prado. Fone: (82) 3336-7464 (próximo a Praça da Faculdade).

 

          Na oportunidade iremos ampliar a comissão, bem como, discutir os encaminhamentos necessários, conforme demandas. Ressaltamos que as articulações de parceria na cidade de União dos Palmares já estão sendo providenciadas.

 

         Desde já, agradecemos a presença.

 

         Maceió, 20 de fevereiro de 2008.

 

         Comissão Organizadora:

 
 
 
Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô
Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-AL)
Ponto de Cultura Quilombo dos Orixás
Categorias:Informes

CURSO DE LIBRAS

20 de fevereiro de 2008 Deixe um comentário
 
          Foram abertas as inscrições para o curso da Linguagem Brasileira de Sinais no Centro de Atendimento às Pessoas com Surdez (CAS). A instituição fica na Rua Ernesto Gomes Maranhão, S/N, Jatiúca – ao lado da Escola Rosalvo Lobo. Contato: (82) 3327-0227

      Ainda restam algumas vagas, porém apenas no período da tarde (13h30 às 15h30). É preciso preencher a ficha de inscrição e pagar uma taxa simbólica de R$10,00.
Categorias:Informes

ARTICULAÇÃO

15 de fevereiro de 2008 Deixe um comentário
 

Foi realizada ontem (14/02) às 16h00 uma reunião para articular o II Debate Estadual sobre a Serra da Barriga e o Parque Memorial Quilombo dos Palmares. A atividade aconteceu no Salão do Ponto de Cultura Quilombo dos Orixás na Ponta Grossa, e contou com a presença do companheiro Amaurício de Jesus (ODO YIA / FENAL), Valdice Gomes (COJIRA / ANAJÔ), Helciane Angélica (ANAJO / COJIRA) e Helcias Pereira (ANAJO / IMM).

Depois de darmos uma vista no relatório do I DEBATE, encaminhamos algumas proposta a saber:

Tema: II DEBATE SOBRE A SERRA DA BARRIGA E O PARQUE MEMORIAL QUILOMBO DOS PALMARES

Data: (proposta inicial) 15de março de 2008 (sábado)

Local: Parque Memorial Quilombo dos Palmares – Serra da Barriga – União dos Palmares

Horário: 10h00 as 14h00 (incluindo almoço)

Público Alvo: Representantes das Entidades Negras de Alagoas, Ativistas em geral, Educadores, pesquisadores, jornalistas, gestores, comunidade quilombola e outros afins.

Público Meta: 100 participantes (média)

Critério inicial para participar: Ficha de inscrição (confirmando participação)

Convidados/Debatedores: FCP, SETURES /AL, Representante da Prefeitura Municipal de União dos Palmares, FENAL e AGRUCENUP.

PROGRAMAÇÃO ESPECIAL: Visita a Comunidade Remanescente de Quilombo – MUQUÉM.

Horário: das 15h00 as 17h00 (hora de retorno).

Para dar encaminhamento às demandas, iremos continuar com as reuniões. O próximo encontro acontecerá na quinta-feira (21/02), cujo local será informado em tempo hábil. E esperamos que todos fiquem a vontade para participar.

Categorias:Informes

Informe

15 de fevereiro de 2008 Deixe um comentário
 
 
                 A acadêmica Ana Cristina Conceição Santos irá defender sua dissertação nesta terça (19.02) às 9hs no Centro de Educação da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). O trabalho possui como tema: ESCOLA, FAMÍLIA E COMUNIDADE QUILOMBOLA NA AFIRMAÇÃO DA IDENTIDADE ÉTNICA DA CRIANÇA NEGRA
                 A Banca Examinadora é composta por:
Prof. Dr. Moisés de Melo Santana (Orientador) – UFAL
Profª. Drª. Ana Célia da Silva – UNEB
Profª. Drª. Maria das Graças de Loiola Madeira – UFAL
                  O Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô deseja tranquilidade e sucesso para você!
Categorias:Informes