Arquivo

Archive for dezembro \30\UTC 2008

HISTÓRIA

30 de dezembro de 2008 Deixe um comentário
 

Retrospectiva Afro-Alagoana

– 2008 –

 
O material foi editado por Helciane Angélica Santos Pereira (jornalista – 1102 MTE/AL): integrante da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em Alagoas (Cojira-AL) e presidente do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô. As informações são baseadas nos emails enviados pelos segmentos afro-alagoanos, pesquisas em sites e nas notas publicadas na Coluna Axé / Jornal Tribuna Independente.

Janeiro


* Lançamento do blog da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em Alagoas (Cojira-AL): http://www.cojira-al.blogspot.com/.

* Aconteceu no dia 09, um incêndio na Serra da Barriga em União dos Palmares, que teve grande proporção (cerca de 20 hectares foram destruídos pelo fogo) e faltaram apenas 60m para atingir o Parque Memorial Quilombo dos Palmares.
* Aconteceu a 6ª Lavagem do Bomfim no dia 13, a atividade reuniu religiosos de matriz africana e simpatizantes. Realização: Casa de Iemanjá.
* No dia 17 é publicado no Diário Oficial da União um convênio entre a Fundação Cultural Palmares/Ministério da Cultura e a Fundação Sônia Ivar, que destina R$ 1.800.000,00 (um milhão e oitocentos mil reais) para o Intercâmbio Afro-Latino nas dependências do Parque Memorial Quilombo dos Palmares, com prazo de vigência até 22 de dezembro de 2008.

* O Grupo União Espírita Santa Bárbara (Guesb) instalou no dia 28/01, a loja Inaê com a Griffe Farrapu’s. Os produtos serão vendidos na feira de artesanato "Guerreiros" localizado no bairro histórico Jaraguá em Maceió, e 50% do valor é revertido para o Projeto Inaê.

Fevereiro

* Robson Calheiros, irmão do ex-presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros, foi condenado pela Justiça a cumprir dois anos e quatro meses de reclusão pelo crime de racismo contra a vereadora Fátima Santiago e seu filho, Henrique Santiago. A sentença foi dada pela juíza Maria da Graça Gurgel, titular da 2ª Vara Criminal da Capital. O racismo ocorreu em outubro de 2005, quando o então vereador proferiu agressões verbais contra Fátima Santiago.

* O Núcleo de Estudos Afro-brasileiros (NEAB) da Universidade Federal de Alagoas lançou o terceiro número da Revista Kulé-Kulé, denominado AfroAtitude, no dia 14. O lançamento integra a programação de recepção aos feras 2008, no auditório da Reitoria localizado no Campus A. C. Simões, bairro do Tabuleiro do Martins.

* A Cojira-AL junto com diversas entidades do Movimento Negro alagoano solicitou uma audiência com o governador Teotônio Vilela Filho, para entregar uma pauta de reivindicações visando a formulação de políticas públicas para a promoção da igualdade racial no conjunto das ações do governo, considerando os índices de desigualdades, preconceitos e racismo que atingem a população afro-alagoana.

* Integrantes do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô estiveram na Serra da Barriga em União dos Palmares, no dia 21, para uma visita técnica, onde conferiram os estragos do incêndio e divulgaram fotos no seu blog.

* A Superintendência de Promoção dos Direitos e Políticas para a Mulher promoveu no dia 21, na Secretaria da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos, uma reunião com representantes do Instituto de Terras e a Reforma Agrária de Alagoas (Iteral), quilombolas e do Movimento de Libertação dos Sem-Terra (MLST), para discutir a execução da segunda etapa do projeto de Capacitação em Gênero, Raça e Etnia para Mulheres Gestoras.

* O Centro de Estudos e Pesquisa Afro-Alagoano Quilombo realizou a 1ª edição do projeto “Mirante Cultural – Um quilombo chamado Jacintinho”. Busca a valorização de artistas locais e ações que estimulam a identidade afro-cultural, além de proporcionar entretenimento para moradores da periferia.

* No período de 28 de fevereiro a 1º de março ocorreu o I Fórum Nacional da Consciência Negra na Educação, no Centro de Convenções de Maceió. A atividade reuniu educadores de várias partes do país e foi promovida pela Secretaria Estadual de Educação e Esporte, por meio da gerência étnico-racial.

Março

* O Cefet-AL iniciou as discussões sobre o curso de Africanidade, com o objetivo de introduzir a lei 10.639/2003 – implantação do ensino da cultura da África na instituição federal de ensino. O objetivo é formar primeiramente professores para se habilitar, em seguida, junto ao programa da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC introduzir cursos a distância em nível de “latu-sensu”.

* A Gerência do Núcleo de Quilombolas do Instituto de Terras e a Reforma Agrária de Alagoas (Iteral) definiu o calendário das visitas as comunidades quilombolas do Estado, para elaboração de relatório a ser enviado ao Ministério da Cultura.
* A Comissão de Defesa das Minorias Étnico-Sociais da OAB-AL entrou com representação no Comando-geral da Polícia Militar no dia 07, contra o capitão PM Carlos Coelho da Paz pelo crime de racismo. O militar é acusado de fazer declarações ofensivas à sua empregada doméstica Neuza Maria dos Santos, 44, que é negra, e de agredi-la fisicamente. “Vou entrar com duas representações. Uma na delegacia pelo crime de discriminação racial e outra no Comando da Polícia Militar. Ele a chamou de negra vagabunda, ladra e disse que ela não procurasse a delegacia porque ele é poderoso e se ela fizesse isso quem seria presa era ela”, confirmou Alberto Jorge, presidente da Comissão de Defesa das Minorias da OAB.
* Estudantes de escolas públicas que passaram em vestibulares são homenageados pelo Governo de Alagoas, dentre eles, José Carlos dos Santos (conhecido por Hito) – morador da Serra da Barriga.

* O Fórum de Entidades Negras de Alagoas (Fenal) realizou a assembléia geral no dia 15 e elegeu a nova gestão: “Resistência Negra”, para o biênio 2008-2010.

* No dia 29, foi promovido o II Debate Estadual sobre a Serra da Barriga nas dependências do Parque Memorial Quilombo dos Palmares. A atividade foi articulada pelo Anajô, Cojira-AL e Pastoral da Negritude.

Abril


* A Federação Alagoana de Capoeira (FALC) e o Fórum de Entidades Negras de Alagoas (Fenal) conseguiram derrubar o edital da Secretaria Estadual da Educação e do Esporte, que convocava agentes culturais da Coordenadoria de Ação Cultural (Corac), mas excluía os capoeiristas.

* O secretário de Estado da Cultura, Osvaldo Viégas, esteve no dia 20 no Guesb e conheceu o trabalho desenvolvido no projeto Inaê. Inúmeros turistas nacionais e internacionais que visitaram o local durante os finais de semana, conferiram a apresentação da Dança dos Orixás, a Capoeira, o Maculelê e a Dança Primitiva, além dos pratos da culinária afro-brasileira.

* Lançamento da Revista Flor de Manacá (29.04), que faz a releitura da Bíblia a partir da mulher e do Nordeste.

* Mestres de capoeira de Alagoas iniciaram a elaboração de um livro didático sobre o ensino-aprendizagem da capoeira visando atingir os alunos das escolas públicas e privadas. Também foi um encontro estratégico para a aprovação do Estatuto e do regimento do Conselho Estadual de Mestres de Capoeira de Alagoas (Cemcal).

* A Gerência Étnico-Racial da Secretaria Estadual de Educação e Esporte convocou os segmentos afros para indicarem seus representantes (titular e suplente), na equipe de trabalho do Fórum Estadual Permanente de Educação e Diversidade Étnico-Racial.

* Iniciam os preparativos para a instalação do Teatro do Oprimido em Alagoas, destinados a organizações não governamentais e sindicais.

* Lideranças do movimento negro discutem o aumento dos casos de intolerância religiosa no Estado.

* A Federação Alagoana de Capoeira (Falc) realiza assembléia e elege a nova diretoria (2008-2012), além de ampliar o quadro de atuação no interior do Estado e organizar o planejamento estratégico.

Maio

* O Grupo e Capoeira Muzenza completou 36 anos no dia 05.
* A Igreja de São Gonçalo, a primeira na capital alagoana, sedia missa afro. A atividade ocorreu no dia 08 e foi promovida pela Casa Paroquial em parceria com a Gerência Étnico Racial/SEE.
* Foi lançado no dia 09, o curso sobre a História da África, com duração de nove meses e a participação de 50 pessoas. A aula inaugural foi realizada pelo Professor Zezito Araújo, o projeto é desenvolvido pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) em parceria com o Grupo GUESB.

* A Cojira-AL conquista apoio do Jornal Tribuna Independente e instala a Coluna Axé no dia 13. O produto midiático é publicado todas às terças-feiras, promove a interlocução entre segmentos afro-alagoanos, a imprensa e a sociedade; além de dar visibilidade às questões étnico-raciais.

* Lideranças do movimento negro realizam no dia 14, um ato político contra a intolerância religiosa, inclusive, com apresentações artístico-culturais. A atividade iniciou com um cortejo afro que percorreu as ruas do Conjunto Village Campestre em Maceió.

* Nos dias 15 e 16, aconteceu o 3º Seminário Alagoano das Religiões Afro-Brasileiras e a Epidemia de HIV/Aids. Realização: Projeto Afroatitude da Famed/Ufal e Grupo Gay Afro-Descendentes Filhos de Axé.

* Deputados estaduais realizaram no dia 16, na Assembléia Legislativa, uma sessão especial sobre os 120 anos da Abolição da Escravatura e as políticas públicas para a população negra alagoana.

* A Orquestra de Tambores participa da 22ª edição da Festa da Lavadeira em Santo Agostinho (PE).

* Capoeiristas realizam o 1º Papoeira no dia 23.

* Estudantes africanos da Ufal comemoram o Dia da África (25).

* O afro-descendente José Amaro da Silva, 64, foi o primeiro quilombola (Tabacaria – Palmeira dos Índios) a ter reconhecido o seu direito de segurado especial, em Alagoas. Ele se aposentou por idade, após uma ação direta da Gerência Executiva do INSS.

