Inicial > APN's, Igualdade Racial, Movimento negro, Opinião > CARTA MENSAL – Janeiro/2013‏

CARTA MENSAL – Janeiro/2013‏

Logo_APNs30 Anos_by_Helberth Oliveira

AGENTES DE PASTORAL NEGROS DO BRASIL
Conscientização, Organização, Fé e Luta

São Paulo, 09 de Janeiro de 2013

Meus/Minhas Queridos(as), APNs do Brasil!

O ano de 2012 foi um ano positivo para o movimento negro brasileiro, apesar de persistir ações e reações contrárias a pauta anti-racista, encerrou ciclos e abriu novos desafios que exigirá toda atenção para que não fiquemos no meio do caminho.

Aprovação das cotas consolida a principal conquista do movimento negro em 2012

Este ano encerrou décadas de luta do movimento negro para incorporar a juventude negra nas principais universidades do país, há novos desafios, mas o direito à inclusão foi conquistado. A lei 12.711/2012, que prevê ingresso de negros, índios e pobres nas universidades públicas federais é constitucional segundo os 11 ministros que compõe a mais Alta Corte da República Federativa do Brasil, está aprovada pelo Congresso Nacional, sancionada pela Presidenta da República Dilma Rousseff e regulamentada pelo governo federal, já em pleno vigor. Até 2016, as universidades públicas federais estão obrigadas a reservar 50% das vagas que serão destinadas à incorporação de pobres e negros oriundos de escolas públicas.

O movimento negro, a exemplo dos mais variados segmentos do movimento social, não é um espaço monolítico, a luta contra o racismo comporta várias correntes políticas, ideologias, táticas, organizações, etc. No entanto, ao contrário de algumas mal formuladas e superficiais críticas, tem unidade, construiu grandes consensos, dentre eles a defesa das políticas de ações afirmativas e as cotas nas universidades públicas como principal proposta de ação afirmativa.

O Poder como centro de mudanças e conquistas

Um dos nossos principais projetos enquanto entidade do Movimento Negro Brasileiro é o de ocupar os espaços de poder. Mas de uma forma orgânica e dialogada com o nosso plano de ação, definido em Congresso e amplamente divulgado aos nossos afiliados. De certa forma ocupamos diversos espaços de poder em 2012 e estamos percorrendo os caminhos necessários para seguir ocupando em 2013. Entendemos assim, uma oportunidade de aplicar na prática o cotidiano da nossa militância e de forma concreta o projeto de Ação Afirmativa e de Combate ao Racismo.

Nossa força deve convergir para que cada vez mais se ocupe os espaços e que as mulheres sejam as principais protagonistas desses campos, buscando cadeiras no executivo, no legislativo, nas universidades, nos sindicatos, etc. No Ano Nacional da Mulher APNs, dedicamos algumas agendas ao fortalecimento e à promoção de ações neste sentido, que não pode ficar relegada a um momento apenas, mas deve ser permanente.

Juventude Viva!

O ano de 2012 será marcado pelo destaque negativo do crescimento da violência, que sempre tem maior incidência sobre a juventude negra. O registro de 4.306 homicídios de janeiro a novembro de 2012, em São Paulo (Revista Exame on-line), é uma eloquente denúncia da incapacidade de alguns partidos que governam os estados seguindo com este modelo que nunca deu certo. Estamos diante de um índice de mortalidade violenta comparável a países conflagrados, a qual somente muita irresponsabilidade governamental permite atingir tal patamar de violência.

Esse quadro remete o movimento negro à defesa do mais elementar dos direitos: a vida. Para colaborar com a mudança destes quadros e fortalecer nosso papel enquanto movimento social apto ao monitoramento das políticas e o fortalecimento das ações governamentais, iniciamos o ano de 2013 retomando o projeto de capacitação de jovens lideranças APNs. Com o importante apoio da Fundação Friedrich Ebert (FES) vamos reunir de 31/01 a 02/02 em Curitiba-PR, 15 jovens de todos os Quilombos Estaduais com o objetivo de apresentar o Programa Juventude Viva coordenado pela Secretaria Nacional de Juventude do Governo Federal. Vamos trocar ideias de como os APNs poderá fazer o monitoramento das ações nos Estados e incidir de forma concreta, enquanto entidade do movimento negro, na eliminação destes altos índices de mortalidade da juventude negra no Brasil.

APNs 30 Anos: de Fé e Luta pela Igualdade Racial!

Eu não poderia encerrar essa Carta Mensal, sem dizer da imensa alegria que está sendo para os membros da Direção Nacional, Coordenação Permanente e Comissão Organizadora Local, preparar o ambiente para a chegada das mais diversas delegações e convidados em Alagoas.

O espírito dos Ancestrais paira sobre nós. O som dos atabaques soa cada vez mais forte, convocando-nos para subir a Serra e fazer a experiência do Grande Quilombo!

Não podemos arrumar as nossas malas com o sentimento de quem vai sair de férias ou fazer turismo na praia da Pajuçara. Estamos indo em missão para celebrar a nossa história.

Sabemos dos inúmeros esforços pessoais e coletivos para essa chegada, mas acreditem, o sonho só se realiza quando sonhado junto e carregado de fé e esperança. Não vai faltar lugar, não vai faltar o pão. Se organizem para a caminhada, a viagem é longa e desafiadora, mas vamos chegar.

Esse momento será único na vida de todos nós e com a originalidade que é própria dos Agentes de Pastoral Negros, do nosso lento despertar da consciência de ser APNs, de nossa identidade étnica, de nossos valores específicos e de nossa espiritualidade singular, feito através de encontros, estudos e principalmente de trocas de experiências.

As histórias de alguns ao longo desse processo nos faz por vezes chorar, tal o nível de discriminação e humilhação. Mas o que fica mesmo é o resgate da memória do que se aprendeu nessa penosa caminhada de quase trinta anos lançando as bases para um futuro mais igual e mais humano e sem racismo. Assim são os APNs, assim será em Alagoas, assim será por mais 30 Anos.

Arrume as malas e avise lá que esta chegando, a macaxeira, o xequeté e os atabaques nos esperam para a grande Kizomba de muito axé e emoção.

Até breve!

Nuno Coelho

Coordenador Nacional

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: