Inicial > Anajô, APN's, Igualdade Racial > Parabéns Malungo Allex Sander Porfírio

Parabéns Malungo Allex Sander Porfírio

O nosso malungo Allex Sander Porfírio de Souza – Coordenador de Formação e Pesquisa do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô – obteve mais uma conquista pessoal, profissional e acadêmica! Parabéns!

Confira abaixo a notícia postada no blog: http://cojira-al.blogspot.com.br/

O ativista Allex Sander Porfírio – formado em Economia; professor de matemática; e Coordenador do Fórum Permanente de Educação e Diversidade Étnicorracial no Estado de Alagoas– defendeu sua dissertação de mestrado intitulada: “A prática pedagógica dos professores/as de matemática a partir da implementação da Lei 10.639/03: um estudo de caso na 1ª coordenadoria regional de ensino do Estado de Alagoas”.  

 
Dentre os assuntos aprofundados estiveram: reflexões sobre as relações raciais no contexto escolar; a matemática dos povos africanos; o que é etnomatemática?; Educação Matemática x Ensino da História e cultura africana e afrobrasileira no currículo escolar; racismo, preconceito e discriminação racial; a prática pedagógica dos docentes de matemática. 
 
O trabalho foi orientado pela Profª Drª Nanci Helena Rebouças Franco. Confira abaixo o resumo acadêmico:
 
 

A Dissertação teve como objetivo geral investigar se os/as professores/as de Matemática da 1ª Coordenadoria Regional de Ensino do Estado de Alagoas (1ªCRE) vêm utilizando elementos da cultura afro-brasileira em suas práticas pedagógicas em sala de aula com seus alunos, conforme explicitado na Lei 10.639/03. Diante disso, a pesquisa está ancorada  na referida Lei que tornou obrigatório o ensino da História e Cultura Afro-Brasileira em todos os estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares espalhados em todo o Brasil e que está em vigor desde 09 de janeiro de 2003; sendo que, a mesma chegou ao Estado Brasileiro no bojo do debate da implantação das políticas de ações afirmativas para a população negra reivindicada pelo movimento negro organizado. Do ponto de vista teórico-metodológico partiu-se de uma abordagem qualitativa, tendo como método de procedimento o estudo de caso como técnicas de coleta de dados a pesquisa bibliográfica, o questionário e a análise documental.  A partir da análise dos dados coletados, pôde-se perceber a necessidade de implementação da Lei 10.639 por parte da 1ª Coordenadoria de Ensino através de investimento na formação político-pedagógica dos seus atores; além disso, percebe-se a necessidade de  que a prática pedagógica do/a professor/a, especialmente de Matemática, seja respaldada nas diversidades das vidas e culturas dos sujeitos que fazem parte do cotidiano das escolas. Espera-se que essa pesquisa traga novas reflexões a respeito da problemática educação e diversidade étnico-racial, a partir da experiência dos/das professores/as de Matemática da 1ª Coordenadoria de Ensino, suscitando praticas pedagógicas de inclusão que contribuam para a construção de escolas que valorizem a identidade de seus alunos e por consequência produza uma educação de qualidade, contribuindo para a construção de uma  sociedade mais  igualitária. 

Palavras-chave: Cultura. Educação. Matemática. Formação de Professores. Lei 10639/03.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: