TURISMO

 
 
PMQP completa 1 ano
 
 
Muxima dos Palmares, o "palácio" dos guerreiros quilombolas, é considerado o espaço contemplativo mais importante
 

Texto: Helciane Angélica
Jornalista / Presidente do Anajô / Integrante da Cojira-AL

Fotos: Divulgação

O Parque Memorial Quilombo dos Palmares localizado no platô da Serra da Barriga em União dos Palmares (AL) completou um ano de instalação no último dia 19 de novembro. O primeiro complexo arquitetônico de inspiração africana das Américas foi entregue pelo Instituto Magna Mater, entidade que idealizou o projeto e captou recursos.

A Serra é considerada um solo sagrado e de resistência do povo afro-brasileiro, teve seu reconhecimento quando foi tombada em 1985 como Patrimônio Histórico, Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico. Trata-se de um local de grande importância política-cultural – é o centro de homenagens, oferendas, pesquisas, encontros, romarias e grandes concentrações no Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro).

Em janeiro deste ano, ocorreu um incêndio na Serra de grande proporção onde faltaram apenas 60m para atingir o platô. Preocupados com o descaso e ausência de medidas para a sustentabilidade do Parque, lideranças do movimento negro alagoano promoveram o II Debate Estadual sobre a Serra da Barriga, com o objetivo de discutir a conjuntura e propor alternativas às autoridades.

Muitas promessas foram apresentadas, principalmente, pela Fundação Cultural Palmares/Minc (instituição responsável pelo patrimônio). No entanto, os problemas só continuaram: devido a grande quantidade de chuvas e raios, os equipamentos de som foram danificados e sem funcionamento durante cinco meses; os bancos estão sujos e esverdeados; o acesso alterna entre os buracos, estrada de barro e paralelepípedos); os moradores encontram-se marginalizados, sem condições de executar os conhecimentos adquiridos em oficinas; sem a licitação, o restaurante está inativo; dentre outras questões.

Boa parte do ano o local ficou abandonado, mesmo com a implantação de um comitê gestor responsável pelas demandas administrativas. Muitas providências precisam ser tomadas e infelizmente a sociedade civil não tem acesso as deliberações.

Infra-estrutura

As construções foram concebidas para dar maior conforto aos visitantes, valorizam o recorte étnico e exaltam a arquitetura africana. Antes, qualquer pessoa que subisse a Serra não teria local nem para sentar, pois a infra-estrutura era desenvolvida apenas para o período festivo (novembro).

Os turistas desfrutarão de espaços temáticos, nomeados com palavras de origem banto, como o batucajé (dança ao som de tambores) que abriga o posto de informações e uma roda de capoeira, o restaurante kúuku-wáana (banquete familiar), onjó de farinha (casa de farinha), onjó cruzambê (Casa do Campo Santo), oxile das ervas (Terreiro das ervas), ocas indígenas e o palácio Muxima de Palmares (Coração de Palmares) – todos em formato de pau-a-pique,cobertura vegetal e madeira de eucalipto alto clavado. As paredes de alvenaria são recobertas com taipa para se aproximar da arquitetura da época.

Para favorecer a contemplação, textos são interpretados em quatro idiomas (português, inglês, espanhol e italiano) em pontos estratégicos com um sistema inédito de áudio, são eles: espaço “Acotirene: uma saudação aos orixás”; “Quilombo dos palmares: a saga de palmares”; “Ganga-Zumba: palmares é uma nação”; “Zumbi: palmares é resistência e luta pela liberdade”; “Caá-puêra: dançando, comendo e bebendo” e “Aqualtune: reflexão, meditação e oferendas”.

Dentre os artistas nacionais consagrados que emprestaram suas vozes para a locução estão: Carlinhos Brown, Chica Xavier, Djavan, Leci Brandão e Tony Tornado. Na Lagoa dos Negros e próximo à Gameleira Sagrada é possível sentir as boas energias da natureza e escutar a música “Sossego” composta por Leila Pinheiro e arranjos do maestro Almir Medeiros.

Confira todas as informações sobre os espaços contemplativos, fotos e áudios, no site http://www.quilombodospalmares.org.br.
Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: