Arquivo

Archive for janeiro \31\America/Maceio 2012

15ª Assembléia já tem pauta definida

31 de janeiro de 2012 Deixe um comentário

A 15ª Assembléia Nacional dos APNs, acontece em Vitória (ES) de 28 a 30 de abril de 2012. Nesta assembléia serão apresentados dois temas de estudo e reflexão política, tema central do encontro. Além disso, serão eleitos os novos membros da Coordenação Nacional bem como os membros das demais comissões dos APNs.

A Direção Nacional reunida em sua 8ª reunião ordinária encerrada hoje, 28, em Minas Gerais, definiu os pontos de pauta da assembléia que pretende reunir em torno 60 pessoas, além de convidados.

Após longo debate e reflexão sobre a conjuntura política atual, foi definido como temas centrais de discussão na próxima assembléia nacional a Negritude e a Questão da Terra e o Extermínio da Juventude Negra.

A representante do estado do Espírito Santo na direção nacional, Márcia Rangel afirmou que já “esta sendo preparada toda a estrutura logística para receber os delegados na capital capixaba.”

Em 2012 os APNs passam a ser regido por um novo Estatuto Social reformulado e aprovado em Assembléia realizada em São Luiz (MA).

Nos próximos dias a Secretaria Geral encaminhará a convocação com a pauta e a programação da Assembléia de 2012 para os associados.

 

Fonte: http://www.apnsbrasil.org

Cojira-AL realiza reunião de planejamento para 2012

30 de janeiro de 2012 Deixe um comentário

Texto: Helciane Angélica  / Fotos: Allexsander Porfírio


No dia 21 de janeiro, na sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas (Sindjornal), integrantes da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em Alagoas se reuniram para avaliar as ações executadas no ano passado e fazer o planejamento para 2012.
Na discussão, foram destaques a importante atuação no Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR), vinculado a Seppir, onde a Comissão Nacional de Jornalistas pela Igualdade Racial (Conajira/Fenaj) que tem como representante titular Valdice Gomes (Cojira-AL) e na suplência Sionei Leão (Cojira-DF); a participação no Encontro Ibero-americano do Ano Internacional dos Afrodescendentes (Afro XXI), que ocorreu em novembro na cidade de Salvador (BA); a articulação do curso gratuito de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas, onde Maceió foi uma das sedes; além da divulgação do Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento e participação no lançamento da Campanha de Autodeclaração Racial e Étnica – “Jornalista de verdade assume a sua identidade!”.
Dentre os principais encaminhamentos para esse ano, estiveram: celebrar os quatro anos da Coluna Axé; promover a integração com jornalistas e acadêmicos através do Sarau da Cojira; realizar um seminário sobre “Mídia e intolerância religiosa” como parte integrante das ações do centenário do “Quebra de Xangô”; produzir uma cartilha sobre as questões étnicorraciais, além de garantir a publicação da 3ª edição do encarte afro “Axé Especial”, no jornal Tribuna Independente.
Estiveram presentes na reunião as jornalistas Emanuelle Vanderlei, Helciane Angélica e Valdice Gomes, e o acadêmico de jornalismo, Domingos Intchalá. A próxima reunião foi agendada para o dia 03 de março, a partir das 9h, na sede do Sindjornal.
Visita
Na ocasião, também, teve a visita do Coordenador Nacional dos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs), Nuno Coelho (de blusa branca), que elogiou a atuação da Cojira-AL na divulgação das ações do movimento negro e o desafio de sensibilizar os profissionais da área.
A Cojira não tem o papel apenas de pautar os veículos de comunicação, para mim, tem o papel maior de capacitar os jornalistas, de contribuir para a comunicação inter-pessoal para a consciência social, ideológica, política no processo de vivência, independente de ser militante”, destacou.
Nuno sugeriu a realização do intercâmbio com Universidades e a produção de artigos sobre as questões étnicorraciais, além disso, aproveitou para mencionar o seu interesse de ter a parceria na celebração dos 30 anos da entidade nacional, cujas atividades ocorrerão de 13 a 17 de março de 2013, nas cidades de Maceió e União dos Palmares. “A Cojira de Alagoas, terá um papel fundamental na discussão da pauta, não só de prestigiar o evento [30 anos dos APNs], e sim, capacitar profissionais de comunicação para essa consciência e motivação”.

Membros do Anajô/APNs visitam Grupo União Espírita Santa Bárbara

28 de janeiro de 2012 1 comentário

Por: Helciane Angélica – Jornalista/Coordenadora Estadual APNs

Na última terça-feira (24.01), membros do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô – Allexsander Porfírio, Filomena Felix, Helciane Angélica e Valdice Gomes – acompanharam o Coordenador Nacional dos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs), Nuno Coelho, até ao Grupo União Espírita Santa Bárbara (GUESB) localizado na comunidade do Village Campestre II, periferia de Maceió.

Nuno Coelho presenteia Mãe Neide com o livro sobre a trajetória dos APNs

O grupo foi recebido pela ialorixá Neide Oyá D’Oxum que fez questão de apresentar todos os espaços da casa de Axé e deu uma aula sobre as religiões de matrizes africanas e os orixás, além de destacar as ações desenvolvidas para capacitar para jovens e adultos e o Projeto Inaê (oficialmente implantado em 2003) que contribui para a auto-estima de crianças e adolescentes.

O Guesb existe há 25 anos e é uma instituição de grande importância no movimento negro de Alagoas, onde são desenvolvidos cursos profissionalizantes, valorização da cultura afro-brasileira, além de combater a intolerância religiosa.

Outro importante projeto é a creche implantada em abril de 2011, atende 35 crianças entre 0 a 6 anos, que participam de atividades educativas, recreativas e ainda realizam suas refeições. Cada espaço foi apresentado pela psicóloga Juliana, que é voluntária no projeto, e destacou que no momento existem dificuldades financeiras para garantir o pagamento das quatro educadoras.

Nesse bairro não tem nada, uma escola, uma creche ou outra estrutura para acolher as crianças e jovens. Mas, infelizmente, boca de fumo tem em cada esquina“, lamentou a ialorixá que atua para amenizar os problemas sociais. No Guesb é desenvolvido o protagonismo juvenil no projeto Lua Nova;  a inclusão digital com o apoio do Coletivo Coca Cola; curso de culinária afro e bijuterias; corte e costura.

A visita especial também serviu para garantir a parceria da instituição no aniversário de 30 anos dos APNs, que acontecerá em março de 2013 em Alagoas, e o GUESB fará parte da programação cultural.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Maceió sediará evento dos Agentes de Pastoral Negros no ano que vem

26 de janeiro de 2012 Deixe um comentário

Este slideshow necessita de JavaScript.

Maceió vai sediar, em março do ano que vem, um grande encontro para celebrar os 30 anos de fundação da Associação Cultural Agentes de Pastoral Negros (APNs), entidade de caráter inter-religioso. Nesta quarta-feira (25.01.12), o coordenador nacional dos APNs, Nuno Coelho, foi recebido pelo prefeito Cícero Almeida, que garantiu apoio do município para a realização do evento. Está prevista a realização de sessão solene conjunta da Câmara Municipal e Assembleia Legislativa, simpósio e noite de gala, com homenagem a 30 personalidades afrodescendentes. Centenas de autoridades e integrantes de vários mocambos espalhados pelo Brasil participarão do evento.

A reunião desta quarta-feira contou com a presença da secretária municipal de Promoção do Turismo, Claudia Pessôa, e da vereadora Fátima Santiago, que, no próximo dia 16 de março, vão representar Maceió na abertura das comemorações do aniversário das APNs, em evento a ser realizado em São Paulo. O secretário de Governo, Pedro Alves, e o coordenador do centro cultural Anajô, Alex Sandro Porfírio, também acompanharam o encontro.
“Em 2013 já não estaremos no governo, mas até lá o município estará apoiando esse evento tão importante”, afirmou o prefeito. Ele ressaltou a necessidade de a sociedade lutar contra todo tipo de discriminação racial e afirmou que em sua gestão não admite esse tipo de prática. “Somos todos filhos do mesmo Deus, que nos fez diferentes e não discrimina ninguém”.
Nuno Coelho destacou a boa relação da Prefeitura de Maceió com o movimento negro e presenteou Almeida com cópia do livro que conta a história das APNs. Fundada em São Paulo em 1983, a entidade reúne pessoas de diferentes denominações religiosas, que realizam um trabalho de base com a comunidade negra para desenvolver ações e lutar pela transformação social e a conquista da cidadania do povo negro.

Fonte: Secom Maceió  / Fotos: Helciane Angélica e Allexsander Porfírio

I Conferência Municipal sobre Transparência e Controle Social

24 de janeiro de 2012 Deixe um comentário

Mais informações no site: www.consocial.al.gov.br.

Inicia articulação política para a celebração “APNs 30 anos”

23 de janeiro de 2012 Deixe um comentário

Por: Helciane Angélica – Jornalista e Coordenadora Estadual APNs/AL

Na última sexta-feira (20.01), chegou em Maceió o Coordenador Nacional dos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs), Nuno Coelho, para cumprir uma ampla agenda política em Alagoas que visa articular o apoio necessário para o aniversário de 30 anos da entidade nacional, cujas celebrações político-culturais ocorrerão nesse Estado em 2013, e contará com a presença de integrantes de vários mocambos espalhados por esse país afora e autoridades que virão homenagear a entidade nacional.

No sábado (21.01), Nuno esteve com integrantes da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em Alagoas (Cojira-AL), e solicitou o apoio na divulgação das ações dos APNs, inclusive, para garantir a parceria na cerimônia do aniversário. À tarde, foi até o Centro de Convenções de Maceió para conferir a VI Feira de Negócios dos Municípios Alagoanos e conhecer a infraestrutura do local, que está cotado para sediar o simpósio no evento celebrativo.

E no domingo (22.01), teve reunião em Tabuba localizada no município da Barra de Santo Antônio, com Helcias Pereira – coordenador Nacional de Formação para fazer os ajustes necessários no projeto, que será apresentado às autoridades.

Também estão previstas visitas a prédios históricos, a exemplo, da Associação Comercial, Museu da República, Teatro Deodoro e o Museu Floriano Peixoto, que  desde novembro de 2011 encontra-se com a exposição “Zumba: um pintor negro para o Brasil”. Os espaços estão sendo analisados e, depois, a Comissão Organizadora escolherá os mais apropriados para sediar as atividades dos 30 anos dos APNs.

Em breve, outras informações.

Inscrição do Seminário da Mulher APNs é prorrogada‏

18 de janeiro de 2012 Deixe um comentário

São Paulo, 17 de janeiro de 2012

Prezadas APNs,

O prazo de inscrições para as participantes do Seminário Nacional de Lançamento do Ano Nacional da Mulher, a ser realizado nos dias 10 e 11 de fevereiro de 2012, em São Leopoldo-RS, será prorrogado até 27/01.

O Seminário tem por objetivo reunir as lideranças femininas APNs para animar, discutir e elaborar o plano de ação voltados a realizar plenamente e com objetivos satisfatórios uma política interna de capacitação política, social, humana, uma articulação em rede e o monitoramento das políticas públicas para as mulheres negras, contribuindo para o exercício pleno da cidadania das mulheres.

Esse Seminário é um dos processos de articulação do Plano de Ação Estratégico 2010/2012 e visa dar encaminhamentos a deliberação do Congresso de Goiânia.

Dessa forma, solicitamos que enviem os formulários de inscrição (anexo) para o e-mail apnsquilombobh@yahoo.com.br. Informamos que os recursos para deslocamento ficarão por conta da participante e a hospedagem e alimentação por conta da organização do Seminário.

Contamos com a presença de todas.

Atenciosamente,

Nuno Coelho

Coordenador Nacional

Helcias Pereira

Coordenador Nacional de Formação

Rose Torquatto

Assessora para Mulheres

Reunião ampliada dos APNs-Alagoas

11 de janeiro de 2012 2 comentários

Atenção malung@s dos APNs-Alagoas

Convocamos todos os membros dos Mocambos ANAJÔ e ESPERANÇA, para uma reunião ampliada no dia 23 de janeiro (segunda-feira) a partir das 18h, na sede do Anajô – localizada na Travessa Geraldo Melo, nº 40 A, no bairro do Farol. Maceió-Alagoas (por trás do Ginásio Cenecista Jorge Assunção).

Discutiremos sobre o Aniversário de 30 anos dos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs), cujas celebrações político-culturais ocorrerão em 2013, no Estado de Alagoas, e contará com a presença de integrantes de vários mocambos espalhados por esse país afora e autoridades que virão homenagear a entidade nacional.

Na ocasião, o Coordenador Nacional Nuno Coelho, repassará as informações preliminares sobre a infra-estrutura e propostas de programação definidas pela Direção Nacional.

É importante a presença de tod@s! Axé!

Abraço

Helciane Angélica – Coordenação Estadual APNs/AL
(82) 8831.3231 / 9984.2063

Convocatória: 1ª Assembleia Geral de 2012

10 de janeiro de 2012 1 comentário

Entidade vinculada aos Agentes de Pastoral Negros do Brasil – APNs

____________________________________________________________________________

Maceió-AL, 10 de janeiro de 2012.

CONVOCATÓRIA

A presidente do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô, Filomena Felix Costa, no uso de suas atribuições, CONVOCA todos os membros associados para a ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA que será realizada no dia 05 de fevereiro (domingo) às 9h, na sede da entidade localizada na Travessa Geraldo Melo, nº 40 A, no bairro do Farol. Maceió-Alagoas (por trás do Ginásio Cenecista Jorge Assunção). Serão discutidas as seguintes pautas: Avaliação sobre as atividades realizadas em 2011 e discussão sobre o planejamento 2012.

Atenciosamente,

Filomena Felix
Presidenta do Anajô/APN-AL
(82) 8862.3942 / 9919.0080

____________________________________________________________________________
CNPJ: 09110155/0001-55
Endereço: Travessa Geraldo Melo, nº40/A, Farol. Cep: 57051-240 Maceió-AL
Emails: mocamboanajo@yahoo.com.br / onganajo@hotmail.com
Blog: http://www.anajoalagoas.wordpress.com

Carta aberta dos religiosos de Matriz Africana à sociedade alagoana

10 de janeiro de 2012 Deixe um comentário

No dia 08 de Dezembro de 2011, segundo as nossas tradições, uma data reservada ao culto de Iemanjá, orixá das águas, nós que fazemos parte dos cultos religiosos de matriz africana na cidade de Maceió e das casas religiosas situadas no interior do Estado, fomos surpreendidos com uma situação de profunda humilhação, quando ao chegarmos para a celebração das nossas oferendas sagradas nas praias de Jatiúca e Ponta Verde, nos deparamos tanto com um espaço de segregação física – restrito da balança do peixe até o final da praia da Pajuçara -, bem como, com a determinação de um horário restrito de celebração de nossas cerimônias, estipulado das sete horas da manhã até as 8 horas da noite. Ambas as medidas foram determinadas pela Prefeitura de Maceió, através da Fundação Cultural Cidade de Maceió, na pessoa da Sra. Paula Sarmento, e pela Secretaria Municipal de Convívio e Controle Urbano, na pessoa do Sr. Galvaci de Assis, sendo que, para a concretização de tais “medidas disciplinadoras” os citados órgãos solicitaram o apoio disciplinador e repressivo do aparato tanto da Guarda Civil Municipal, como da Polícia Militar de Alagoas.

Alagoanos, a situação a que todos nós religiosos de matriz africana fomos submetidos naquele dia foi algo vergonhoso e humilhante e, mais ainda, quando estamos na véspera de completar exatamente cem anos da Quebra de todos os terreiros de candomblé de Alagoas, ocorrido em 1912, fato que não voltou a acontecer no último dia 08 de Dezembro, em virtude da intervenção, nos bastidores, de membros do Governo do Estado junto ao comando da Polícia Militar, alertando-lhes para a flagrante violação da Constituição Federal e as possíveis conseqüências da violação.

Diante do acontecido, nós religiosos de matriz africana, descendentes de africanos escravizados, que também fazemos parte da herança da República dos Palmares e que atualmente contamos com algo em torno de 3000 casas de culto espalhados por Alagoas, não podemos ficar silenciados e humilhados diante da imensa vergonha com que nossos irmãos foram tratados no dia 08 de Dezembro, quando, ao chegarmos aos locais de realização das nossas cerimônias, fomos vigiados e monitorados por pessoas completamente alheias ao nosso universo religioso, as quais, segundo declarações à imprensa, tinham como principal objetivo “disciplinar as nossas atividades”.

Vale ressaltar, ainda, que a “medida disciplinadora” levada a cabo pela Prefeitura de Maceió, em razão de seu alheamento a respeito das nossas tradições, não levou em conta o fato de que, tanto as praias quanto as águas marinhas, para nós religiosos de matriz africana, são lugares de uma memória sagrada e, portanto, invioláveis por direito constitucional.

Então perguntamos: disciplinar o que? Disciplinar a partir de que? E com que direito estes órgãos – que deveriam cumprir o seu papel de proteger a nossa liberdade religiosa – podem se arvorar em disciplinar as nossas crenças, os nossos cantos e a nossa liberdade de expressão religiosa? Afinal, o que eles sabem de nosso Deus e o que eles entendem dos nossos Orixás e das nossas tradições?

Alagoanos de um modo geral e da cidade de Maceió em particular, o que ocorreu no dia 08 de Dezembro de 2011 não foi apenas uma violência contra as nossas tradições sagradas, mas, antes de tudo, foi uma violação da Constituição Federal e do Estatuto da Igualdade Racial, no que se refere à liberdade religiosa garantida pela Carta Magna do Brasil. E, neste sentido, ao tempo em que denunciamos este ato de intolerância religiosa, solicitamos de toda a população, através de suas instituições, um generoso esforço no sentido de divulgação da presente Carta Aberta, bem como um olhar mais atento para a importância das nossas tradições afro-alagoanas, haja vista que, o dia 02 de Fevereiro deste ano, marcará o centenário da trágica destruição dos nossos espaços sagrados, data que entrou para a história como o dia do “Quebra dos Terreiros de 1912”.

Assinam esse documento:

FEDERAÇÃO DOS CULTOS AFRO UMBANDISTAS DO ESTADO DE ALAGOAS,

CENTRO AFRO OXUM OMIN TALADÉ,

CENTRO AFRICANO SÃO JORGE,             

PALÁCIO DE AIRÁ,

ILÊ AXÉ LEGIONIRÊ,

NUCAB– IYA OGUNTÉ,

CENTRO ESPÍRITA SÃO JORGE,

CENTRO AFRO BRASILEIRO OGUM DE NAGE,

FRETAB – FEDERAÇÃO ZELADORA DAS RELIGIÕES TRADICIONAIS AFRO-BRASILEIRA EM ALAGOAS,

FEDERAÇÃO DOS CULTOS AFROS DE ALAGOAS,

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E SOCIAL AFROBRASILEIRA OFA OMIM,

ABASÁ DE ANGOLA OYA BALE,

FEDERAÇÃO ALAGOANA ESPÍRITA CAVALEIRO DO ESPAÇO.

 

Com o apoio das entidades abaixo discriminadas:

UFAL,UNEAL, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AL), COLETIVO AFRO CAETÉ, GUESB, ANAJÔ, NÚCLEO CULTURAL ZONA SUL MACEIÓ, CEPA QUILOMBO, FEDERAÇÃO ALAGOANA DE CAPOEIRA, ARTICULAÇÃO DE CULTURA POPULAR AFRO-CAETÉ, COJIRA-AL, DCE/UFAL.