* Fundação Cultural Palmares concedeu o registro e a certificação da comunidade remanescente Gameleiro, no município de Olho D’Água das Flores (sertão alagoano).
* Entidades de diversos segmentos são selecionadas e iniciam as atividades na Fábrica de Teatro Popular Nordeste – Teatro do Oprimido.
* Normas de utilização do Parque Memorial Quilombo dos Palmares são publicadas no Diário Oficial da União, também, foi divulgada as entidades participantes do comitê gestor.

Junho

* A Gerência de Educação Étnico-Racial da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (SEE), participa na condição de delegada, nos dias 01 e 02, em Brasília, do Encontro Nacional para Implementação das Diretrizes Curriculares para Educação das Relações Étnico-Raciais (Lei 10.639/2003).

* Alagoanos participam do encontro “Diálogos Regionais – Nordeste 1”, juntamente, com representantes de SE, BA e PE nos dias 04 e 05. Teve como objetivo, discutir a elaboração do plano nacional e criar mecanismos eficazes para a implementação da Lei Federal nº 10.639/03.

* A OAB-AL entrou com representação criminal no Ministério Público Federal contra a Ufal, alegando crime de Prevaricação e Favorecimento Ilícito no último concurso para o cargo de professor assistente de dança. A denúncia foi realizada pela professora Piedade Videira, do Amapá, que concorreu a uma das vagas.

* O Diretório Acadêmico de Medicina e o DCE da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) promoveram debates sobre as políticas de cotas. Dentre as entidades do movimento negro que foram convidadas e prestaram suas contribuições, estiveram: Anajô e Pastoral da Negritude da Igreja Batista do Pinheiro.

* Foram intensificadas reuniões entre segmentos afro-alagoanos e a OAB-AL.

* Boleiras da comunidade remanescente Quilombo (Santa Luzia do Norte) participaram dos festejos juninos na capital alagoana, nos dias 21 a 30.

* Lançamento do projeto Gira Tradição, elaborados por técnicos da Fundação Municipal de Ação Cultural de Maceió e integrantes da Casa de Axé.

* A União de Negros pela Igualdade (Unegro-AL) realizou assembléia para a aprovação do Estatuto.

* A gestão “Quem luta conquista” do Sindicato dos Jornalistas Profissionais é eleita. No comando da Diretoria encontra-se Valdice Gomes, jornalista comprometida com as questões étnico-raciais e integrante da Cojira-AL.

* A emissora Marco Pólo TV (Itália) realizou uma reportagem especial sobre a Serra da Barriga e a religião de matriz africana.

* Iniciam as inscrições para o 1º Concurso Estudantil Miss e Mister Brasil Beleza Negra (etapa alagoana), com alunos de 14 a 20 anos de escolas públicas e particulares.

* A Secretaria Estadual de Educação e Esporte inicia mapeamento sobre a aplicação da Lei Estadual nº 6.814/07, que inclui a temática africana no currículo escolar de Alagoas.

Julho

* Foi aprovada na Câmara Municipal de Maceió e sancionada pelo prefeito Cícero Almeida, o Dia Municipal de Combate à Intolerância Religiosa de Matriz Africana, a ser comemorado no dia 02 de fevereiro.

* A Orquestra de Tambores foi uma das vencedoras do Prêmio Zumbi dos Palmares, na categoria cultural, no dia 03. A atividade foi realizada pelo projeto Pajuçara Social (TV Pajuçara) e a revista Salada Magazine.

* A Federação Alagoana de Capoeira realiza grande roda na Praia da Pajuçara com associados e simpatizantes.

* Vanda Menezes volta ao cenário político alagoano. Marchando ao lado de Judson Cabral, na condição de vice, disputou a Prefeitura de Maceió pela coligação PT e PDT. Ativista negra conhecida nacionalmente, feminista, psicóloga, já foi Secretária da Mulher no Governo Lessa, e atua no movimento negro a mais de 20 anos.

* A Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) aprova a inclusão de cotas raciais na instituição, das vagas reservadas foram divididas em 60% para alunos de escolas públicas e 40% para afro-descendentes.

* O presidente da Fundação Cultural Palmares, Zulu Araújo, se reuniu com lideranças dos segmentos afro-alagoanos no dia 12.

* 1º Concurso Estudantil Miss e Mister Beleza Negra, etapa alagoana, é realizado no dia 12, no Centro de Convenções de Maceió.

* Capoeiristas realizam roda comemorativa no dia 16, pela aprovação da capoeira como patrimônio cultural da união.

* O Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Ufal participa de encontro com outros NEABs, para avaliar as ações desenvolvidas e discutir os preparativos para atividades conjuntas.

* A cultura afro-brasileira esteve bem representada com o estande do projeto Inaê, Grupo União Espírita Santa Bárbara (Guesb), na 2ª Feira dos Estados e Nações, realizada no Centro Cultural e de Convenções de Maceió durante os dias 18 a 27 de julho.

* Na posse festiva do Sindjornal (19) integrantes da Cojira-AL conversam com José Carlos Oliveira Torves, Diretor da Federação Nacional de Jornalistas (Fenaj), sobre os avanços das discussões quanto às questões étnico-raciais no movimento sindical da categoria.

* O Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô realiza oficinas do Teatro do Oprimido, com estudantes de escolas públicas no bairro do Feitosa em Maceió.

* Projeto Gira Tradição realiza oficinas de capacitação sobre “Gestão Participativa” e “Técnicas de Entrevista e Pesquisa”, que busca a implantação de ações sócio-culturais no universo da religiosidade de matriz africana.

* A secretária de Estado da Educação e do Esporte, Marcia Valéria Lira Santana, juntamente com a gerente de Educação Étnico-Racial, professora Arísia Barros, participaram da 3ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), realizada no período de 31 a 1º de agosto, em Porto Alegre.
* O Museu Théo Brandão (Maceió) sedia a exposição fotográfica “A alma da Bahia” de Patrizia Giancotti, no período de 04 a 04 de agosto.
* Grupo Muzenza realiza o 1º Muzenzumbi Capoeira Internacional – Capoeira na Terra de Zumbi, no período de 31 a 03 de agosto.

Agosto

* A Casa de Iemanjá realizou no dia 16 o “Olubajé – o banquete dos deuses”, ritual para o orixá Obaluaiê (senhor da terra).

* São Paulo sediou o 33º Congresso Nacional de Jornalistas no período de 20 a 24. Na ocasião, também ocorreu o 2º Encontro Nacional entre as COJIRAS (SP, RJ, DF, AL e BA) e o Núcleo de Jornalistas Afro-Brasileiros, com o tema “O Jornalismo, o mundo do trabalho e a liberdade de imprensa com justiça e igualdade racial”. Uma das importantes decisões foi a criação da Comissão Nacional dos Jornalistas pela Igualdade Racial (Conjira) – órgão consultivo e de assessoramento da Fenaj.

* O grupo percussivo Baque Alagoano anima a noite festiva do Dia do Folclore (22), no Museu Théo Brandão em Maceió.

* A Pastoral da Negritude da Igreja Batista do Pinheiro iniciou o ciclo de estudos sobre o negro na Bíblia.

* A Orquestra de Tambores participou da 7ª edição da Feira da Música em Fortaleza (CE), no período de 20 a 23.

* A Gerente de Educação Étnico-Racial da Secretaria de Estado de Educação e Esporte, professora Arísia Barros participou da 3ª Conferência Nacional Infanto-Juvenil pelo Meio-Ambiente, no período de 29 a 31 de agosto, no Centro de Referência a Cultura Afro-Brasileira em Lauro de Freitas (BA). Na ocasião, foi lançada a promoção da diversidade étnico-racial no âmbito da Conferência, com a realização da Oficina para as Escolas Quilombolas.

* O Baque Alagoano realiza oficinas de maracatu, nos dias 30 e 31, para músicos e simpatizantes.

Setembro

* A banda de reggae Civilização Roots apresentou no dia 6 um show especial, que integrou a quinta edição do Projeto Misa Acústico, no Museu de Imagem e do Som.

* Alunos dos sétimos anos da Escola Municipal Pedro Tenório Raposo, conhecida como PTR, de Murici, apresentaram no dia 8, vários temas ligados a importância do negro no Brasil, desde a sua culinária, danças, ritmos, crenças religiosas, além de relembrarem o maior líder negro, Zumbi dos Palmares.

* Líderes de religiões de matrizes africanas se reuniram no dia 8, com representantes do governo do Estado para discutir ações e parcerias. A reunião foi comandada pelo secretário chefe do Gabinete Civil, Álvaro Machado, que recebeu um documento com pautas reivindicatórias, destacam-se: a criação de uma Secretaria de Estado Especializada para a Promoção da Igualdade Racial; solicitação da sanção de uma Lei Estadual instituindo o dia de Combate à Intolerância Religiosa de Matriz Africana (Lei Municipal – nº 5.711); implantação de um núcleo na Polícia Militar para a formação sobre cultura afro-brasileira, como acontece em Salvador; a interlocução permanente com o Governo, dentre outros.

* Pela primeira vez o ministro-chefe da Seppir, Edson Santos, visitou o estado de Alagoas e se reuniu com autoridades e participou de atividades com lideranças do movimento negro.

* Aconteceu no dia 13, o show Matizes do alagoano Djavan no Ginásio do Sesi em Maceió.

* O Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô realizou um encontro de formação na sede do Sindjornal, no dia 16, para discutir a importância dos africanos no desenvolvimento da humanidade.

* A casa de axé Ilê Axé Opô Olgodô foi realizada no dia 20 uma cerimônia de saída de Yaô, onde foram apresentados os iniciados no candomblé.

* O Grupo de Estudos Diversidade Étnico-Racial (Geder) do Neab-Ufal intensificou os encontros de formação no projeto “A Educação e as relações étnicas”.

* No dia 22, ocorreu o 1º Debate Democrático pela diversidade: “Meu voto tem cor. A cor do compromisso cidadão, onde candidatos à Prefeitura de Maceió puderam expor suas propostas nos diversos setores da etnicidade.

* O projeto “Cantando e brincando aprende-se” desenvolvido pela estudante de música da Ufal, Sônia André, oriunda de Moçambique, será implantada nas escolas do país africano.

* O Grupo União Espírita Santa Bárbara (Guesb) passa a ser reconhecido como de utilidade pública, o título foi entregue oficialmente por autoridades.

Outubro

* A Escola Estadual Alberto Torres promoveu o projeto “Pérola Negra Brasileira: História, importância e lutas do povo Negro. Conheça e se orgulhe!”, coordenado pelo professor de matemática Allex Sander Porfirio. Na programação (10 e 11) teve palestras, cine-fóruns e uma tentativa frustrada de uma aula de campo na Serra da Barriga em União dos Palmares (as más condições da estrada dificultaram o acesso até o platô).

* O grupo de reggae Comunidade Quilombola de Sião (ex-banda Thiago Correia e comunidade quilombola) de União dos Palmares realizou no dia 12, o show “Jah Work” (Trabalho de Deus).

* No Dia dos Professores (15), teve um fórum especial com profissionais desta área e convidados na Escola Estadual Alberto Torres, localizada no bairro do Bebedouro em Maceió. Foram debatidas as Leis Federal e Estadual (10.639/03 e 6.814/07), e teve a contribuição do Centro de Estudos e Pesquisa Afro-Alagoano Quilombo.

* Estudantes africanos da Ufal oriundos de países de língua portuguesa (Angola, Guiné Bissau, Cabo Verde, Moçambique, São Tomé e Príncipe), realizaram a 5ª Semana de Cultura Africana (23 e 24). Na vasta programação teve exposições de artigos diversos, desfile de trajes típicos, banners, degustação de comidas tradicionais e palestras.

* A cientista social Ana Claudia Laurindo defendeu no dia 27, a tese de mestrado “O ponto de parada: racismo na escola, alunos negros na EJA”.

* A Orquestra de Tambores realizou o projeto “Tambores na praça”, com a execução de vários ensaios (abertos ao público) em diversos pontos do centro de Maceió.

* O Guesb realizou mais uma temporada de cursos para a comunidade do conjunto Village Campestre II e adjacências, para crianças, adolescentes e familiares.

* A Faculdade de Medicina da Ufal ressaltou a importância da disciplina eletiva “Saúde da População Negra” para toda a comunidade acadêmica.

* Iniciam os preparativos para a Missa da Paz, com temática afro, lideranças reúnem-se com o clero alagoano.

Novembro

* O Centro de Estudos Superiores de Maceió (Cesmac) promoveu a Semana de História “Tempo de África em Alagoas” (03 a 07), com palestras, exibição de documentários e apresentações artísticas.

* O Coletivo Feminista de Capoeira em Alagoas realizou no dia 8, o seu I Encontro Feminino de Capoeira, com oficinas e rodas ministras por mulheres.

* Aconteceu o 33º Encontro Afro-Alagoano de Educação no dia 10, com o tema “Viva África em Alagoas”. Realização: Gerência Étnico Racial / Secretaria Estadual de Educação e Esporte.

* No período de 12 a 14, foi promovido o Encontro Estadual de Comunidades Negras Quilombolas de Alagoas. O evento reuniu representantes de várias comunidades e foi promovido pelo Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral), com o apoio da Fundação Cultural Palmares e do Laboratório de Antropologia Visual de Alagoas (Aval).

* Foi lançado o projeto musical “Zumbi Vive” no Iate Clube Pajuçara, 15, com grupos artísticos variados: Vibrações, Alma Rasta, Talita Cumi, Orquestra de Tambores, Afoxé Ojum Omin Orewa, capoeira e maculelê.

* O Prefeito de União dos Palmares, Areski Freitas, esteve na sede da Fundação Cultural Palmares onde se reuniu com o presidente Zulu Araújo. Teve como objetivo estreitar parcerias para a programação da Semana da Consciência Negra e melhorar as condições de acesso à Serra da Barriga.

* No município de União dos Palmares ocorreu uma programação diversificada na Semana da Consciência Negra, que teve início no dia 15 e seguiu até o dia 22, com ações no centro da cidade, na Serra e na comunidade remanescente de quilombo Muquém. Dentre as atividades, estiveram: oficinas, rodas de capoeira, teatro, hip hop, seminários, além de shows com artistas locais e atrações nacionais (Margareth Menezes, Sandra de Sá e a banda de reggae Adão Negro).

* O Parque Memorial Quilombo dos Palmares situado no platô da Serra da Barriga em União dos Palmares, completou o primeiro ano de instalação no dia 19.

* A cerimônia da Comenda Ordem do Mérito dos Palmares ocorreu na noite do dia 19, no Palácio República dos Palmares – sede do Governo de Alagoas. Foram homenageadas 10 personalidades, que atuam no desenvolvimento sócio-econômico e cultural, além de se destacarem na realização de iniciativas que valorizam o recorte étnico. Do movimento negro foram agraciados a ialorixá Maria Neide Martins (Mãe Neide) e o mestre de capoeira Lizanel Cândido da Silva (Mestre Jacaré).

* No Dia da Consciência Negra (20), cerca de 200 religiosos de várias matrizes africanas (Umbanda, Nagô, Gêgê, Geto, Xambá) e ativistas realizaram um cortejo afro no Centro de Maceió, mesclando riqueza cultural com protesto, e seguiram até a Praça Zumbi dos Palmares em Maceió. As lideranças criticaram o Governo de Alagoas e a Fundação Cultural Palmares pelo descaso, criticaram a falta de apoio para a programação na capital e manifestaram a insatisfação por não terem conseguido apoio para levar os 300 religiosos no tradicional “Axexê” (oferendas, homenagens aos ancestrais e purificação para trazer boas energias). De acordo com o Diretor de Patrimônio/Fundação Cultural Palmares, Maurício Reis, foi disponibilizado transporte e alimentação para 100 pessoas, mas não se sentiram contemplados e desistiram da atividade.

* O cantor Igbonan Rocha apresentou o espetáculo “Vertente Musical” (22), que integrou o projeto Misa Acústico.

* A Pastoral da Negritude da Igreja Batista do Pinheiro realizou no dia 22, um encontro estratégico sobre “Bíblia na ótica da Teologia Negra”. Também foi lançada a 2ª edição da revista "Flor de Manacá", desta vez, o núcleo de gênero da Igreja prestou uma homenagem às mulheres negras.

* No Teatro de Arena, 23, a Companhia Teatral Mundo Paralelo apresentou o espetáculo “Transversalidade de idéias, uma declaração de amor à Serra da Barriga”.

* A OAB-AL promoveu o 2º Seminário Regional de Promoção da Igualdade (27 e 28), com diversos temas que refletiam o cotidiano das minorias étnico-sociais.

* A Catedral Metropolitana de Maceió sediou a tradicional Missa da Paz, desta vez, com o tema “Juntos pela paz e pela vida! Pelo respeito às diferenças”. Teve apresentação de capoeira, dança afro, músicas temáticas, etc.

* A Cojira-AL realizou nos dias 29 e 30, o seminário “200 anos da imprensa no Brasil: avanços e desafios da mídia étnico-racial”, também, comemorou o primeiro aniversário da entidade. Na programação teve exposição de todas as edições da coluna axé; distribuição do boletim especial; show da banda de reggae Civilização Roots; e a visita dos jornalistas e acadêmicos na Serra da Barriga em União dos Palmares.

Dezembro

* A Secretaria Estadual de Educação e Esporte (SEE) realizou a troca de gestores na Gerência Étnico Racial – a professora e publicitária Arísia Barros é exonerada e foi escolhida para atuar nesta importante Pasta, a professora e cientista social Irani Neves.

* O Guesb realizou no perído de 4 a 8, o Louvor às iabás (orixás femininos), com a realização de palestras, apresentações artísticas e oferendas na Praia Mirante da Sereia em Maceió.

* No dia 08, teve homenagens e oferendas na orla de Maceió com representantes de diversas casas de axé, ativistas, turistas e simpatizantes. O Baque Alagoano e a Orquestra de Tambores realizaram um show aberto ao público.

* O Grupo Muzenza promoveu o 2º Muzenzaya Capoeira, com atividades culturais ministradas por mulheres em bairros periféricos de Maceió.

* Aconteceu na Escola Estadual Alberto Torres a 1ª Feira Afro-Matemática no dia 13, teve como objetivo apresentar a história da matemática oriunda do continente africano e ressaltar a importância dessa ciência na cultura afro-brasileira, também, se estendeu para as disciplinas de Física, História e Ensino Religioso. Participaram alunos de sete turmas do Ensino Fundamental e Médio, divididos em cinco equipes que participaram de exposições, apresentações artísticas e recitam poemas.

* Foi realizado no dia 13, nas dependências do Parque Memorial Quilombo dos Palmares (Serra da Barriga), apresentações artísticas do grupo Nação Dandara, Capoeira Palmares e o cantor de renome nacional Luiz Melodia.

* Durante o 46º aniversário do Conselho Estadual de Educação de Alagoas, teve a Comenda ao Mérito Educativo Alagoano. Dentre os homenageados do dia 17, esteve Ana Paula da Silva, Diretora do Centro de Cultura e Cidadania Malungos do Ilê e do Fórum de Entidades Negras de Alagoas.

* A Orquestra de Tambores lançou oficialmente no dia 20, o CD “Bantus e Caetés” no Museu de Imagem e Som de Maceió.

* Dando continuidade ao projeto criação, o Centro de Cultura e Cidadania Malungos do Ilê foram realizadas no dia 21, ações sócio-educativas e culturais com crianças e adolescentes. A atividade teve o apoio da CESE/BA e ocorreu no acampamento Paulo Bandeira, estrada de acesso ao Complexo Residencial Benedito Bentes, em Maceió.

* O Centro de Pesquisas e Estudos Afro-Alagoano encerrou o ano de 2008 com o consagrado “Mirante Cultural – Um quilombo chamado Jacintinho”. A 10ª edição ocorreu no dia 26, e contou com a parceria do Fenal, Associação Comunitária Cultural e Esportiva Juventude e Saudáveis Subversivos.

* O Centro Cultural Quilombo dos Palmares realizou o seu batizado anual de capoeira no dia 27, desta vez no Parque Memorial, localizado na Serra da Barriga. O projeto "Caa Puera na Terra de Zumbi" do Instituto Magna Mater, premiado no edital do Capoeira Viva 2007 (37068), destinado para crianças e adolescentes que residem na Serra, também foram contempladas e tiveram suas cordas trocadas. As atividades tiveram início com uma celebração ecumênica, apresentações culturais e foi encerrada com a confraternização entre os presentes.
* O futuro prefeito de Viçosa, Flaubert Torres disse que vai transformar a Serra Dois Irmãos em um dos pontos de atração turística daquela cidade.
* Foi instalado o Fórum Alagoas Inclusiva, o segundo do país, que reúne entidades diversas que apóiam grupos em desvantagem.

* A organização não-governamental Maria Mariá encontra-se com o projeto Ibá (significa abençoar em ioruba) na favela Sururu de Capote, às margens da Lagoa Mundaú em Maceió.

* A comunidade remanescente de quilombo Gameleiro conseguiu se livrar do lixão que fica em suas terras. A Prefeitura de Olho D’Água das Flores (sertão alagoano) está projetando um aterro sanitário para o município, o processo está em fase de licenciamento pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA).

* A Cojira-AL recebeu uma carta da vereadora Tereza Nelma, onde consta a Moção de Congratulações aprovada pela Câmara Municipal de Maceió, que parabeniza o trabalho realizado pela Coluna Axé. O produto midiático publicado no jornal Tribuna Independente já se tornou uma referência nacional na mídia étnico-racial.

* O Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô, a Cojira-AL e a Pastoral da Negritude da Igreja Batista do Pinheiro firmam parceria para organizar o projeto Tambor Falante – Ciclo de Debates. Com o intuito de fortalecer o entrosamento entre as lideranças dos segmentos afro-alagoanos e desenvolver a reflexão sobre a conjuntura sócio-política, onde os participantes poderão emitir suas opiniões e relatar suas experiências. A primeira edição será realizada no dia 10 janeiro de 2009 e já tem o tema escolhido, discutirá os seis anos da Lei Federal 10.639/03.

Helciane Angélica – jornalista (1102 MTE-AL)
helciane.angelica@gmail.com

Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em Alagoas
cojira.al@gmail.com / http://www.cojira-al.blogspot.com

Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô
mocamboanajo@yahoo.com.br /
www.anajoonline.spaces.live.com

 
Categorias:Organizações

CULTURA

25 de dezembro de 2008 Deixe um comentário
 

Parque Memorial Quilombo dos Palmares terá batizado de capoeira

 

Por: Helciane Angélica – Jornalista
(Com informações da comissão organizadora)
O Centro Cultura Quilombo dos Palmares realiza no sábado (27.12), no Parque Memorial localizado na Serra da Barriga, o primeiro batizado dos participantes do projeto "Caa Puera na Terra de Zumbi", premiado no edital do Capoeira Viva 2007 (37068). As atividades terão início às 8h com uma celebração ecumênica, segue com apresentações culturais e encerra com a troca de cordões e confraternização entre os presentes no final da manhã.

Para a execução do evento, conta-se com o apoio do Programa Capoeira Viva; Água Mineral Mainá; Claudete Monteiro; Fundação Cultural Palmares; Projeto Inaê do Grupo União Espírita Santa Bárbara (GUESB); Comissão de Defesa das Minorias Étnicas e Sociais da OAB-AL; Secretaria da Mulher, Cidadania e Direitos Humanos; Secretaria Estadual de Cultura; Secretaria Estadual de Educação e Esporte; Secretaria Municipal de Educação de União dos Palmares.

O Capoeira Viva foi idealizado pelo Ministério da Cultura, é promovido pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), com patrocínio da Petrobras. Tem como objetivo fomentar políticas públicas para a valorização e promoção da capoeira, além de estimular a inclusão sócio-cultural de crianças e adolescentes.

Mestre

O Centro Cultura Quilombo dos Palmares tem como Mestre e Presidente, Severino Claudio de Figueredo, conhecido por Mestre Claudio dos Palmares. A sua trajetória profissional no Estado de Alagoas, deu-se início em 1982, quando veio Rio de Janeiro, resolveu viver na terra de seu falecido pai, constituindo família e implantando a Capoeira nas Escolas, Centros Comunitários, Academias e em Projetos Sociais.

A partir de 2005, envolveu-se no projeto de execução do Parque Memorial Quilombo dos Palmares, cuja participação provocou um envolvimento maior com a História da Capoeira, dos Quilombos e dos moradores da Serra da Barriga. Há um ano trabalha com os meninos e meninas do Sítio Recanto e com os adolescentes do Platô, da comunidade Nena Paulo.

Paralelamente, também atua como mestre responsável pelos alunos-capoeiristas do Projeto Inaê, do Grupo União Espírita Santa Barbara (Guesb); da Capoeira Terapia do Núcleo Alternativo Viver (NAV); e do Nucleo de Terapia William Reich (NTWR). Além disso, integra o Conselho de Ética do Conselho Estadual de Mestres de Capoeira de AL (Cemcal), é membro do Fórum Estadual de Diversidade Étnica e Racial, da Associação de Grupos e Entidades Negras de União dos Palmares (Agrucenup), dentre outros.

