Arquivo

Archive for the ‘Serra da Barriga’ Category

“Bendito” acesso à Serra da Barriga

20 de agosto de 2013 Deixe um comentário

Por:  Helcias Pereira

Vice Presidente do Anajô / Coordenador Nacional de Formação dos APNs / Conselheiro Nacional de Igualdade Racial (CNPIR/Seppir)

Foto-0736Durante a manhã desse domingo (18.08) estive com o mesmo prazer e a alegria de sempre na Serra da Barriga – Parque Memorial Quilombo dos Palmares, acompanhando um grupo de mestres, contra-mestres e professores de capoeira. Fui convidado pela Federação Alagoana de Capoeira (Falc) para falar sobre a História do Quilombo dos Palmares e a Capoeira em sua contextualidade.
A alegria e a concentração do grupo não poderiam ser diferentes, visto que além de trazerem consigo a herança afro-ameríndia, são formadores sociais e de opinião através de seus ensinamentos na capoeiragem. Tudo teria sido perfeito se o “bendito” acesso à Serra da Barriga não fosse esta lástima de atraso e sofrimento, sobretudo, em tempos de chuva. Apesar da descontração de todos, sem exceção, empurrar o ÔNIBUS para não ficar no meio do caminho, foi no mínimo um descontentamento na alma.
O PMQP além de limpo e com suas coberturas vegetais concluídas minimizou em parte a decepção de ver a obra completamente inerte, cujos demais equipamentos continuam como antes, ou seja: Indispensavelmente “reparáveis”… Logo é urgente que a obra volte a tona, assim como, é recorrente o desejo de um dia ver essa estrada viabilizada e proporcionando acessibilidade ao maior e mais importante simbolo de liberdade que é a Serra da Barriga e que tem na figura do seu ultimo comandante-em-chefe Zumbi dos Palmares o título de Herói Nacional Brasileiro.
De minha parte farei contato direto com a FCP e me pronunciarei a respeito no Pleno do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR). Obviamente, nada nos impede de neste momento apresentar nossas felicitações aos gestores da Fundação Cultural Palmares por mais um ano de sua existência, e desejar que as dificuldades sejam dirimidas e as ações igualmente efetivadas a contento, como haverá de ser. Axé!

Cortejo afro – De volta à Angola Janga

7 de fevereiro de 2013 Deixe um comentário
No encerramento do 1º Seminário Estadual de Povos Tradicionais de Matrizes Africanas, teve na madrugada do dia 06 de feverero, a segunda edição da celebração denominada “De volta à Angola-Janga”, na Serra da Barriga em União dos Palmares (AL).
A atividade realizada pela Fundação Cultural Palmares e Secretaria Municipal de Cultura de União dos Palmares, contou com a presença de representantes da religião de matriz africana, estudantes, curiosos, ativistas do movimento negro e representantes da Frente Alagoana de Apoio da Promoção da Igualdade Racial (FAPIR). O cortejo também prestou uma homenagem a todos os guerreiros e guerreiras quilombolas que lutaram contra a opressão e a destruição do Quilombo dos Palmares.
Confira algumas imagens:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Após atraso de dois meses, começa obra no Parque Zumbi dos Palmares

31 de janeiro de 2013 Deixe um comentário
Administradores alegam que falta de água atrapalhou prazo da reforma.
Mesmo com a manutenção, espaço cultural continua aberto para visitação.
Após dois meses de atraso, as obras no Parque Zumbi dos Palmares começaram neste mês. Essa é a primeira reforma no espaço que foi inaugurado em 2007. As coberturas das ocas já foram retiradas e uma fossa está sendo construída na área do quilombola. O reparo no restaurante que funciona no local começa no 6 de fevereiro, segundo os administradores do Parque.
De acordo com a construtora responsável , a atraso para o início das obras se deu pela falta de água na região, pois a Lagoa dos Negros, que abastece o local, está com o nível muito baixo. Já que o parque está sem água, o abastecimento é feito de maneira improvisada, com caminhões pipa.
Autoridades federais estão estudando as melhores soluções para a falta de água no parque.“Estamos pensando na possibilidade de escavar um poço artesiano para abastecer por mais tempo a região”, explicou a fiscal do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Joelma Farias.
A reforma na estrutura do parque não fará com que as visitas parem. “Às vezes as pessoas vêm com uma programação de até de outro país, por isso o espaço não pode ser fechado. A reforma não impede a visitação”, explicou a representante da Fundação Cultural Palmares, Maria José da Silva. Segundo o Iphan, as obras no parque devem ser entregues até o mês de maio.
Fonte: G1-Alagoas
 
 

Observação: O nome correto do complexo arquitetônico é Parque Memorial Quilombo dos Palmares.

1º Palmares in loco do ano

14 de janeiro de 2013 Deixe um comentário

Nesse domingo (13.01.13) teve a primeira edição do projeto Palmares in loco em 2013, no Parque Memorial Quilombo dos Palmares, localizado no platô da Serra da Barriga em União dos Palmares.

Integrantes do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô/APNs recepcionaram um grupo de artistas (Valéria, Jaime, Flavio e Everaldo) oriundos dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia. Eles foram conhecer de perto a história do Quilombo, sentir o axé e buscar mais inspiração para as suas produções teatrais que abordam as questões étnicorraciais.

Também comemoramos o aniversário da amiga Helena Luna, que não visitava a Serra há 25 anos. E antes de voltar para a capital alagoana, passamos na residência do malungo reggaeiro Thiago Correia, que é cantor e compositor.

Foi um momento de renovação de energia e entrosamento!

Confira o registro fotográfico.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Bastidores: Membros do Anajô na Serra da Barriga (20 de novembro)

21 de novembro de 2012 Deixe um comentário

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Movimento Negro é toda ação coletiva. O Quilombo dos Palmares foi o primeiro movimento negro bem sucedido neste país” Helcias Pereira

19 de julho de 2012 1 comentário

Eu não saberia descrever com fidelidade as palavras do ativista negro Helcias Roberto Paulino Pereira neste sábado, dia 14 de julho, no programa Mesa Z Cidadania, da Rádio Zumbi FM. Porém relatarei aqui no blog uma das melhores entrevistas que a equipe do programa fez. Natural de Maceió, Helcias começou a participar dos movimentos sociais ligados à igreja católica ainda adolescente e, a partir daí, em movimentos políticos e de associações. Hoje é considerado um dos ativistas negros mais atuantes de Alagoas.

“O que é movimento negro? Funciona?” questionei ao nosso convidado. Helcias disse que o movimento negro funciona e muito bem. Segundo ele, algumas dúvidas surgem sobre os trabalhos do movimento é com a forma que as pessoas vêem. Todas as revoltas desse país advinda dos negros como Balaiada, Revolta dos Malês, Revolta da Chibata e os mais de 2 mil quilombos já eram movimento negro. Helcias Pereira destaca os movimentos de religiões de matriz africana, grupos afros culturais e quilombolas como os principais na atualidade.

Para Helcias o “pior tipo de racismo é o velado”. Ele acredita que as pessoas têm o direito de não gostar de algo, o problema é quando ela expressa o seu conceito prévio não aceitando uma pessoa porque ela não tem a cor ou um padrão pré-aceito pela sociedade. O ativista diz que a lei esta aí para proteger seja quem for do racismo e preconceito.

Sendo o Vice-Presidente do Centro de Cultura e Estudos Étnicos ANAJÔ, Helcias diz que a escola é a melhor plataforma para conscientizar as crianças sobre a não discriminação e pela identificação da cultura negra. Não só em União, mas tambem em Alagoas, muitos dizem que não são negros, porém não tem pele branca, cabelo lisos ou olhos claros. Era pra dizer, no mínimo, que é afro-brasileiro. Muitos alagoanos não sabem a história de Zumbi dos Palmares, diferente de alguns que vem visitar o Estado.

Helcias disse que teve a honra de contribuir com a construção do Parque Memorial na Serra da Barriga, ele não é uma replica do quilombo dos palmares. O objetivo era ter equipamentos para melhor atender seus visitantes. A grande importância da Serra da Barriga, com ou sem parque, é a sua simbologia por ser lugar sagrado, por representar um palco de luta e resistência.

Helcias Pereira diz que conheceu pessoalmente Abdias Nascimento em 1985 na serra, mas já vinha acompanhando seus trabalhos por leitura e pelo teatro experimental do negro, que ele considera um dos maiores legado do ativista. Abdias já defendia as cotas para negros no seu mandato como senador. Mas foi sua passagem pele Frente Negra Brasileira que faz Helcias se inspirar. A Frente Negra Brasileira foi o maior movimento negro depois do Quilombo dos Palmares.

Quando questionado sobre as eleições e candidatos, ele comentou que as pessoas devem procurar saber um pouco da vida dos candidatos. Pois há a possibilidade dela ser um “Laranja”, como alguns políticos que são apoiados por traficantes no Rio de Janeiro. O que essas pessoas têm a oferecer?

Por último, o professor falou do projeto Palmares em Loco, que vem sendo desenvolvido desde 2005 pelo ANAJÔ. O projeto consiste de visitas guiadas ao plâto da Serra da Barriga. No local os grupos tem apresentação dos lugares e dos líderes negros que viveram no lugar. Helcias irá lançar esse ano um livro com o título “O último mucambo de zumbi”

Edja Paulino que participa da PJMP de União dos Palmares também contribuiu com o debate e fez elogios ao programa por debater esse tema em pleno julho.

 

Fonte: www.jmarcelofotos.com

CARTA ABERTA SOBRE A SERRA DA BARRIGA/AL

4 de maio de 2012 Deixe um comentário

Nós, integrantes da Associação Cultural Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs) reunidos na 15ª Assembleia Geral e Eletiva nos dias 29 e 30 de abril de 2012 – com representações dos estados de AL, BA, ES, GO, MA, MG, RJ, RS e SP – discutiram sobre os temas centrais: “Negritude e a questão da terra” e “Juventude – questões transversais que levam ao extermínio“, vem a público externar a preocupação com a situação da Serra da Barriga localizada no município de União dos Palmares (AL).

No dia 25 de abril do corrente ano, ocorreu mais um incêndio no Monumento Nacional, que teve início pela manhã e controlado apenas no final da tarde. Segundo divulgação dos principais veículos de comunicação do Estado de Alagoas, estima-se que cerca de 40 hectares de vegetação nativa e várias espécies da fauna foram consumidas pelas chamas, e o laudo técnico ainda será apresentado pelo Corpo de Bombeiros.

Infelizmente, os incêndios são frequentes na Serra da Barriga devido à “prática cultural” dos moradores da área tombada e circunvizinhança para o preparo da terra. O que nos deixa indignados e indignadas é a falta de estrutura para combater e prevenir os incêndios, que também ameaçam o Parque Memorial Quilombo dos Palmares – o primeiro complexo afro-arquitetônico das Américas.

  • Considerando a importância histórico-cultural da Serra da Barriga, inscrita no Livro de Tombamento Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico do Instituto do Patrimônio Histórico, Artístico, Nacional (IPHAN) em 1986;
  • Considerando o drama dos agentes florestais e o Corpo de Bombeiros para conter as chamas, devido ao uso de equipamentos deficientes e as dificuldades de acesso até o platô da Serra para a efetividade do trabalho, eles precisam contar com a sensibilização e o apoio de carros pipas;
  • Considerando a necessidade de ter um investimento maior na conscientização étnico-ambiental junto aos moradores e visitantes;

Os APNs do Brasil apontam para que o Governo Federal, através da Fundação Cultural Palmares vinculado ao Ministério da Cultura, faça um pronunciamento oficial em resposta à sociedade sobre as medidas que serão adotadas para a investigação dos culpados e na prevenção de outros casos de incêndio. Também propomos que seja criada uma Comissão Especial composta por representantes da sociedade civil e gestores para gerenciar as demandas da Serra da Barriga do Parque Memorial Quilombo dos Palmares.

Axé! 

Vitória-ES, 30 de abril de 2012.

Reportagens sobre o INCÊNDIO na Serra da Barriga

25 de abril de 2012 Deixe um comentário

A imprudência de um morador causou um incêndio de grandes proporções na Serra da Barriga, em União dos Palmares

 Os bombeiros tiveram muitas dificuldades para controlar as chamas.

Tv Pajuçara (Rede Record) – Jornal da Pajuçara Noite

Clique no link para assistir: http://tudonahora.uol.com.br/video/jornal-da-pajucara-noite/2012/04/25/a-imprudencia-de-um-morador-causou-um-incendio-de-grandes-proporcoes-na-serra-da-barriga-em-uniao-dos-palmares

_____________________________________________________________________________

40 hectares de mata atlântica da Serra da Barriga são destruídos em incêndio

Tv Gazeta (Rede Globo) –  AL Tv 2ª edição

Clique no link para assistir: http://gazetaweb.globo.com/v2/videos/video.php?c=15033

Hoje tem passeio no Parque

15 de abril de 2012 Deixe um comentário

APNs-Alagoas se encontram com Representação da Fundação Cultural Palmares

7 de março de 2012 Deixe um comentário

Da esquerda para direita: Luana Tavares, Genisete Sarmento, Valdice Gomes e Helciane Angélica

Na tarde dessa segunda-feira (05.03), na sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas (Sindjornal) localizado na cidade de Maceió, ocorreu uma reunião entre as jornalistas Helciane Angélica e Valdice Gomes, com Genisete Sarmento e Luana Tavares do Escritório da Representação Estadual da Fundação Cultural Palmares.

Na ocasião, foi abordado um pouco sobre a trajetória do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô, realização de atividades de formação, o Palmares in loco (visitas étnicas com explanação histórica e passeio no Parque Memorial Quilombo dos Palmares), além da participação no mês da consciência negra. Mas, o foco central do encontro foi a apresentação do projeto sobre as comemorações do aniversário de 30 anos dos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs) e a busca de parceria com o órgão federal vinculado ao Ministério da Cultura.

Também teve no diálogo, perguntas sobre a estrada de acesso a Serra da Barriga e a necessidade de ter a reforma dos espaços contemplativos do Parque. Genisete acredita que até junho desse ano aconteça a reforma, até porque encontra-se um projeto em tramitação no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN); e ainda existe uma emenda parlamentar da bancada alagoana da Câmara Federal que prevê 12 milhões do Ministério da Integração Nacional, para a construção de um terceiro acesso, melhorias e revitalização em toda infra-estrutura do Parque, incluindo restaurante e mirantes, transformando-o em um local seguro para o passeio de turistas e nativos.

As profissionais de comunicação também reforçaram o compromisso na divulgação das ações da Representação Estadual por meio das ferramentas da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira-Alagoas): Coluna Axé publicada todas às terças-feiras no jornal Tribuna Independente, o blog http://cojira-al.blogspot.com/ e a página no Twitter @cojiraal.