Inicial > Notícias e política > BRASIL ALFABETIZADO

BRASIL ALFABETIZADO

 

Quilombolas vão ganhar salas de aula em 18 municípios alagoanos

Parceria entre Iteral e Secretaria de Estado da Educação garante implantação de salas de aula em 31 comunidades quilombolas

Por: Diego Barros

Famílias de 31 comunidades quilombolas de 18 municípios serão incluídas no Programa Brasil Alfabetizado, por meio de uma parceria entre o Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral) e a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. A previsão é que as aulas comecem ainda em fevereiro.

Nesta terça-feira, 13, a gerente do Núcleo de Quilombolas do Iteral, Berenita Melo, conclui uma visita a oito comunidades de cinco municípios para recolher o cadastro com informações sobre a quantidade de alunos por turma, quem será o alfabetizador e onde serão ministradas as aulas. Os municípios visitados são Arapiraca, Traipu, Teotônio Vilela, Penedo e Igreja Nova.

Conforme explica a gestora do Programa Brasil Alfabetizado da Secretaria de Educação, Nilza Duarte, cada turma deve ter no mínimo sete e no máximo 25 alunos. “Na zona urbana esse número é diferente: é preciso que haja no mínimo 14 e no máximo 25 alunos”, esclarece. Segundo ela, em Alagoas o programa do governo federal recebeu o nome de Alfabetizar é Preciso e já é executado desde 2003.

Os alunos devem ser analfabetos, ter no mínimo 15 anos e cada turma tem duração de oito meses. Segundo Nilza Duarte, as aulas podem ser ministradas em espaços alternativos, como a sede da associação da comunidade, o salão paroquial da Igreja ou mesmo na casa do alfabetizador.

“Para ser alfabetizador do programa é preciso ter o ensino médio completo e residir preferencialmente na própria comunidade ou na região”, observa a gestora, baseada no que dizem as resoluções 36 e 40, de 2008. “O crescimento de um povo depende da educação que é oferecida a ele. A educação é preponderante para o desenvolvimento social”, comenta Nilza Duarte.

Comunidades atendidas

As comunidades que serão atendidas por essas novas turmas do Programa Brasil Alfabetizado são: Mombaça, Belo Horizonte e Urucu (Traipu); Mameluco, Poços do Lunga e Passagem do Vigário (Taquarana); Sapé (Igreja Nova); Oiteiro e Tabuleiro dos Negros (Penedo); Aguazinha, Gameleiro e Guarani (Olho D’Água das Flores); Cajá dos Negros (Batalha); Alto do Tamanduá (Poço das Trincheiras); Alto da Madeira (Jacaré dos Homens); Caboclo (São José da Tapera); Serra das Viúvas e Lagoa das Pedras (Água Branca); Birrus e Abobreiras (Teotônio Vilela); Carrasco e Pau D’Arco (Arapiraca); Tabacaria (Palmeira dos Índios); Vila de Santo Antônio e Filomena (Palestina); Muquém (União dos Palmares); Mariana, Jussarinha e Filús (Santana do Mundaú); Gurgumba (Viçosa) e Serrinha dos Cocos (Senador Rui Palmeira).

De acordo com Nilza Duarte, desde que chegou a Alagoas, em 2003, o Programa Brasil Alfabetizado já atendeu 86.489 jovens e adultos analfabetos. A previsão para a etapa 2009-2010 é atender pelo menos 50 mil pessoas, entre moradores de comunidades rurais e da zona urbana.

Fonte: Agência Alagoas
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: