Arquivo

Archive for março \17\America/Maceio 2008

Notícia

17 de março de 2008 Deixe um comentário
 

Movimento Negro realiza II Debate Estadual sobre a Serra da Barriga

 

 

*Helciane Angélica

Jornalista (1102 – MTE/AL)

 

 

Lideranças de diversos segmentos do movimento negro alagoano (capoeiristas, religiosos de matriz africana, grupos culturais, organizações políticas); professores; estudantes; gestores; quilombolas e sociedade palmarina participarão do II Debate Estadual sobre a Serra da Barriga e o Parque Memorial Quilombo dos Palmares. A atividade acontecerá no dia 29 de março, das 10 às 14hs nas dependências do Parque.

O encontro in loco tem como objetivo o intercâmbio sócio-étnico-cultural entre os participantes; a discussão sobre o papel do movimento negro nas ações políticas-culturais favoráveis a Serra da Barriga; e a necessidade de uma interação permanente entre o poder público responsável pelo Patrimônio Nacional e a sociedade civil organizada.

O primeiro debate ocorreu em maio do ano passado e foi liderado pela organização não-governamental Anajô, que serviu para esclarecer as dúvidas sobre a implantação e funcionalidade do Parque Memorial Quilombo dos Palmares – primeiro projeto paisagístico arquitetônico dentro da contextualidade afro-ameríndia no Brasil e o único no continente americano.

Na articulação do II Debate Estadual encontram-se o Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô, Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-AL), Ponto de Cultura Quilombo dos Orixás, Associação de Grupos e Entidades Negras de União dos Palmares (Agrucenup), Centro de Cultura e Cidadania Malungos do Ilê, Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Privado de Alagoas (SINTEP), Pastoral da Negritude da Igreja Batista do Pinheiro e Conselho de Mestres de Capoeira de Alagoas.

Para participar é necessário contribuir com uma taxa de R$10,00 (dez reais) e preencher a ficha de inscrição. As inscrições acontecem no período de 17 a 26 de março, das 9h às 12h e das 15h às 18h no SINTEP, localizado na Rua Lourival Vieira Costa, 32, Prado – próximo a Praça da Faculdade. Contatos: 3336-7464 (Sintep) / 8831-3231 (Helciane) / 8823-6646 (Madal) / 8819-6762 (Amaurício) / 8862-3942 (Filó).

 

Serra da Barriga

A Serra da Barriga situada na cidade de União dos Palmares, zona da mata do Estado de Alagoas, encontra-se a 500 metros acima do nível do mar, no então Planalto da Borborema e próximo ao Rio Mundaú. Também conhecida como Cerca Real dos Macacos, foi a sede administrativa do Quilombo dos Palmares, berço de liberdade para guerreiros e guerreiras quilombolas.

Considerada um palco sagrado e de resistência do povo afro-brasileiro, teve seu reconhecimento quando foi tombada em 1985 como Patrimônio Histórico, Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico. Trata-se de um local de grande importância política-cultural – é o centro de homenagens, oferendas, pesquisas, encontros, romarias e grandes concentrações no Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro).

 

___________________________________________

Helciane Angélica – (82) 8831-3231/ 3356-5049

helciane.angelica@gmail.com

É Jornalista; Presidente do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô; e integrante da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial de Alagoas (Cojira/AL)

CAPACITAÇÃO

17 de março de 2008 Deixe um comentário
 

REPRESENTAÇÃO NORDESTE – MINISTÉRIO DA CULTURA BOLETIM EXTRAORDINÁRIO

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM PROJETOS CULTURAIS
Realização: Secretaria de Incentivo e Fomento à Cultura – SEFIC

Parcerias: Serviço Social da Indústria – SESI; Banco do Nordeste – BNB

O QUE É
Dedicado a gestores, empreendedores e agentes culturais da Região Nordeste, neste primeiro momento, o Programa de Capacitação me Projetos Culturais oferece aos participantes noções conceituais sobre elaboração e desenvolvimento de projetos culturais; políticas públicas de cultura e economia da cultura, com foco nas experiências brasileiras; orientação quanto as principais fontes de financiamento existentes, bem como instrumentalização para o uso das Leis de Incentivo à Cultura. Esta é uma ação pioneira no campo cultural que, por meio de uma aliança estratégica, integra esforços DOS setores público, privado e Financeiro, articulando competências das instituições envolvidas, objetivando fomentar o desenvolvimento cultural do país, reduzindo desigualdades regionais no acesso a recursos, bens, produtos e serviços Culturais.

QUEM SÃO OS INTERLOCUTORES
A Coordenação-Geral de Orientação e Integração – CGOI, a qual integra esta SEFIC, é a unidade coordenadora desta ação, tendo como titular a Srª Teresa Cristina Rocha Azevedo de Oliveira. Esta realização conta também com a participação da Representação Regional do MinC – Nordeste, que tem como titular Tarciana Portella.

COMO FUNCIONA
O Programa prevê a realização de cursos, me estrutura modular com 2 (dois) dias de duração, e inclui seminários e rodadas de negócios, que não possuem limite de participantes.

COMO PARTICIPAR
As inscrições devem ser feitas com a informação de Nome Completo e número de RG enviadas para o e-mail curso.mincne@gmail.com, até às 18 horas do último dia do período de inscrição, conforme abaixo.

Maceió/AL
Local do curso: Sala do Mini Auditório (1º andar) – SENAI/AL – Casa da Indústria –Napoleão Barbosa Fernandes Lima, 385, Farol- Maceió/AL
Fone: (82) 2121.3087/ 9308.0711 (Jorge)
jorge@
al.sesi.org.br
Inscrição: 17/03 a 24/03/2008
Realização: 31/03 e 1º/04/2008


PROGRAMA DO CURSO
1º dia:

Manhã (8h30 às 12h)
8h30 – Credenciamento
9h – Apresentação sobre a dinâmica DOS trabalhos
MÓDULO I – Gestão Empreendedora – Parte I
10h45 – Coffee break
11h – Economia da Cultura, com foco nas experiências brasileiras (MinC)
12h – Almoço

Tarde (13h30 às 18h)
MÓDULO I – Gestão Empreendedora – Parte II
13h30 – Tecnologia SESI de investimento me cultura – (SESI)

15h30 – Coffee break
15h45 – Lei de Incentivo à Cultura (MinC)
17h – Debate
18h – Encerramento


2º dia:

Manhã (9h às 12h)
MÓDULO II – Planejamento e Financiamento Capacitação técnica/profissionalização
9h – O desafio de elaborar e viabilizar projetos culturais (SESI)
10h45 – Coffee break
11h – Como encaminhar propostas culturais ao Ministério da Cultura (MinC)
12h – Almoço

Tarde (13h30)
14h- MÓDULO III – Política e Programas do BNB para apoio à Cultura (BNB)
17h– Rodadas de negócios (BNB)
18h – Encerramento com Coffee break.

DÚVIDAS E OUTRAS INFORMAÇÕES
Andréa Pereira: Representação Regional Nordeste do MinC
Telefones: (81) 3424.7611 , 3224.1899
E-mail: andrea.pereira@minc.gov.br

Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura
Rua do Bom Jesus, 237, Bairro do Recife
Recife – Pernambuco – CEP 50030-170
Tel-fax: (81) 3424.7611
nordeste@minc.gov.br

 

Categorias:Informes

Notícia

17 de março de 2008 Deixe um comentário
 

FENAL tem nova Diretoria: “Resistência Negra”

 

 

*Helciane Angélica

Jornalista (1102 – MTE/AL)

 

 

No último dia 15 de março foi realizada a eleição da nova Diretoria do Fórum de Entidades Negras de Alagoas (FENAL), que ocorreu no auditório do Museu de Imagem e Som (MISA) no bairro do Jaraguá em Maceió. Na ocasião, foram discutidos aspectos estatutários e administrativos da entidade, além da apresentação da chapa única Resistência Negra , eleição e apuração de votos.

Atualmente, o Fórum possui cerca de 35 grupos afro-culturais e políticos filiados, e tem como meta a adesão de novas entidades. Na Assembléia eletiva participaram 12 entidades, porém na condição de observadores estiveram o Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô e Abasá de Angola (casa de religião afro). Não foi registrada a presença de grupos oriundos de União dos Palmares.

Dentre as entidades que estiveram presentes e aptas para votar, foram: Federação de Capoeira de Alagoas (FALC); Orquestra de Tambores (grupo percussivo); Civilização Roots (banda de reggae); Arca de Zambo (banda afro); Timbatuk (grupo percussivo); Ojú Omin Omoriwa (grupo de dança afro); Tambores do Trapiche (grupo percussivo);  Núcleo de Cultura Afro-Brasileiro Iyá Ogun-té (casa de religião afro); Centro de Cultura e Cidadania Malungos do Ilê; Centro de Estudos e Pesquisas Afro-alagoano Quilombo.

O FENAL foi fundado em outubro de 2005 e na sua administração constam 12 membros, sendo seis diretores e seis conselheiros fiscais. Veja os integrantes da gestão Resistência Negra (2008-2010):

 

Diretores

1ª Coordenadora Geral: Ana Paula da Silva

2ª Coordenadora Geral: Maria Aparecida dos Santos Moura

1º Secretário: Amaurício de Jesus

2º Secretária: Silvana de Souza Santos

1º Tesoureiro: Otávio de Souza Rocha

2º Tesoureiro: Denivam Costa de Lima

 

Conselho Fiscal

Titulares: José Wilson dos Santos, Wellington Santana dos Santos e Agantângelo de Souza Rocha.

Suplentes: Roberto Albuquerque Júnior, Jadilson Domingos Serafim dos Santos e José Robson da Silva.

 

De acordo com a 1ª Coordenadora Geral eleita, Ana Paula da Silva, “o nome Resistência Negra surge como uma idéia de renovação e resgate de cidadania da população afrodescendente, numa proposta que venha ser participativa, buscando parcerias que corroborão nesse processo histórico e democrático”, afirmou. Sobre as metas da entidade destacou: “Vamos lutar para virar Lei o Estatuto da Igualdade Racial, vamos trabalhar junto às instâncias de educação e na implementação da Lei 10.639/03 (…) combater o racismo em todas as suas esferas, tendo como eixo a organização, mobilização e resgate dessa identidade que a tantos anos foi negada. Buscar essa identificação em cada comunidade, que atua no anonimato para tornar cada uma e cada um protagonista dessa ação cidadão”, disse Ana Paula.

Informe

13 de março de 2008 Deixe um comentário
 
 
A Central Única dos Trabalhadores de Alagoas (CUT-AL) solicita das suas entidades filiadas, a doação de três cestas básicas no valor de R$ 25,00 (vinte e cinco reais) para atender o pedido da comunidade indígena Xucurú Kariri, além de apoiar a sua luta –  retomaram parte das terras indígenas no município de Palmeira dos Índios.
 
 
Mais informações:
Rua General Hermes, 380, Cambona. Maceió-AL. Cep: 57.017-200.
(82) 3221-6794 / 3326-5922
Categorias:Informes

Notícias

13 de março de 2008 Deixe um comentário
 
 

Programa Federal de Esporte e Lazer é realidade em Alagoas

 

Helciane Angélica

Jornalista (1102 – MTE/AL)

    

O Programa de Esporte e Lazer da Cidade (PELC) é uma iniciativa do Ministério do Esporte e coordenação geral do Instituto de Desenvolvimento Humano (IDESH). Tem como objetivo reconhecer e tratar o esporte e o lazer como direito social; democratizar o acesso a políticas públicas; e estimular a formação de agentes sociais. Em Alagoas, as atividades já começaram em comunidades carentes de Maceió.

Ao todo são cinco núcleos, que foram selecionados para realizar atividades de lazer e movimentação, são eles: Centro de Educação Popular e Cidadania Zumbi dos Palmares (CEPEC) no Complexo do Benedito Bentes; as associações de moradores do Pontal da Barra e da Vila de Pescadores no Jaraguá; Paróquia Nossa Senhora das Dores no Jacintinho; e a Companhia Teatral Joana Gajuru em Fernão Velho.

 No Benedito Bentes as aulas foram iniciadas no dia 03 de março, e possui a orientação de 06 instrutores. O núcleo busca atender 400 pessoas, dentre crianças, jovens, adultos e portadores de necessidades especiais para praticar a capoeira, futebol, voleibol, dança moderna, atletismo, caminhadas supervisionas e recreação infantil.

As aulas são gratuitas, realizadas de segunda a sexta nos três turnos e acontecem na sede do Centro, na grota da Alegria e na Clínica de Equoterapia Bráulio Cavalcanti, além de contar com o apoio do Posto de Saúde Hamilton Falcão com a execução de exames biomédicos. E no último sábado de cada mês, será o momento de integração entre todos os integrantes no “Sábado de Lazer” – na Praça Padre Cícero, ao lado do terminal de ônibus do complexo habitacional.

O coordenador geral do núcleo no Benedito Bentes, Valdenício (Vando) Santos de Oliveira, destacou que a finalidade do núcleo não é gerar atletas e sim, a inclusão social. “O programa está indo justamente para os espaços onde as práticas de lazer não fazem parte das políticas públicas. Na medida que o programa começa a se estender, ele vai ser um espaço onde as pessoas além de praticar atividades de lazer e esportiva, vão também exercer a cidadania”, afirmou.

 

CEPEC

 O Centro de Educação Popular e Cidadania Zumbi dos Palmares completará oito anos em novembro, e mesmo com o pouco tempo de atuação vem revolucionando a rotina dos moradores na Grota da Alegria do Benedito Bentes com ações culturais, de formação e lazer.

 A organização não-governamental possui 30 voluntários e executa atividades com aproximadamente 290 participantes, são elas: oficinas de artesanato; banda bate lata – “meninos e meninas da grota”; curso básico de informática; alfabetização para jovens e adultos; capoeira e três times de futebol; danças folclóricas como o coco de roda, taeira, maculelê e quadrilha junina. Dentre os projetos futuros possuem a criação de uma rádio corneta direcionada a comunidade e o espaço de leitura para a comunidade.

  

 Serviços

CEPEC – Centro de Educação Popular e Cidadania Zumbi dos Palmares.

Rua São Jorge, 68, Conjunto Benedito Bentes II, Tabuleiro do Martins. Cep: 57080-000. Maceió-AL.

Contatos: (82) 3353-6279 / 9304-0351 (Vando) / cepec_al@yahoo.com.br

 

Mini-entrevista

12 de março de 2008 Deixe um comentário
 

Hito, o jovem-destaque da Serra da Barriga

 

 

                                                                               

 

 

José Carlos dos Santos é um jovem de 21 anos, esforçado e de origem humilde, que mora na Serra da Barriga em União dos Palmares-AL. Estudou a vida toda em escolas da rede pública de ensino, porém diante das adversidades encontrou forças para desenvolver seu dom: é um autodidata, aprendeu sozinho quatro idiomas – Inglês, Espanhol, Francês e Japonês.

A paixão pelos idiomas e carência de agentes turísticos na Serra da Barriga, lhe rendeu uma importante missão tornou-se o anfitrião para muitos turistas no Parque Memorial Quilombo dos Palmares. Busca relatar a importância histórica do Quilombo dos Palmares, os costumes dos guerreiros e guerreiras quilombolas, além de apresentar a infra-estrutura do Parque.

Hito, como prefere ser chamado, gosta de estudar, jogar Caá-puêra (Capoeira) e visitar os amigos nas horas livres. Tem como objetivo, conseguir um emprego para e ajudar sua família. Sobre o seu sonho ele afirma:Eu quero no futuro falar perfeitamente às línguas que eu estudo e também gostaria de viajar a outros países para melhorar o meu vocabulário”.

Os resultados da sua dedicação já começaram a aparecer, recentemente, passou em primeiro lugar no curso de Letras/Espanhol na Universidade Federal de Alagoas. O estudante José Carlos que concluiu o Ensino Médio na Escola Estadual Dr. Carlos Gomes de Barros (União dos Palmares), e mais três alunos da rede pública de ensino foram homenageados na última sexta-feira (07.03) no Palácio do Governo República dos Palmares – durante a cerimônia de posse da nova Secretária de Educação e Esporte, Márcia Valéria Lira.

 

                   

 

BATE-PAPO:

 

1. Na sua opinião, qual a importância da Serra da Barriga e o que ela representa para você?

 

HITO: A Serra da Barriga é algo muito importante para União dos Palmares, Alagoas e para o Brasil, e até mesmo para os próprios moradores da Serra da Barriga. É algo ainda mais significante, pois foi da Serra da Barriga, que surgiu a luta contra os maus tratos com os negros e índios que lutavam pelas suas liberdades e de lá surgiu o grito de liberdade. A Serra da Barriga também é muito importante para mim, pois lá eu sinto o ar puro da natureza e os cantos  dos pássaros, e lá eu sei que estou morando um lugar muito importante para o Brasil.

 

2. O que foi mudado no cotidiano dos moradores com a construção do Parque?

 

HITO: O Parque como um todo fez com que houvesse várias modificações nas vidas dos moradores, está  fazendo com que as famílias até mesmo tenham condições de vidas melhores. Hoje, eles estão ganhando dinheiro com a venda de: tapioca, pé-de-moleque,  cocada, refrigerante, água mineral e até mesmo almoço. Também foi muito importante para mim, pois graças a ele hoje eu também estou ganhando um pouco de dinheiro.

 

3. De acordo com o que você tem visto e convivido, o que os turistas gostam mais de ver/conhecer na Serra da Barriga?

 

HITO: Os turistas gostam  de ver o Parque que antes não havia, e de ver as novidades  nele, como os pontos de áudios, a paisagem e a Lagoa dos negros, já o que eles gostam de conhecer é a história do Quilombo e de se aprofundar cada vez mais e também saber quais as etnias havia no quilombo.

 

4. Para você, o que falta para a Serra da Barriga ser incluída nos roteiros turísticos de Alagoas?

 

HITO: Faltam divulgações das agências de turismo, falta a pavimentação do acesso de União dos Palmares a Serra da Barriga e infra-estrutura da cidade tal como hotelaria… e a própria a administração do Parque.

 

5. Que tipo de contribuição você vem exercendo para o funcionamento do Parque?

 

HITO: Venho dando apoio aos turistas de forma que o Parque fique mais informatizado, que as pessoas saiam dele com mais conhecimento, e que eles divulguem as coisas positivas do Parque, e assim eles me dão uma contribuição por guiá-los.

 

______________________________________

                                                                                 Entrevista e fotos executadas pela jornalista Helciane Angélica – Presidente do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô e integrante da Cojira/AL.

CONVITE

10 de março de 2008 Deixe um comentário
 
NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO BRASILEIROS NEAB/UFAL 
 

            Venho por meio deste convidar a todos para participar da reunião do grupo de estudos diversidade étnico racial/GEDER, do projeto a educação e as relações étnicas que se realizará na próxima quarta-feira dia 12 de março de 2008, das 14:30 às 17:00 h, na sala do NEAB, situada na antiga reitoria – Praça Sinimbu, 206, Espaço Cultural da UFAL. 
 

Tema abordado: Comunidades Remanescentes de Quilombo.

Professor Mestre Zezito de Araújo. 
 
 

Atenciosamente, 

Josélia Barros Monteiro “Jô”

Categorias:Informes