Inicial > Cojira-AL, História, Igualdade Racial, Movimento negro, Notícias e política > Entidades do Movimento Negro criam Frente Alagoana de apoio à Promoção da Igualdade Racial

Entidades do Movimento Negro criam Frente Alagoana de apoio à Promoção da Igualdade Racial

Por: Valdice Gomes – Jornalista (MTE/AL 288)

Várias entidades do movimento social negro de Alagoas lançam nesta sexta- feira (1º de fevereiro) a Frente Alagoana de apoio à Promoção da Igualdade Racial (Fapir), a partir das 19h, na Praça 2 Leões no bairro histórico de Jaraguá em Maceió. O objetivo é possibilitar um espaço de articulação e organização do Movimento Negro Alagoano frente a demandas da atual conjuntura, sobretudo, em relação à luta pela igualdade racial, formação política dos segmentos e lideranças, bem como, o acompanhamento com intervenções do Plano Nacional Juventude Viva em Alagoas.
Segundo informa Helcias Pereira, membro do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR) e um dos articuladores da Fapir, há cerca de dois meses representantes de várias entidades do movimento negro, incluindo casas de axé e grupos de capoeira, vem participando de reuniões de mobilização e discussão sobre a necessidade de uma frente de articulação dos vários segmentos, onde possam discutir pautas de interesse comum. A finalidade é o fortalecimento da luta em defesa de políticas públicas de promoção da igualdade racial no Estado, combate ao racismo, à intolerância religiosa e todo tipo de preconceito.
Para a yawó da Comunidade Legioniré Nitó Xoroquê, Mônica Carvalho, “a Fapir tem uma missão central que é estimular o empoderamento, onde possamos interagir, articular ações e trabalhar em prol do desenvolvimento de políticas públicas. E para a comunidade religiosa de matriz africana é um espaço novo e de grande importância, já que a gente nunca teve um espaço legítimo de fala para expor nossa realidade”.
Mesmo antes do lançamento oficial da Fapir, a articulação dos segmentos já vem obtendo resultados positivos, a exemplo da aprovação do Projeto de Lei que cria o Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial na Assembleia Legislativa, e a eleição dos representantes do Movimento Negro e de Juventude para integrar o Comitê Gestor do Plano Nacional Juventude Viva em Alagoas.
O ato de lançamento da Fapir acontecerá durante a concentração do Cortejo Afro Tia Marcelina, no palco AfroCaeté, onde haverá apresentações dos grupos Arê Yorubá, Afro Mandela, AfroGurungumba (de Viçosa) e o Coletivo Afro Caeté, com participação de Demis Santana e Fagner Dubrown. O Cortejo sairá às 22h, passando pela Rua Barão de Jaraguá, em direção às praças Rayol e Marcílio Dias, entrando pela Avenida Sá e Albuquerque. Após a saída do Cortejo o comando da festa na praça 2 Leões ficará com Igbonan Rocha e Wilma Araújo, com o show Nosso Samba.
O Cortejo Afro Tia Marcelina também será fortalecido com a participação do Afoxé Povo de Exu (Ilê Axé Legionirê/Benedito Bentes), do Afoxé Oju Omin Omorewá (Jacintinho), do Afoxé Ofaomin (Ilê Axé Ofaomin/Ponta Grossa), do Núcleo Cultural da Zona Sul, do CEPA Quilombo (Jacintinho) e da Articulação dos grupos da Cultura Popular e Afro-Alagoana.
Fonte: Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em Alagoas (Cojira-AL)
(82) 8878-7484 / 9999-1301

 

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: