Arquivo

Archive for setembro \13\America/Maceio 2008

ARTICULAÇÃO

13 de setembro de 2008 Deixe um comentário
 

 

             Segmentos Afro-Alagoanos apresentam propostas para a Seppir

 

 Lideranças do movimento negro alagoano, religiosos de matriz africana, estudantes, autoridades e demais representantes da sociedade civil estiveram no encontro afro com o Ministro-Chefe Edson Santos, da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir). A atividade aconteceu na sexta-feira (12), na Chácara São Jorge do Centro Espírita Ogun de Najé, localizada no Conjunto Graciliano Ramos em Maceió.

Veja as propostas apresentadas para o Desenvolvimento e Promoção de Políticas Públicas para a Igualdade Racial em Alagoas.

 

1.    Criação de uma agenda de ações de implantação de políticas públicas para as comunidades tradicionais de Terreiros, Quilombolas e Movimento Negro Urbano.

2.    Montagem de um escritório da Seppir em Alagoas e criação de um espaço para a formação e fomento da cultura afro descendente.

3.    Criação de uma bolsa de fomento a produção cultural afro brasileiro, através de editais, respeitando a descentralização regional.

4.    Promoção de Seminários com a temática Afro-Brasileira atendendo as especificidades: Quilombolas, Religiosidade Afro, Capoeira, Dança-afro, Mulher Negra, etc.

5.    Fomento de ações de áudio-visual na temática afro descendente com foco no resgate da Memória Institucional (Grupos locais) através de projetos específicos para o estado.

6.    Articular com possíveis setores governamentais formas de conceder investimento através de projetos para montagem de kit multimídia como forma de registro da história dos grupos culturais, comunidades de terreiros, Quilombolas, grupos de capoeira e outros agentes de ações afro-brasileiras.

7.    Articular e investir em ações de formação sobre saúde da população negra, fortalecendo a rede de saúde dos terreiros existentes na cidade de Maceió.

8.    Articular a criação da bolsa de iniciação artística para jovens dos grupos locais que trabalham com ações afro-brasileiras, para desenvolverem atividades culturais em suas comunidades, em horários invertidos da escola formal.

9.    Realizar o reconhecimento através do Iphan dos espaços sagrados da religiosidade afro-brasileira em Alagoas e garantir o incentivo ao projeto de mapeamento das comunidades de terreiros e dos grupos culturais.

10. Articular junto ao MDS a ampliação do número de cestas básicas destinadas às comunidades tradicionais de terreiros onde hoje no estado de Alagoas, com 102 municípios, recebe apenas duzentas cestas que não atende a 10% das citadas comunidades da capital.

 

Dentre as instituições  e autoridades presentes, destacam-se:

* Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô

* Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em Alagoas (Cojira-AL)

* Fórum de Entidades Negras de Alagoas (Fenal)

* Ponto de Cultura Quilombo dos Orixás

* Pastoral da Negritude da Igreja Batista do Pinheiro

* Centro de Estudos e Pesquisa Afro-Alagoano Quilombo

*Abassá de Angola Oyabalé (casa de axé)

* Grupo Dandara

* Elis Lopes – Gerente Afro-Quilombola da Secretaria da Mulher, Cidadania e Direitos Humanos

* Amália Abreu – Superintendente de Identidade e Diversidade Cultural / Secult

* Companhia Teatral Mundo Paralelo

* Central Única dos Trabalhadores

* Quilombolas

* Deputados federais

 

 

SEPPIR

13 de setembro de 2008 Deixe um comentário

 

Ministro Edson Santos visita Alagoas e tem agenda repleta de atividades

 

 

 

Pela primeira vez o Ministro Edson Santos, após sete meses no comando da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), visitou o estado de Alagoas. A agenda foi repleta de atividades, como a participação na III Conferência Estadual dos Direitos Humanos; teve almoço especial com autoridades e empresá rios; reunião com o Governador Teotonio Vilela Filho; encontro político-cultural com representantes dos segmentos afro-alagoanos; e a tentativa frustrada de visitar a Serra da Barriga no Município de União dos Palmares.

 

A quinta-feira (11) foi um dia intenso, proferiu a palestra “Universalizar direitos em um contexto de desigualdades” na Conferência dos Direitos Humanos realizada no Maceió Mar Hotel. Depois, seguiu para um almoço político-empresarial na Casa da Indústria, onde conferiu a apresentação do Guerreiro, herança-cultural e um dos folguedos mais conhecidos do Estado. Também, visualizou uma performance cênico-corporal executada por estudantes africanas da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), que hipnotizaram os participantes pela beleza e criatividade.

 

Estiveram presentes no almoço, a Magnífica Reitora da Ufal, Ana Dayse Dórea; Márcia Valéria, Secretária Estadual de Educação e Esporte; José Carlos Lira, Presidente da Federação Alagoana das Indústrias; Arísia Barros, Gerente Étnico Racial da Secretaria de Educação; Elis Lopes, Gerente Afro-Quilombola da Secretaria da Mulher, Cidadania e Direitos Humanos; Valdice Gomes, Presidente do Sindjornal e representante da Comissão Nacional de Jornalistas pela Igualdade Racial; deputados estaduais, jornalistas, além de representantes do movimento negro como Djalma Rosendo (Agrucenup-União dos Palmares), Carlos Martins (Unegro-AL) e Helciane Angélica (Anajô e Cojira-AL).

 

A Seppir surgiu como uma resposta positiva para o Brasil após a Conferência de Durban. São cinco anos de atuação, dentre os avanços conquistados destacam-se: concessão de bolsas de estudos (Prouni), cotas raciais nas faculdades; aprovação da Lei 10.639/03; e a cooperação África-Brasil, para o intercâmbio político-cultural e tecnológico. O ministro ressaltou ainda, que as políticas afirmativas só terão êxito quando houver um esforço conjunto entre o setor público (promoção social) e o privado (com a abertura de oportunidades no mercado de trabalho), além de evidenciar a importância da educação no combate do preconceito racial e garantir a transformação social. “Sabemos que a educação é fundamental para inverter a pirâmide social, que é negra a sua base”, reforçou.

 

Não basta tratarmos dessa questão (promoção da igualdade racial) apenas no âmbito das políticas universais, pois levaremos muito tempo para termos um país mais igual. Segundo estimativa do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas leva-se em média 65 anos, mais de meio século, para que a pirâmide social do nosso país fique mais colorida no caminhar do desenvolvimento. E como já se colocou no Brasil, pelo Betinho, a fome tem pressa e o fim da desigualdade também tem. Nós tivemos a abolição da escravidão há 120 anos, e já passa da hora de haver o resgate dessa dívida histórica, que é da sociedade e do Estado Brasileiro para com a população negra”, declarou Edson Santos.

 

No período da tarde, o Governador Teotonio Vilela Filho recebeu o ministro no Palácio República dos Palmares, para discutir projetos favoráveis a comunidade negra. Um dos assuntos que não pôde ficar ausente, foi a Serra da Barriga – solo sagrado e palco da resistência negra – as más condições de acesso o deixou decepcionado.  Verificamos a dificuldade de se chegar até a Serra da Barriga e por causa disso farei uma solicitação de recursos ao presidente Lula para viabilizarmos projetos de acessibilidade para aquela região”, frisou o ministro. Ao assegurar investimentos na infra-estrutura, a visitação será realizada em qualquer período do ano (faça chuva ou faça sol) e não apenas no Mês da Consciência Negra, além de propiciar o desenvolvimento turístico e econômico do município.

 

Na sexta-feira (12), lideranças de vários segmentos afro-alagoanos tiveram a oportunidade de estabelecer contato, efetivamente, com o representante do Governo Federal para entregar uma pauta de reivindicações e propostas. A manhã político-cultural seguiu com pronunciamentos importantes e apresentações de dança e teatro-afro.

 

Edson Santos retorna à Brasília, com uma boa recordação do povo guerreiro de Alagoas. Esteve frente a frente, ora prestigiando apresentações artístico-culturais, ora debatendo propostas de ações afirmativas para o Estado e, também, recebeu o carinho das pessoas, pois não faltaram presentes e lembranças da terra de Zumbi dos Palmares.

 

 

Fonte: www.cojira-al.blogspot.com

ARTICULAÇÃO

13 de setembro de 2008 Deixe um comentário
 
Religiosos e Governo de Alagoas
 
 
Líderes de religiões de matrizes africanas se reuniram no dia 8 de setembro, no Palácio República dos Palmares, com representantes do governo de Alagoas para discutir ações e parcerias.

 
A comissão apresentou a seguinte pauta de reivindicações:
 

I- Sancionar a lei estadual que institui o dia 02 de Fevereiro como dia de Combate a Intolerância religiosa de Matriz Africana, a exemplo da lei Municipal nº5711, de 21 de Julho de 2008.
II- Aplicação do principio da eqüidade no quadro de carreira da policia Militar, pois se o Brasil é um país laico, entendemos que hoje há uma desigualdade quando a carreira militar contempla capelães, padres e pastores e não contempla a possibilidade de um sacerdote e matriz africana, bem como que seja incluída na academia da Policia Militar a disciplina historia da África e dos afro descendentes, com Criação e implantação de um núcleo na Policia Militar para formação sobre cultura afro brasileira a exemplo do núcleo de salvador.

III- Promover capacitações através de oficinas, palestras, seminários e outros para a secretaria de Saúde com temas de destaque da matriz afro étnicas e religiosas e que os facilitadores sejam indicados pelo Movimento Religioso.

IV- Que no Fórum Intergovernamental de Politicas Públicas para a Igualdade Racial FIPIR, a coordenação seja indicada por representantes dos movimentos sociais: Religiosos, Quilombolas, Movimento Negro Urbano.

V- Que o Governo interfira junto ao MDS para ampliação do número de cestas básicas destinadas as casas de Axé e Comunidades Quilombolas, já que a quantidade destinada não atende a realidade local.

VI- Que se destine uma parcela do FECOE para desenvolvimento de ações nas Comunidades de Terreiros e que possa ser viabilizado a inclusão nos Programas estaduais do Leite e do Sopão.

VII- Capacitação Junto as escolas de Governo para os funcionários públicos no atendimento com um recorte étnico racial e religioso reduzindo o racismo institucional e tendo como facilitadores representantes religiosos.

VIII- Criação de uma Secretaria de Estado Especializada para a Promoção da Igualdade Racial com coordenações: afro, Quilombolas, Religiões de Matriz Africana com indicação das coordenações feitas pelos segmentos. Com possibilidades de remanejamentos de funcionários públicos das diversas secretarias que são envolvidos com as questões em destaque, indicados pelos mesmos.

IX- Criar uma Agenda transversal com todas as secretarias que atendam o recorte de matriz afro étnico e religioso e que seja incluída uma legenda no PPA para atender as demandas das ações.

X- Garantir acento nos Conselhos e Fórum para as representações dos religiosos indicados pelo movimento.

XI Que seja criada e publicada no diário oficial uma comissão paritária para acompanhar a implantação das propostas.
 
 

INFORMES

10 de setembro de 2008 Deixe um comentário

 

SEGMENTOS AFRO-ALAGOANOS REÚNEM-SE COM MINISTRO DA SEPPIR

Nesta sexta-feira (12), às 9h, na Chácara São Jorge (Casa do Babalorixá Marcos) localizada no Conjunto Graciliano Ramos acontecerá uma reunião especial entre o ministro Edson Santos da Secretaria de Políticas e Promoção da Igualdade Racial (Seppir) e representantes do movimento negro alagoano: Fórum de Entidades Negras de Alagoas (Fenal), Religiosos de Matriz Africana e demais interessados.

Na ocasião serão entregues propostas de ações afirmativas para a população afro-alagoana.

A presença de todos é de suma importância para o fortalecimento da luta em prol do povo negro.

Os interessados deverão está no Terminal do Graciliano Ramos às 8h30, pois haverá um carro para transportar todos à Chácara São Jorge do Babalorixá Marcos.

Mais informações com:
Ana Paula (Paulinha): (82) 8807-1803
Amaurício: (82) 8819-6762/8819-5850

NOTÍCIA

10 de setembro de 2008 Deixe um comentário

 
SEE: Ministro conhecerá ações para promoção da Igualdade Racial
 
Será apresentado ao ministro um vídeo-documentário: A Educação Construindo Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial no Sistema de Ensino do Estado de Alagoas. Evento acontece nesta quinta
 
 
Goretti Lima
 
 
 
Líderes e representantes de diversos segmentos da sociedade alagoana participam, nesta quinta-feira (11), às 12h30, na Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), de almoço político-empresarial com a participação do ministro chefe de Estado da Secretaria Especial de Políticas e Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Edson Santos. A promoção do almoço, cujo tema é “Alagoas em movimento na construção de políticas para promoção da igualdade racial”, resulta de parceria que vem sendo construída ao longo de uma agenda sócio-educacional entre a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (SEE), por meio da Gerência de Educação Étnico-Racial e Federação das Indústrias.

O objetivo dessa ação conjunta é aproximar os segmentos formadores de opinião na discussão de temas que combatam a desigualdade social da população negra alagoana; divulgar a lei estadual que inclui o estudo da cultura africana na grade curricular, como também criar um pensamento político-empresarial para formulação de programas de responsabilidade social na erradicação do racismo. Durante o almoço, o ministro Edson Santos fará uma exposição sobre as ações do governo brasileiro, no fortalecimento das relações comerciais com a África e os investimentos para a agenda social de educação, saúde, geração de emprego e renda da população negra no País.

“Trata-se de uma oportunidade única para que a classe empresarial, comprometida com o fazer social, possa identificar-se com alguma ação governamental e compartilhar o desafio de extinguir o preconceito, o racismo em nossa sociedade”, considera a secretária de Estado da Educação e do Esporte, Marcia Valéria Lira Santana.

Consta na programação apresentação do vídeo-documentário: A Educação Construindo Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial no Sistema de Ensino do Estado de Alagoas, além de homenagens ao ministro que serão formalizadas por técnicos da SEE, representantes de comunidades quilombolas e a comissão de estudantes africanos da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). “Nesse vídeo-documentário será apresentado ao ministro o quanto Alagoas vem contribuindo institucionalmente com o Brasil na erradicação do racismo”, informa a gerente de Educação Étnico-Racial da SEE, Arísia Barros.

SEPPIR- A Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), foi criada pelo Governo Federal no dia 21 de março de 2003. A data é emblemática em todo o mundo pois se celebra o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial. A criação da secretaria é o reconhecimento das lutas históricas do Movimento Negro Brasileiro. A missão da Seppir é estabelecer iniciativas contrárias às desigualdades raciais no País. Seus principais objetivos são promover a igualdade e a proteção dos direitos de indivíduos e grupos raciais e étnicos afetados pela discriminação e demais formas de intolerância, com ênfase na população negra.

Constam ainda das atribuições do órgão acompanhar e coordenar políticas de diferentes ministérios e outros órgãos do governo brasileiro para a promoção da igualdade racial; articular, promover e acompanhar a execução de diversos programas de cooperação com organismos públicos e privados, nacionais e internacionais. Edson Santos (deputado federal pelo PT do Rio de Janeiro) foi vereador por quatro mandatos, ex-diretor da União Estadual dos Estudantes do Rio de Janeiro e presidente da Associação de Moradores da Cidade de Deus, também no Rio.

Como vereador, fez parte das comissões de Assuntos Urbanos e Meio Ambiente, Transporte e Trânsito, Orçamento e Fiscalização Financeira, Direitos Humanos e de Higiene, Saúde Pública e Bem-Estar Social, entre outras. Na Câmara dos Deputados, integrava a Comissão de Turismo e Desporto como titular e exerceu a suplência nas comissões especiais de Parcelamento do Solo para Fins Urbanos e CPI da Crise no Sistema Tráfego Aéreo.

Programação — o ministro chega às 12h30 à Federação. Às 12h50 será a Apresentação do vídeo-documentário: A Educação Construindo Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial no Sistema de Ensino do Estado de Alagoas (Lei nº 6.814/007). Em seguida será feita a homenagem dos estudantes africanos, depois é a vez de representantes das comunidades quilombolas homenagearem o ministro. Posteriormente, era feita a entrega do Baú das Alagoas pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. Às 13h00 o ministro fará uma exposição sobre o Governo Brasileiro, o fortalecimento das relações comerciais com a África e os investimentos para a agenda social de educação, saúde, geração de emprego e renda da população negra.

 
 
 

SHOW

9 de setembro de 2008 Deixe um comentário
 
 

Categorias:Entretenimento

ANAJÔ

3 de setembro de 2008 Deixe um comentário
 
 
Olá Pessoas
 
 
Teremos uma reunião extraordinária do Anajô nesta sexta-feira (05.09) a partir das 17h30, no Sintep.
 
 
Pautas:
   1. Informes / Repasses
   2. Atividades de formação em setembro
   3. Projeto Palmares in loco: educação (crianças e adolescentes) e passeio étnico (público diverso, com taxa de inscrição).
   4. Outros
 
 
A presença de tod@s é extremamente importante!!!
 
 
Abraço,
 
 
HELCIANE ANGÉLICA
Presidente – Anajô
(82) 8831-3231 / helci_angel@ hotmail.com
Categorias:Informes

POLÍTICA

2 de setembro de 2008 Deixe um comentário
 

Categorias:Informes

REGGAE

2 de setembro de 2008 Deixe um comentário
 
 
Misa Acústico apresenta Civilização Roots
 
 

 
 
 
A banda de reggae Civilização Roots é uma das participantes da quinta edição do Projeto Misa Acústico. A apresentação acontece no dia 06 de setembro (sábado) no Museu de Imagem e do Som, localizado no Jaraguá, a partir das 20h. Os ingressos custam R$5 (inteira) e R$2 (meia), as vagas são limitadas.
 
Formada em 2001, vem se destacando no cenário musical por fazer um reggae roots com influências regionais (coco, xote e baião), música andina e a sonoridade dos ritmos africanos. O grupo está inteiramente ligado ao movimento negro alagoano e já abrilhantou a programação oficial do Mês da Consciência Negra, por vários anos, nos municípios de União dos Palmares e Maceió.
 
O projeto enaltece artistas locais, é uma promoção da Secretaria Estadual de Cultura de Alagoas e segue até novembro (todos os sábados). Para obter mais informações sobre a programação entre em contato pelo número: (82) 3315-1925.
 
E para conhecer o trabalho da banda, acesse: www.myspace.com/civilizacaoroots ou www.bandasdegaragem.com.br/civilizacaoroots. Agendamento de shows: (82) 8819-8924 (Cida Cigana) e 8858-8969 (Fernando).
 
 
 
SERVIÇO:

O quê? – Projeto Misa Acústico apresenta Civilização Roots (Reggae)
Onde? – Museu de Imagem e Som (MISA) no bairro histórico do Jaraguá
Quando? – 06 / 09 / 2008 (sábado)
Quanto? – R$ 5,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia-entrada)
Contatos: (82) 3315-1925
 
 
Categorias:Entretenimento