Arquivo

Archive for março \30\UTC 2009

FILIAÇÃO

30 de março de 2009 Deixe um comentário

 

Fenal intensifica campanha de filiação

O Fórum de Entidades Negras de Alagoas pretende ampliar seu campo de atuação e unificar o movimento social negro


Por: Helciane Angélica
Jornalista /Integrante da Cojira-AL /Presidente do Anajô

O Fórum de Entidades Negras de Alagoas (Fenal), instância máxima do movimento social negro do Estado, realiza até o dia 03 de abril uma campanha de filiação para a adesão de novas entidades, que tenham interesse em fortalecer e unificar os ideais políticoculturas do movimento.

Os interessados devem preencher a ficha e entregar na sede do Núcleo de Estudos Afro Brasileiros da Universidade Federal de Alagoas (Neab-Ufal), localizado no Espaço Cultural – Praça Sinimbu, ou solicitar pelos emails: fenal.alagoas@yahoo.com.br / paulamalunga@hotmail.com /amauricio35@hotmail.com.

Após a filiação, as novas entidades já terão voz e voto na primeira assembleia geral deste ano, que está confirmada para o dia 09 de abril, às 8h, no Centro de Belas Artes (Cenarte) – Centro de Maceió. Dentre as pautas que serão debatidas, encontram-se: análise de conjuntura do movimento local; repasse de informações sobre o Congresso Nacional de Negros e Negras (Coneb) realizado em janeiro; importância das conferências (igualdade racial, segurança pública e comunicação); participação de Alagoas na Coordenação Nacional de Entidades Negras (CONEN).

Organização


Atualmente, o Fenal possui aproximadamente 30 entidades filiadas, dos mais diversos segmentos afros: capoeira; banda afro; teatro; religiosos de matrizes afrcanas; organizações políticas e culturais; estudantes e pessoas que trabalham com a questão negra.

Sua existência data do final da década de 1980, início de 1990. Sua principal objetivo é organizar a comunidade negra, para reivindicar a concretização de políticas públicas no Estado e combater o racismo e a intolerância religiosa, além de propagar a consciência étnicoracial.
 
 
Anajô

O Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô oficializou hoje (30/03) a sua participação no quadro de entidade associadas. A organização confia no fortalecimento do movimento social negro de Alagoas, e acredita que somento atuando juntos  poderemos prosperar, sempre respeitando as divergências e estimulando a troca de experiências.
 
O Anajô foi rearticulado em 2005, porém suas primeiras ações ocorreram em 1988. Desde então, vem participando das atividades promovidas pelos diversos segmentos do movimento social negro, além de promover também algumas atividades com parceiros importantes. Ao filiar ao Fenal, temos consciência de que podemos contribuir muito mais e será de vital importância para o crescimento da nossa entidade. O próximo passo é retomar o diálogo político-cultural com o movimento nacional, principalmente, com os Agentes de Pastoral Negros (APNs), onde já tivemos forte participação. 
 
Categorias:Movimento negro

DIVULGAÇÃO

26 de março de 2009 Deixe um comentário
 

COJIRA-AL: Informes Afros

 
* 25/03 a 03/04 – Filiação no Fenal

O Fórum de Entidades Negras de Alagoas (Fenal) realiza neste período a campanha de filiação das entidades, que tenham interesse em fortalecer e unificar o movimento negro alagoano. Os interessados devem preencher a ficha e entregar na sede do Neab-Ufal (Espaço Cultural da Ufal – Praça Sinimbu) ou solicitar pelos emails:
fenal.alagoas@yahoo.com.br / paulamalunga@hotmail.com / amauricio35@hotmail.com. A Assembleia Extraordinária já está confirmada para o dia 09 de abril, às 8h, no Cenarte (Centro de Maceió).

* 27/03 (sexta-feira) – Etnicidades/Brasil

A organização não-governamental Maria Mariá lançará nesta sexta-feira (27) o projeto Raízes de África, das 9 às 17h, no auditório Gilberto Mendes da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas, no bairro do Farol. O 1º Encontro Etnicidades/Brasil: “Brasil e República de Cabo Verde: Laços e Diferenças/Diferenças e Diálogos”, terá palestras e os lançamentos do livro “Memórias de Cabo Verde do Governador Joaquim Pereira Marinho”, do Portal da TV Maceió e do Blog: “Raízes D’Áfricas”. Mais informações: (82) 8832-6607 / 8815-5794 / 9444-7968.

* 27/03 (sexta-feira) – Mirante Cultural

O Centro de Estudos e Pesquisas Afroalagoano Quilombo retoma as atividades do projeto Mirante Cultural – “Um Quilombo Chamado Jacintinho”, nesta sexta-feira a partir das 19h30, no Mirante Kátia Assunção localizado no Jacintinho (por trás da rádio 96 FM). A atividade é realizada em parceria com os comerciantes do bairro, e já se consolidou como um importante espaço para a divulgar artistas populares e fortalecer a consciência étnico-racial.

* 27/03 (sexta-feira) – Visita à Serra

O Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô foi convidado para ministrar uma aula de campo na Serra da Barriga (projeto Palmares in loco), com duas instituições distintas. Na sexta-feira, a ONG São Bartolomeu levará 25 integrantes dentre: instrutores, participantes de oficinas e membros da Cooperativa da Vila Emater II (fica ao lado do lixão em Maceió).

* 28/03 (sábado) – Seminário de comunicação

O comitê de mobilização da 1ª Conferência Nacional de Comunicação promove no sábado (28) o Seminário Pró-Conferência Nacional de Comunicação, com o tema “O Direito à Comunicação para a Emancipação Humana”. Essa atividade faz parte das mobilizações da sociedade civil para pressionar o Governo Federal a convocar oficialmente a Conferência em nível regional, estadual e nacional, que trará novos marcos para a legislação da mídia, sobre a produção de conteúdo e para os meios alternativos. Contatos: (82) 9999-1301 / 9916-8547 / 8831-6005.

* 28 a 29/03 (sábado e domingo) – Oficina de Maracatu

3ª Oficina de Maracatu do Baque Alagoano, no Museu Theo Brandão, para o ingresso de novos batuqueiros. As inscrições custam R$ 20 e mais 1kg de alimento não perecível. Mais informações: baquealagoano@gmail.com ou pelos telefones (82) 8844-1340 / 9997-4515.

 

VISITA

26 de março de 2009 Deixe um comentário

 

CEASB visita a Terra de Zumbi

 

Ong leva comunidade ao Parque Memorial Quilombo dos Palmares

Por: Cibelle Araújo
Jornalista responsável – CEASB

Jovens e funcionários do Centro de Educação Ambiental São Bartolomeu (Ceasb), embarcam nesta sexta-feira (27), às 7h, para a cidade de União dos Palmares com destino ao Parque Memorial Quilombo dos Palmares na Serra da Barriga com o objetivo de conhecer a história e a importância do local que é símbolo de luta pela liberdade. O Ceasb é uma instituição sem fins lucrativos cujas atividades estão voltadas para famílias de catadores da Vila Emater, conhecida como “Favela do Lixão”, e tem como principal finalidade a promoção e a defesa de bens e direitos sociais relativos ao meio ambiente e ao patrimônio cultural.

Para essa atividade, o Centro de Cultura e Estudos Étnicos (Anajô) foi convidado para ministrar a aula de campo – representado pelo Coordenador de Cultura Helcias Pereira, militante há mais de 20 anos e instrutor do curso de serigrafia do CEASB e organizador da viagem.

Segundo Helcias Pereira, o objetivo é promover uma troca de experiências entre comunidades. “Nossa meta é levar a discussão étnico-racial e a luta das comunidades quilombolas e suas conquistas a esses jovens e promover uma série de debates na Ong sobre o tema. Na programação os jovens percorrerão todo o Parque aprendendo mais sobre a história de Zumbi e as raízes africanas”, explica.

O CEASB

O Ceasb, com sede no bairro do Sítio São Jorge, atua em Alagoas desde 1997, com o objetivo de, assessorar a comunidade da Vila Emater em suas lutas por cidadania e moradia em um ambiente saudável e na criação da cooperativa dos catadores. Já desenvolveu os seguintes projetos: Programa de Educação Ambiental Lagoas (1997-2000), em parceria com a prefeitura de Maceió e a TRIKEM. Projeto de implantação do Centro de Referência em Educação Ambiental, em parceria com a Seplan/AL e o Ministério do Meio Ambiente. Projeto de apoio ao Fórum Lixo e Cidadania em parceria com o Unicef.

Sob a coordenação de Ana Ferraz Menezes atualmente a Ong desenvolve os seguintes projetos: Projeto de Criação e Fortalecimento de Núcleos Produtivos dos Catadores e Catadoras da Vila Emater II, em parceria com a Chesf, Implantação da Fábrica de Vassouras, Cooperativa dos Catadores da Vila Emater (Coopvila) e o Núcleo de corte e costura.

O Ceasb trabalha ainda junto às atividades da creche local, onde as mães deixam as crianças para seguirem suas jornadas de trabalho. A Ong oferece ainda oficinas de corte-costura, serigrafia e informática para a comunidade da Vila Emater e do Bairro Sítio São Jorge. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (82) 3355-5196/ 8803 3030, ou pelo e-mail ceasb.al@ceasb.org.br.

Categorias:Serra da Barriga

ARTICULAÇÃO

23 de março de 2009 Deixe um comentário
Convocatória: Reunião do Fenal (24/03/09)
 
 
OLÁ MALUNG@S!
 
FALO EM NOME DO FÓRUM DE ENTIDADES NEGRAS DE ALAGOAS/FENAL. ESTAMOS A EXATOS 79 DIAS DO ANO DE 2009, MAIS UM 21 DE MARÇO. NÃO TENHO DÚVIDAS DE QUE AS AÇÕES DE NOSSAS ORGANIZAÇÕES ESTÃO ACONTECENDO COTIDIANAMENTE DE MANEIRA DESCENTRALIZADAS O QUE É MUITO BOM, AFINAL SOMOS O MOVIMENTO NEGR@ DE ALAGOAS (só que, no tocante a políticas públicas relativas a causa, socialmente falando não estamos ocupando os espaços conquistados, não estamos com a visibilidade que elas merecem). VENHO TENTANDO ARTICULAR
TOD@S PARA UMA AGENDA COMUM (o que não tem surtido efeito). NOSSA COORDENAÇÃO NÃO AGREGA, NÃO AVANÇA, PAROU. ESTAMOS NAS VÉSPERAS DE UMA CONFERÊNCIA. O FÓRUM DE EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE ESTÁ MOBILIZANDO E ARTICULANDO, O FENAL TERIA QUE ESTAR AO LADO NESSA CONSTRUÇÃO (só que a maioria de nós prefere se ausentar da responsabilidade) ATÉ QUANDO? SE NÃO MOSTRARMOS A CARA E DIZERMOS PRA QUE VINHEMOS ALGUÉM VAI FAZER E O RISCO É QUE FAÇAM DE QUALQUER JEITO. DIANTE DO QUADRO, VENHA PARTICIPAR DE UMA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA E AMPLIADA DO FÓRUM DE ENTIDADES NEGRAS DE ALAGOAS – FENAL E GRUPOS AFINS, TRAGA SUA CRÍTICA E SUGESTÃO, VAMOS JUNT@S TRAÇAR O REAL PERFIL DO MOVIMENTO NEGRO DE ALAGOAS. PROXIMO DIA 24/03/2009, ÀS 18:00h NO ESPAÇO CULTURAL/SINIMBU (confirmar sala na recepção).
AXÉ!
 
Ana Paula Silva (Paulinha)
Fórum de Entidades Negras de Alagoas e Centro de Cultura e Cidadania Malungos do Ilê.
 
Categorias:Movimento negro

ARTIGO

23 de março de 2009 Deixe um comentário
 

21 de março, a luta continua!

 


Helcias Pereira (*)

É Militante Negro desde 1988, foi da Coordenação Nacional dos APNs do Brasil e atua no momento como Diretor do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô (AL).
 
 
Nesta data em 1988 a Serra da Barriga através do Decreto nº 95.855 foi reconhecida como Monumento Nacional, após ter sido tombada pelo IPHAN em janeiro de 1986. Em 21 de março de 1998, ou seja, dez anos depois, o Movimento Negro conseguiu junto ao Governo Federal consagrar o último comandante-em-chefe da República Quilombola Palmarina, Zumbi dos Palmares como Herói Nacional por toda importância de luta, organização e resistência do maior e mais importante “mukambu” do mundo.
Seriam dois bons motivos para o Movimento Negro e a sociedade como um todo festejar, exceto a triste desinformação do nosso povo a cerca desta importante data, haja vista, que as conquistas acima mencionadas, só aconteceram exatamente devido aos fatos passados da história. Portanto, a grande interrogação é: O que foi que aconteceu mesmo que tornou de fato o 21 de março – DIA INTERNACIONAL PELA ELIMINAÇÃO DO RACISMO? Pois bem, vamos lá! Em 1960 na África Sul, o regime do Aparthaid de população minoritariamente branca, comandava o poder na região e obrigava o povo negro africano a usar uma espécie de documento que permitia, ou não, seu deslocamento para outras partes da cidade. Cansados da humilhação, o povo resolveu fazer um protesto contra o “tal passe” em Shaperville, cuja resposta do Governo foi o uso da força, entre artilharia de terra e até aviões para dispensar a multidão, eram homens, mulheres e crianças que foram barbaramente metralhados pelo regime racista do Aparthaid, deixando um saldo de 69 mortos e dezenas de feridos.
É fato que a ONU tornou a dada uma alavanca de luta contra a Discriminação Racial chamando a responsabilidade do Mundo quanto a eliminação dessa prática. Foi feito um documento internacional cujas nações deveriam se comprometer. Sabe-se que o Brasil assinou a carta em 27 de março de 1963. Veja, o massacre aconteceu em 21 de março de 1960. E porque só nas últimas duas décadas o Estado brasileiro tem dado sinais para reverter tantas atrocidades históricas do colonialismo, reforçadas posteriormente com fatores segregacionistas a exemplo da “ideologia do branqueamento” e a falsa “Democracia Racial?”

Os massacres continuam acontecendo de diversas formas, ora pela prática da discriminação racial, direta ou velada, ora pelas segregações sócio-culturais e econômicas, e a comunidade negra na sua maioria fora dessa conscientização, ainda.

Portanto, apesar de todos os avanços na última década, é preciso mais empenho das lideranças negras e não negras, é preciso muito mais compromisso dos que detém cargos importantes nas instãncias dos Governos, no sentido de impactar positivamente a sociedade brasileira na busca real de transformação e conquistas de ações afirmativas / reparativas através de mais políticas públicas consolidáveis.

O 21 de março tem que ser transformado a cada ano, num dia de reflexão, conscientização e luta por dignidade do povo afro-brasileiro.
A luta continua!
Categorias:Igualdade Racial

POLÍTICA

23 de março de 2009 Deixe um comentário
 

II Tambor Falante destaca as questões raciais e de gênero

 

No último sábado (21), aconteceu a segunda edição do Tambor Falante – Ciclo de Debates, no restaurante Velho Jardim localizado no bairro do Riacho Doce. Desta vez, o tema escolhido foi “questões raciais e de gênero”, uma referência aos dias internacionais da mulher (8 de março) e pela eliminação do racismo (21 de março).

Com periodicidade bimestral, o debate é iniciado com a leitura de depoimentos de pessoas diretamente envolvidas e/ou com capacitação sobre o tema. A proposta é registrar todos os relatos e transformá-los em uma produção bibliográfica. O encontro busca unificar entretenimento com troca de experiências, além de propor uma nova maneira de participação na continuidade da luta e organização do povo afro-brasileiro.

A atividade é promovida pela Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-AL) em parceria com o Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô e a Pastoral da Negritude da Igreja Batista do Pinheiro – já promoveram outras ações conjuntas e buscam fortalecer o movimento social negro, além de investir na consciência sociopolítica dos alagoanos.
 
 
O próximo encontro está previsto para maio, com o tema "Movimento Negro e o Estado". A atividade é aberta às lideranças do movimento negro, estudantes, professores e formadores de opinão.
Categorias:Anajô

ARTICULAÇÃO

2 de março de 2009 Deixe um comentário
 
Reunião sobre o Tambor Falante
 
 
 
Integrantes da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em Alagoas (Cojira-AL), Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô, Pastoral da Negritude da Igreja Batista do Pinheiro e demais interessados se reunirão às 11h, no Sindjornal – Rua Sargento Jaime, 370, Prado (esquina com a Av. Assis Chateaubriand). Na reunião será discutido o projeto “Tambor Falante – Ciclo de Debates”, com a apresentação de um relatório e a discussão sobre os preparativos para a segunda edição.
 
Contatos: (82) 8893-9495 (Helcias) / 9999-1301 (Valdice).
Categorias:Anajô