Arquivo

Archive for dezembro \29\UTC 2012

Anajô completa sete anos de atuação

29 de dezembro de 2012 Deixe um comentário
Por: Helcias Pereira
Hoje fazem sete anos que o ANAJÔ foi oficialmente anunciado como CENTRO DE CULTURA E ESTUDOS ÉTNICOS. Durante esse tempo, esta ONG AFRO-AMERÍNDIA procurou fazer seu papel, fomentando a formação política entre seus membros e amigos com o apoio de pesquisadores e personalidades parceiras, realizando várias ações sócio-culturais, criando e executando o Projeto PALMARES IN LOCO na Serra da Barriga, interagindo com a Pastoral da Negritude e COJIRA-AL o Projeto TAMBOR FALANTE, acompanhando e trabalhando na inauguração do PMQP, debatendo sobre a Serra da Barriga junto ao MN e a FCP/MINC, visitando CRQs, fazendo vídeo-fórum em escolas, propondo politicas públicas, fomentando a união do MN de Alagoas, celebrando com alegria ao ter seus membros homenageados Comendadores (deiras) na Câmara Municipal de Maceió; Filiando-se a entidade nacional Agentes de Pastoral Negros – APNs, inclusive com dois de seus membros eleitos para integrarem a Coordenação Nacional, vendo dois de seus diretores sendo reconhecidos nacionalmente (APNs e FENAJ/CONAJIRA) ao ocuparem vagas titulares no CONSELHO NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL – CNPIR/SEPPIR. e ainda, ser sujeito da histórias junto a vários malungos e malungas com a articulação da FRENTE ALAGOANA DE APOIO A PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL que vai ser oficialmente constituída na data emblemática de 06 de fevereiro na Serra da Barriga, bem como, a aprovação para crianção do CONSELHO ESTADUAL DA IGUALDADE RACIAL DO ESTADO DE ALAGOAS. ou seja: Motivos suficientes para celebrar e dizer: Valeu malungos e malungas queridas…. VALEU ZUMBI! a luta continua!
Hoje fazem sete anos que o ANAJÔ foi oficialmente anunciado como CENTRO DE CULTURA E ESTUDOS ÉTNICOS. Durante esse tempo, esta ONG AFRO-AMERÍNDIA procurou fazer seu papel, fomentando a formação política entre seus membros e amigos com o apoio de pesquisadores e personalidades parceiras, realizando várias ações sócio-culturais, criando e executando o Projeto  PALMARES IN LOCO na Serra da Barriga, interagindo com a Pastoral da Negritude e COJIRA-AL o Projeto TAMBOR FALANTE, acompanhando e trabalhando na inauguração do PMQP, debatendo sobre a Serra da Barriga junto ao MN e a FCP/MINC, visitando CRQs, fazendo vídeo-fórum em escolas, propondo politicas públicas, fomentando a união do MN de Alagoas, celebrando com alegria ao ter seus membros homenageados Comendadores (deiras) na Câmara Municipal de Maceió; Filiando-se a entidade nacional Agentes de Pastoral Negros - APNs, inclusive com dois de seus membros eleitos para integrarem a Coordenação Nacional, vendo dois de seus diretores sendo reconhecidos nacionalmente (APNs e FENAJ/CONAJIRA) ao ocuparem vagas titulares no CONSELHO NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - CNPIR/SEPPIR. e ainda, ser sujeito da histórias junto a vários malungos e malungas com a articulação da FRENTE ALAGOANA DE APOIO A PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL que vai ser oficialmente constituída na data emblemática de 06 de fevereiro na Serra da Barriga, bem como, a aprovação para crianção do CONSELHO ESTADUAL DA IGUALDADE RACIAL DO ESTADO DE ALAGOAS. ou seja: Motivos suficientes para celebrar e dizer: Valeu malungos e malungas queridas.... VALEU ZUMBI! a luta continua!
Hoje fazem sete anos que o ANAJÔ foi oficialmente anunciado como CENTRO DE CULTURA E ESTUDOS ÉTNICOS. Durante esse tempo, esta ONG AFRO-AMERÍNDIA procurou fazer seu papel, fomentando a formação política entre seus membros e amigos com o apoio de pesquisadores e personalidades parceiras, realizando várias ações sócio-culturais, criando e executando o Projeto  PALMARES IN LOCO na Serra da Barriga, interagindo com a Pastoral da Negritude e COJIRA-AL o Projeto TAMBOR FALANTE, acompanhando e trabalhando na inauguração do PMQP, debatendo sobre a Serra da Barriga junto ao MN e a FCP/MINC, visitando CRQs, fazendo vídeo-fórum em escolas, propondo politicas públicas, fomentando a união do MN de Alagoas, celebrando com alegria ao ter seus membros homenageados Comendadores (deiras) na Câmara Municipal de Maceió; Filiando-se a entidade nacional Agentes de Pastoral Negros - APNs, inclusive com dois de seus membros eleitos para integrarem a Coordenação Nacional, vendo dois de seus diretores sendo reconhecidos nacionalmente (APNs e FENAJ/CONAJIRA) ao ocuparem vagas titulares no CONSELHO NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - CNPIR/SEPPIR. e ainda, ser sujeito da histórias junto a vários malungos e malungas com a articulação da FRENTE ALAGOANA DE APOIO A PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL que vai ser oficialmente constituída na data emblemática de 06 de fevereiro na Serra da Barriga, bem como, a aprovação para crianção do CONSELHO ESTADUAL DA IGUALDADE RACIAL DO ESTADO DE ALAGOAS. ou seja: Motivos suficientes para celebrar e dizer: Valeu malungos e malungas queridas.... VALEU ZUMBI! a luta continua!
Hoje fazem sete anos que o ANAJÔ foi oficialmente anunciado como CENTRO DE CULTURA E ESTUDOS ÉTNICOS. Durante esse tempo, esta ONG AFRO-AMERÍNDIA procurou fazer seu papel, fomentando a formação política entre seus membros e amigos com o apoio de pesquisadores e personalidades parceiras, realizando várias ações sócio-culturais, criando e executando o Projeto  PALMARES IN LOCO na Serra da Barriga, interagindo com a Pastoral da Negritude e COJIRA-AL o Projeto TAMBOR FALANTE, acompanhando e trabalhando na inauguração do PMQP, debatendo sobre a Serra da Barriga junto ao MN e a FCP/MINC, visitando CRQs, fazendo vídeo-fórum em escolas, propondo politicas públicas, fomentando a união do MN de Alagoas, celebrando com alegria ao ter seus membros homenageados Comendadores (deiras) na Câmara Municipal de Maceió; Filiando-se a entidade nacional Agentes de Pastoral Negros - APNs, inclusive com dois de seus membros eleitos para integrarem a Coordenação Nacional, vendo dois de seus diretores sendo reconhecidos nacionalmente (APNs e FENAJ/CONAJIRA) ao ocuparem vagas titulares no CONSELHO NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - CNPIR/SEPPIR. e ainda, ser sujeito da histórias junto a vários malungos e malungas com a articulação da FRENTE ALAGOANA DE APOIO A PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL que vai ser oficialmente constituída na data emblemática de 06 de fevereiro na Serra da Barriga, bem como, a aprovação para crianção do CONSELHO ESTADUAL DA IGUALDADE RACIAL DO ESTADO DE ALAGOAS. ou seja: Motivos suficientes para celebrar e dizer: Valeu malungos e malungas queridas.... VALEU ZUMBI! a luta continua!
Hoje fazem sete anos que o ANAJÔ foi oficialmente anunciado como CENTRO DE CULTURA E ESTUDOS ÉTNICOS. Durante esse tempo, esta ONG AFRO-AMERÍNDIA procurou fazer seu papel, fomentando a formação política entre seus membros e amigos com o apoio de pesquisadores e personalidades parceiras, realizando várias ações sócio-culturais, criando e executando o Projeto  PALMARES IN LOCO na Serra da Barriga, interagindo com a Pastoral da Negritude e COJIRA-AL o Projeto TAMBOR FALANTE, acompanhando e trabalhando na inauguração do PMQP, debatendo sobre a Serra da Barriga junto ao MN e a FCP/MINC, visitando CRQs, fazendo vídeo-fórum em escolas, propondo politicas públicas, fomentando a união do MN de Alagoas, celebrando com alegria ao ter seus membros homenageados Comendadores (deiras) na Câmara Municipal de Maceió; Filiando-se a entidade nacional Agentes de Pastoral Negros - APNs, inclusive com dois de seus membros eleitos para integrarem a Coordenação Nacional, vendo dois de seus diretores sendo reconhecidos nacionalmente (APNs e FENAJ/CONAJIRA) ao ocuparem vagas titulares no CONSELHO NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - CNPIR/SEPPIR. e ainda, ser sujeito da histórias junto a vários malungos e malungas com a articulação da FRENTE ALAGOANA DE APOIO A PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL que vai ser oficialmente constituída na data emblemática de 06 de fevereiro na Serra da Barriga, bem como, a aprovação para crianção do CONSELHO ESTADUAL DA IGUALDADE RACIAL DO ESTADO DE ALAGOAS. ou seja: Motivos suficientes para celebrar e dizer: Valeu malungos e malungas queridas.... VALEU ZUMBI! a luta continua!
Hoje fazem sete anos que o ANAJÔ foi oficialmente anunciado como CENTRO DE CULTURA E ESTUDOS ÉTNICOS. Durante esse tempo, esta ONG AFRO-AMERÍNDIA procurou fazer seu papel, fomentando a formação política entre seus membros e amigos com o apoio de pesquisadores e personalidades parceiras, realizando várias ações sócio-culturais, criando e executando o Projeto  PALMARES IN LOCO na Serra da Barriga, interagindo com a Pastoral da Negritude e COJIRA-AL o Projeto TAMBOR FALANTE, acompanhando e trabalhando na inauguração do PMQP, debatendo sobre a Serra da Barriga junto ao MN e a FCP/MINC, visitando CRQs, fazendo vídeo-fórum em escolas, propondo politicas públicas, fomentando a união do MN de Alagoas, celebrando com alegria ao ter seus membros homenageados Comendadores (deiras) na Câmara Municipal de Maceió; Filiando-se a entidade nacional Agentes de Pastoral Negros - APNs, inclusive com dois de seus membros eleitos para integrarem a Coordenação Nacional, vendo dois de seus diretores sendo reconhecidos nacionalmente (APNs e FENAJ/CONAJIRA) ao ocuparem vagas titulares no CONSELHO NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - CNPIR/SEPPIR. e ainda, ser sujeito da histórias junto a vários malungos e malungas com a articulação da FRENTE ALAGOANA DE APOIO A PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL que vai ser oficialmente constituída na data emblemática de 06 de fevereiro na Serra da Barriga, bem como, a aprovação para crianção do CONSELHO ESTADUAL DA IGUALDADE RACIAL DO ESTADO DE ALAGOAS. ou seja: Motivos suficientes para celebrar e dizer: Valeu malungos e malungas queridas.... VALEU ZUMBI! a luta continua!

Alagoas: Aprovação do Conselho da Igualdade Racial representa avanço

27 de dezembro de 2012 Deixe um comentário
Por: Helciane Angélica – Jornalista

 

Foto: http://www.encareosfatos.com.br

Na sessão extraordinária da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) realizada nessa quarta-feira (26.12), foi posto em pauta em caráter de urgência, o projeto de Lei 381/2012 encaminhado pelo Governo de Alagoas referente à criação, composição e competências do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Conepir).

O Conepir será um órgão colegiado paritário, com representantes da sociedade civil e de órgãos governamentais, de caráter deliberativo, que integrará a estrutura básica da Secretaria da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos. Composto por 22 membros titulares e respectivos suplentes, que terão a missão de propor, em âmbito estadual, políticas de promoção da igualdade racial com ênfase na população negra, comunidades quilombolas, indígenas, das religiões de matriz africana e outros segmentos étnicos da população alagoana.
Foto: http://www.izp.al.gov.br

Estiveram presentes 20 parlamentares na sessão, que também foi acompanhada por ativistas. O Deputado Judson Cabral (PT), foi o parlamentar que defendeu por meio de requerimento a urgência da aprovação do projeto e destacou a importância do PL. “Trata-se de um conselho de Direito que destacará a atuação do movimento social negro, e foi graças ao empenho dessas lideranças e o acolhimento da Casa de Tavares Bastos que estar sendo posto em votação. É importante que esse Conselho venha trazer ações que visam combater a discriminação racial e motivar a cidadania através de diretrizes, além de atuar em consonância com o Governo Federal”, destacou.

O deputado João Henrique Caldas (PTN), pediu a palavra ao Presidente da Casa, Fernando Toledo (PSDB), para congratular a iniciativa e sugerir que a ALE tenha uma vaga garantida no conselho estadual. Já o deputado Jeferson Morais (DEM) foi o relator especial que emitiu o parecer favorável.

A criação do Conepir representa um grande avanço no Estado de Alagoas, para garantir a igualdade racial nos aspectos econômico e financeiro, educacional, histórico-cultural, social e político. E os ativistas esperam que os clamores da população afro-ameríndia sejam realmente ouvidos.

Conselhos
Atualmente, existe conselho da igualdade racial no Distrito Federal e em 13 estados brasileiros. E na região Nordeste apenas os estados de Sergipe, Rio Grande do Norte e Ceará ainda encontram-se em processo de articulação. Todos atuam de forma independente, mas, podem encaminhar suas demandas para o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR) que existe desde a criação da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), implantada no Governo Lula em 2003.
Foto: Helciane Angélica

Para o ativista alagoano Helcias Pereira, que é conselheiro titular no CNPIR e representante dos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs). “O Conepir será um instrumento de fomento e valorização do Estatuto da Igualdade Racial, e, é uma forma dos grupos étnicos interagirem e se fortalecerem institucionalmente. Também será um link direto com a Seppir, através do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), que prioriza os estados que tem conselho para garantir maior investimento e efetivação de políticas públicas. E agora, podemos realmente dizer que a ‘igualdade racial é pra valer’ em Alagoas”, afirmou.

 

Cartão natalino dos APNs

21 de dezembro de 2012 Deixe um comentário

Natal

CONEPIR e a Frente Alagoana

11 de dezembro de 2012 Deixe um comentário

Por: Helciane Angélica – Jornalista e integrante do Anajô

ÍndiceEssa semana, será decisiva no Estado de Alagoas!

O governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho, encaminhou para apreciação da Assembleia Legislativa do Estado o projeto de lei que dispõe sobre a criação, composição, e competências do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Conepir).

A expectativa é que ainda nessa semana seja lido em caráter de urgência e aprovado pelos parlamentares, sem dúvidas, representará mais uma grande vitória para o povo afro-ameríndio alagoano.

Será um órgão colegiado paritário, de caráter deliberativo e integrante da estrutura básica da Secretaria da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos – composto por 22 membros titulares e respectivos suplentes. Tem como finalidade propor, em âmbito estadual, políticas de promoção da igualdade racial com ênfase na população negra, das comunidades quilombolas, comunidades indígenas, das religiões de matriz africana e outros segmentos étnicos.

A criação do Conepir representa um grande avanço no Estado de Alagoas, para garantir a igualdade racial nos aspectos econômico e financeiro, educacional, histórico-cultural, social e político; além do combate do racismo institucional e a prática da intolerância religiosa. E também acredita-se que pode contribuir para o fortalecimento do movimento negro alagoano.

Frente Alagoana

Outro ponto importante que estar acontecendo, é a articulação da Frente Alagoana de Apoio a Promoção da Igualdade Racial e Defesa da Juventude Negra. E amanhã (12.12) às 15h, na sede da escola de samba Unidos do Poço, terá uma reunião para discutir a composição, objetivos e agenda política. Todo cidadão e cidadã que luta pela igualdade racial pode participar da articulação. Contatos: (82) 9600-9941 / 8868-4838 / 8878-8088 / 8854-7758.

E nós do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô/APNs estamos acompanhando e participando das principais atividades desse momento importante.

Bastidores: Festa das Águas / Dia de Iemanjá (08.12.12)

10 de dezembro de 2012 Deixe um comentário

Confira algumas imagens desse momento de fé, luta contra a intolerância religiosa e valorização sócio-cultural. E integrantes do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô/APNs prestigiaram esse momento importante. Axé!

 

CARTA MENSAL – Dezembro 2012

10 de dezembro de 2012 3 comentários

apns-bandeira

AGENTES DE PASTORAL NEGROS
Conscientização, Organização, Fé e Luta

São Paulo, 06 de Dezembro de 2012.

Meus malungos (as),

Estamos na reta final de mais um ano, é chegada a hora de avaliar ás ações, rever metas e fazer planos para o futuro próximo.

Em 2012, os Agentes de Pastoral Negros obtiveram grandes avanços em sua agenda pública e interna. Iniciamos o ano com um importante seminário que lançou o Ano Nacional da Mulher. No mês de Novembro do respectivo ano, foi realizado mais um encontro, cujo objetivo principal foi atualizar ás mulheres APNs quanto à agenda nacional; além de provocar reflexões quanto à liderança e o papel das mesmas na sociedade atual, mobilizando-as a atuarem de forma consciente e política em suas bases.

Demos início aos preparativos da grande celebração dos 30 Anos dos APNs, há realizar-se no mês Maio do ano de 2013. Para tal, foram realizadas inúmeras reuniões técnicas, atividades políticas, seminário nacional, festa de lançamento, dentre outras atividades preparatórias.

A formação não ficou de fora da nossa agenda, a partir da realização de mais uma etapa da Escola Nacional de Formação, que tem refletido como um importante momento de capacitação e atualização de novas lideranças.

A minha reeleição em 2012, não se configurou apenas na confirmação de uma pessoa e sim na aprovação de um novo modelo de gestão. Após o Congresso Nacional de Goiânia é visível à renovação não somente geracional, mas também de idéias e posturas.

Conquistamos novamente ás cadeiras de titulares nos Conselhos de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA) e no Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR). Legitimando assim, a postura dos APNs inseridos em atividades voltadas a política e ao controle social.

Nossa eleição para o CNPIR se deu com uma ampla vantagem de votos frente ao segundo colocado, demonstrando que os APNs estão no rumo certo. A entidade tem força para sensibilizar o conjunto do movimento negro e apresentar uma nova proposta ao país, muito mais ética, moderna e com inúmeras vantagens para a população negra.

O Congresso Nacional de Goiânia em 2010 remeteu a idéia de uma Revolução Democrática no centro de nossa ação. É importante que agora sigamos com um plano de concretização maior dessa proposta. E que deixemos mais claro o seu sentido de aprofundamento e mudança de qualidade política da construção de um caminho alternativo ao Movimento Social Negro sob a hegemonia de nossa própria entidade. Visto que as demais, ainda estão buscando encontrar seu próprio caminho com o advento da última década.

Os novos tempos apontam para transformações de cunho democrático, inseridos numa estratégia de longo prazo na construção de uma alternativa ao poder central, mas com a participação popular e sem perder a sua legitimidade.

O Ano de 2013 se aproxima, com inúmeras tarefas. Uma delas é seguir consolidando os Agentes de Pastoral Negros, como uma entidade nacional de bases fortes e objetivas, na busca de transformações; Assumindo a agenda programática, e em especial a que reflete a luta pela juventude negra, como uma das prioridades centrais.

O Plano Nacional Juventude Viva, coordenado pela Secretaria Nacional de Juventude e pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), deverá ser uma de nossas principais bandeiras de movimento em 2013. Isso significa qualificar nossas lideranças jovens, dar seguimento ao processo de formação permanente, eleger jovens lideranças que possam incidir de forma organizada no processo de implementação dessa política, contribuindo para que o plano obtenha êxito. De nossa parte, realizaremos em Janeiro de 2013, uma capacitação para 30 jovens, que terão a função de monitorar e liderar os demais jovens atuantes em seus Mocambos e Quilombos.

Meus caros (as) APNs, Em 2013 nossa instituição completará 30 anos de Organização, Conscientização, Fé e Luta! Isso nos obriga a dar uma parada para nos encontrarmos, festejarmos, celebrarmos, chorarmos e refletirmos.

Estamos juntos nessa caminhada!

Um forte abraço!

Nuno Coelho
Coordenador Nacional

Bastidores: Sessão afro (07.12.12)

8 de dezembro de 2012 Deixe um comentário

Entrega das comendas Dandara e Zumbi dos Palmares na Câmara Municipal de Maceió. Fotos tiradas pela assessoria da vereadora Fátima Santiago.