Mais informações: (82) 8874-5211 / 9917-0517

ATITUDE

22 de dezembro de 2008 Deixe um comentário
 
 

Papai Noel da Diversidade *

 

 

Podem rir mas serei sincero e coeso
Conheci Papai Noel e fiquei surpreso
Barbona branca, cabelo crespo, pele escura
Ouvindo Dingou Béu estilo rap, que loucura
Era ele mesmo, gordinho e sorridente
Rodeado de erês e distribuindo presente
O velhinho era real falou do tempo de moleque
Adorava roupa vermelha e curtia baile black
Ao saber que eu cantava na banda Simples Rap’ortagem
Começou a me falar um monte de viagem:

-Se disser que trenó é uma farsa, te incomoda?
Como percebe passo a vida numa cadeira de rodas
Porque tu acha que não atendo todas as crianças?
Mas saiba que sou casado e uso aliança
Eu mesmo não tem filho adivinha porque?
Advinha porque sou militante do GLBTT?
Na verdade, eu que fui adotado pela criançada
Mas diferente do que pensam minha condição é limitada
Com preconceito e outros tantos desafios a superar
Eu tô de saco cheio de armas pra lutar

Pra finalizar ele disse que não faz sinal da cruz
E me deu de presente o filme “Olhos Azuis”
Perguntei porque sua real identidade não se discute
Me respondeu: – o que sou não é vitrine pra orkut

Dingou Béu, Dingou Béu
Sou Black Noel
Que legal, que legal
Noel Black Paw

 

 

(*) O rap “Papai Noel da Diversidade” é uma composição de Jorge Hilton, criada em 2007, integrante do grupo baiano Simples Rap’ortagem. Conheça a trajetória do hip hop e baixe a música no site: bandasdegaragem.com.br/simplesraportagem.

Categorias:Entretenimento

REALIDADE

18 de dezembro de 2008 Deixe um comentário
 

Imagem divulgada hoje (18.12) pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) mostra foto tirada por Alice Smeets, ganhadora do prêmio de Foto do Ano promovido pela entidade. A fotografia, que mostra uma menina no subúrbio de Porto Príncipe, no Haiti, foi obtida em julho de 2007.

AVANÇO

18 de dezembro de 2008 Deixe um comentário
Câmara Municipal de Maceió parabeniza Coluna Axé
 
 

Nesta semana a Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em Alagoas (Cojira-AL) recebeu uma carta da Vereadora Tereza Nelma. No conteúdo, consta a MOÇÃO DE CONGRATULAÇÕES aprovada na Câmara Municipal de Maceió, que parabeniza o trabalho realizado pela COLUNA AXÉ, publicada todas às terças-feiras no jornal Tribuna Independente.
 
O material foi endereçado a editora da coluna, Helciane Angélica – jornalista formada há 1 ano e meio, integrante da Cojira-AL desde a implantação e presidente do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô.
 
 

COLUNA AXÉ

A coluna axé foi implantada no dia 13 de maio de 2008, ocupa meia página colorida no formato stand, é preenchida com editorial, notas informativas, curtas e fotos.

Trata-se de um veículo que já se tornou uma referência na mídia étnico-racial; além de proporcionar a interlocução entre os segmentos afros, meios de comunicação e sociedade. Aborda a temática afro nos mais diversos setores: educação, cultura, religião, política, esporte, dentre outros.

Essa é uma vitória coletiva e fazemos questão de compartilhar com vocês!

 

Segue o conteúdo abaixo (formato JPEG):



 

PATRIMÔNIO

18 de dezembro de 2008 Deixe um comentário
 
 

Serra II Irmãos será revitalizada

 
 
Por: Gerônimo Vicente
Jornalista e integrante da Cojira-AL

 

 

O futuro prefeito de Viçosa, Flaubert Torres disse que vai transformar a Serra Dois Irmãos em um dos pontos de atração turística daquela cidade. Torres explicou que pesquisadores da Ufal concluíram que o líder negro Zumbi dos Palmares teve seus últimos momentos nesta serra. "É pretensão fazer da Serra Dois Irmãos e de toda a área próximas cenários onde foi travada a luta dos negros pela liberdade, além de estimular o turismo ecológico", ressaltou.

 

Fonte: www.cojira-al.blogspot.com

 

 

 

SEGURANÇA PÚBLICA

16 de dezembro de 2008 Deixe um comentário

 

Anajô integra comissão organizadora para Conferência Estadual

 

 

Foi realizada nesta terça-feira (16.12) uma reunião na Secretaria Estadual de Defesa Social  de Alagoas com representantes da sociedade civil sobre os preparativos para as discussões de Políticas Nacionais de Segurança Pública. Também foi oficialmente instalada a comissão organizadora formada por 50 entidades, distribuídas da seguinte forma: 30% para autoridades e comandos militares; 30% trabalhadores da segurança pública e 40% sociedade civil.

Dentre as entidades que trabalham as questões étnico-raciais, assumiram o compromisso: ONG Maria Mariá; Conselho Estadual de Mestres de Capoeira de Alagoas; Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô; Pastoral da Negritude da Igreja Batista do Pinheiro; Grupo Cultural Axé Zumbi; Centro de Educação Popular e Cidadania (Cepec).

A comissão tem como objetivo organizar as etapas preparatórias (conferências livres, virtuais, municipais, estaduais, seminários temáticos e projetos sociais) e eletivas da 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública (a primeira do país com intensa participação da sociedade civil e de caráter deliberativo) que acontecerá em agosto de 2009.

 

 

Categorias:Anajô