Inicial > APN's, Informes, Movimento negro, Opinião > CARTA MENSAL – Dezembro 2012

CARTA MENSAL – Dezembro 2012

apns-bandeira

AGENTES DE PASTORAL NEGROS
Conscientização, Organização, Fé e Luta

São Paulo, 06 de Dezembro de 2012.

Meus malungos (as),

Estamos na reta final de mais um ano, é chegada a hora de avaliar ás ações, rever metas e fazer planos para o futuro próximo.

Em 2012, os Agentes de Pastoral Negros obtiveram grandes avanços em sua agenda pública e interna. Iniciamos o ano com um importante seminário que lançou o Ano Nacional da Mulher. No mês de Novembro do respectivo ano, foi realizado mais um encontro, cujo objetivo principal foi atualizar ás mulheres APNs quanto à agenda nacional; além de provocar reflexões quanto à liderança e o papel das mesmas na sociedade atual, mobilizando-as a atuarem de forma consciente e política em suas bases.

Demos início aos preparativos da grande celebração dos 30 Anos dos APNs, há realizar-se no mês Maio do ano de 2013. Para tal, foram realizadas inúmeras reuniões técnicas, atividades políticas, seminário nacional, festa de lançamento, dentre outras atividades preparatórias.

A formação não ficou de fora da nossa agenda, a partir da realização de mais uma etapa da Escola Nacional de Formação, que tem refletido como um importante momento de capacitação e atualização de novas lideranças.

A minha reeleição em 2012, não se configurou apenas na confirmação de uma pessoa e sim na aprovação de um novo modelo de gestão. Após o Congresso Nacional de Goiânia é visível à renovação não somente geracional, mas também de idéias e posturas.

Conquistamos novamente ás cadeiras de titulares nos Conselhos de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA) e no Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR). Legitimando assim, a postura dos APNs inseridos em atividades voltadas a política e ao controle social.

Nossa eleição para o CNPIR se deu com uma ampla vantagem de votos frente ao segundo colocado, demonstrando que os APNs estão no rumo certo. A entidade tem força para sensibilizar o conjunto do movimento negro e apresentar uma nova proposta ao país, muito mais ética, moderna e com inúmeras vantagens para a população negra.

O Congresso Nacional de Goiânia em 2010 remeteu a idéia de uma Revolução Democrática no centro de nossa ação. É importante que agora sigamos com um plano de concretização maior dessa proposta. E que deixemos mais claro o seu sentido de aprofundamento e mudança de qualidade política da construção de um caminho alternativo ao Movimento Social Negro sob a hegemonia de nossa própria entidade. Visto que as demais, ainda estão buscando encontrar seu próprio caminho com o advento da última década.

Os novos tempos apontam para transformações de cunho democrático, inseridos numa estratégia de longo prazo na construção de uma alternativa ao poder central, mas com a participação popular e sem perder a sua legitimidade.

O Ano de 2013 se aproxima, com inúmeras tarefas. Uma delas é seguir consolidando os Agentes de Pastoral Negros, como uma entidade nacional de bases fortes e objetivas, na busca de transformações; Assumindo a agenda programática, e em especial a que reflete a luta pela juventude negra, como uma das prioridades centrais.

O Plano Nacional Juventude Viva, coordenado pela Secretaria Nacional de Juventude e pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), deverá ser uma de nossas principais bandeiras de movimento em 2013. Isso significa qualificar nossas lideranças jovens, dar seguimento ao processo de formação permanente, eleger jovens lideranças que possam incidir de forma organizada no processo de implementação dessa política, contribuindo para que o plano obtenha êxito. De nossa parte, realizaremos em Janeiro de 2013, uma capacitação para 30 jovens, que terão a função de monitorar e liderar os demais jovens atuantes em seus Mocambos e Quilombos.

Meus caros (as) APNs, Em 2013 nossa instituição completará 30 anos de Organização, Conscientização, Fé e Luta! Isso nos obriga a dar uma parada para nos encontrarmos, festejarmos, celebrarmos, chorarmos e refletirmos.

Estamos juntos nessa caminhada!

Um forte abraço!

Nuno Coelho
Coordenador Nacional

Anúncios
  1. 11 de dezembro de 2012 às 3:45

    Por tanto lanço aqui um apelo, para que nossas lideranças APNs se mobilizem, se articulem, motivem seus Mocambos e Quilombos a se fazerem presentes na 15ª Assembléia Geral. O momento é de fortalecer nossas ações, eleger com responsabilidade e compromisso uma boa direção nacional, com plenas condições política, humana e pessoal de levar avante o nosso projeto político construído democraticamente em nosso Congresso Nacional.

  2. 11 de dezembro de 2012 às 5:47

    A ASPPIR – Assessoria Especial de Políticas Para a Promoção da Igualdade Racial, com a presença do servidor Paulo Henrique Ventura, prestigiou ontem, domingo, dia 02 de setembro de 2012, o evento do Grupo GREALT – Gente Reunida Pelo Amor e a Libertação de Todos. O almoço de confraternização aconteceu no Salão Paroquial da Igreja São José, situado na Avenida Padre Wendel, n° 603, Bairro dos Aeroviários. O grupo é uma organização humanística e se define como uma proposta filosófica, não se vendo como ONG. Sua intenção é ocupar os espaços políticos ociosos para combater as mazelas da sociedade geradas pela intolerância em todos os aspectos. O grupo realiza ações no âmbito da educação, em parceria com escolas, associação de moradores e grupos organizados que solicitam sua parceria. E tem a intenção de realizar atividades que promovam a inclusão do ensino de história e cultura africana e afro-brasileira, de acordo com a implementação da Lei 10.639/2003. O grupo é composto por membros dos movimentos religioso, social e político. Donizete Antônio dos Santos, o Donipensar, é o coordenador geral do grupo e descreve as ações do GREALT em 2012 e as propostas para 2013 numa breve explanação. Uma das propostas futuras é de registrar juridicamente o grupo para buscar novas parcerias e novos projetos. Outra proposta é ter uma sede para consolidar suas ações. Ele finaliza sua fala nos convidando para participar dessa empreitada e analisar criticamente nossas ações para que possamos mudar nossas posturas, e a partir daí, fazermos intervenções onde possa demonstrar nossos sentimentos verdadeiros em sua total plenitude, já que nossa cultura machista nos ensina que demonstrar sentimentos é um sinal de fraqueza, principalmente se os homens o fizerem.

  3. 14 de dezembro de 2012 às 13:29

    Por tanto lanço aqui um apelo, para que nossas lideranças APNs se mobilizem, se articulem, motivem seus Mocambos e Quilombos a se fazerem presentes na 15ª Assembléia Geral. O momento é de fortalecer nossas ações, eleger com responsabilidade e compromisso uma boa direção nacional, com plenas condições política, humana e pessoal de levar avante o nosso projeto político construído democraticamente em nosso Congresso Nacional.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: