Arquivo

Posts Tagged ‘Brasil’

Movimento Negro nacional em convergência

15 de julho de 2016 Deixe um comentário

Nesse sábado(16.07), na cidade de Aracaju/SE, está acontecendo uma reunião de mobilização nacional do Movimento Negro. De Alagoas, participa o malungo Helcias Pereira – Coordenador Geral dos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (Apns Do Brasil) e Secretário de Formação e Pesquisa do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô (Anajô Apns). Desejamos sucesso nas discussões e deliberações!

13689700_1090082994420081_28837946_n

Tambor Falante aborda: “Os Impactos do Governo Interino de Michel Temer nas Políticas para a Igualdade Racial”

10 de julho de 2016 Deixe um comentário

cartaz.tamborfalante-16.07.16

Nuno Coelho toma posse como Conselheiro Nacional de Igualdade Racial

5 de dezembro de 2014 Deixe um comentário

Representantes da sociedade civil foram eleitos para compor o CNPIR no biênio 2014-2016

No dia 02 de dezembro, a Ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, deu posse aos representantes da sociedade civil eleitos para compor o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR) no biênio 2014-2016.

 

A solenidade ocorreu durante a 48ª Reunião Ordinária do CNPIR, que ocorreu nos dias  02 e 03/12, no auditório do Subsolo do Bloco “A”, da Esplanada dos Ministérios. Os Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNs) participaram novamente do chamamento público, a entidade foi eleita como membro titular, e será representada pelo atual coordenador geral Nuno Coelho, que substitui o malungo Helcias Pereira (Coordenador de Formação e APN-AL).

 

Presidido pela titular da SEPPIR, o CNPIR é um órgão colegiado de caráter consultivo e integrante da estrutura básica da secretaria com status de ministério. O Conselho tem como finalidade propor, em âmbito nacional, políticas de promoção da Igualdade Racial com ênfase na população negra e outros segmentos raciais e étnicos da população brasileira.

 

Além de combater o racismo, busca propor alternativas para superar as desigualdades raciais, tanto do ponto de vista econômico quanto social, político e cultural, ampliando, assim, os processos de controle social sobre as referidas políticas. O CNPIR é composto por 44 membros entre integrantes de entidades da sociedade civil e representantes do Poder Público.

“Bendito” acesso à Serra da Barriga

20 de agosto de 2013 Deixe um comentário

Por:  Helcias Pereira

Vice Presidente do Anajô / Coordenador Nacional de Formação dos APNs / Conselheiro Nacional de Igualdade Racial (CNPIR/Seppir)

Foto-0736Durante a manhã desse domingo (18.08) estive com o mesmo prazer e a alegria de sempre na Serra da Barriga – Parque Memorial Quilombo dos Palmares, acompanhando um grupo de mestres, contra-mestres e professores de capoeira. Fui convidado pela Federação Alagoana de Capoeira (Falc) para falar sobre a História do Quilombo dos Palmares e a Capoeira em sua contextualidade.
A alegria e a concentração do grupo não poderiam ser diferentes, visto que além de trazerem consigo a herança afro-ameríndia, são formadores sociais e de opinião através de seus ensinamentos na capoeiragem. Tudo teria sido perfeito se o “bendito” acesso à Serra da Barriga não fosse esta lástima de atraso e sofrimento, sobretudo, em tempos de chuva. Apesar da descontração de todos, sem exceção, empurrar o ÔNIBUS para não ficar no meio do caminho, foi no mínimo um descontentamento na alma.
O PMQP além de limpo e com suas coberturas vegetais concluídas minimizou em parte a decepção de ver a obra completamente inerte, cujos demais equipamentos continuam como antes, ou seja: Indispensavelmente “reparáveis”… Logo é urgente que a obra volte a tona, assim como, é recorrente o desejo de um dia ver essa estrada viabilizada e proporcionando acessibilidade ao maior e mais importante simbolo de liberdade que é a Serra da Barriga e que tem na figura do seu ultimo comandante-em-chefe Zumbi dos Palmares o título de Herói Nacional Brasileiro.
De minha parte farei contato direto com a FCP e me pronunciarei a respeito no Pleno do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR). Obviamente, nada nos impede de neste momento apresentar nossas felicitações aos gestores da Fundação Cultural Palmares por mais um ano de sua existência, e desejar que as dificuldades sejam dirimidas e as ações igualmente efetivadas a contento, como haverá de ser. Axé!

Programação da 3ª Coepir

19 de agosto de 2013 Deixe um comentário


coepir

 

A III Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Coepir) com o tema: “Democracia e desenvolvimento sem racismo: por uma Alagoas afirmativa”, será no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso (Centro de Convenções de Maceió). 

 

19 de agosto (segunda-feira)
18h> Credenciamento
19h> Abertura Solene e apresentação cultural da Federação de Capoeira do Estado de Alagoas (FECEAL)
19h30 > Conferência Magna: Democracia e Desenvolvimento sem Racismo: por um Brasil Afirmativo. 
Giovanni Benigno Pierre da Conceição Harvey – Secretário Executivo da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial

20h30>Apresentação Cultural – Grupo de Dança Afoxé OJU OMIN OMOREWA
21h> Coquetel


20 de agosto (terça-feira)

08h> Credenciamento

08h30> Plenária de discussão e aprovação do Regimento Interno

09H30> Mesa Temática:
EIXO 1: Estratégias para o Desenvolvimento e o Enfrentamento ao Racismo;
Profº Drº Edson Bezerra, Professor em Antropologia – UNEAL; Profº Zezito Araújo – Historiador, Coordenador do Curso de História – CESMAC e Técnico pedagógico da Secretaria de Estado da Educação de Alagoas.

EIXO 2: Políticas de Igualdade Racial no Estado e no Brasil: avanços e desafios;
Profª. Drª. Clara Suassuna Fernandes, Coordenadora do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB), da Universidade Federal de Alagoas- UFAL. 

EIXO 3: Arranjos Institucionais para assegurar a sustentabilidade das Políticas de Igualdade Racial – SINAPIR (órgãos de promoção da igualdade racial, fórum de gestores, conselhos e ouvidorias); 
Felipe da Silva Freitas – Gerente de Projetos, Secretaria de Políticas de Ações Afirmativas, SPAA/SEPPIR.

EIXO 4: Participação política e controle social: igualdade racial nos espaços de decisão; mecanismos de participação da sociedade civil no monitoramento das políticas de igualdade racial. 
Profª Angela Maria Benedita Bahia de Brito, Professora do Curso de Meteorologia (Aposentada) da Universidade Federal de Alagoas e Colaboradora do Núcleo de Estudos Afro- Brasileiros (NEAB).

Coordenação: Geraldo de Majella, Superintendente de Direitos Humanos da SEMCDH.

11h30> Debate

12h30> Almoço
14h Grupos de Trabalhos Temáticos (GT’s) / FACILITADOR (A)
EIXO 1: Estratégias para o Desenvolvimento e o Enfrentamento ao Racismo;
Denivan Costa de Lima – Articulador do Plano Juventude viva em Alagoas e Sergipe. Professor de Capoeira, formando em Licenciatura em Dança pela Universidade Federal de Alagoas.

EIXO 2: Políticas de Igualdade Racial no Estado e no Brasil: avanços e desafios;
Profº Zezito Araújo – Historiador, Coordenador do Curso de História – CESMAC e Técnico pedagógico da Secretaria de Estado da Educação de Alagoas.

EIXO 3: Arranjos Institucionais para assegurar a sustentabilidade das Políticas de Igualdade Racial – SINAPIR (órgãos de promoção da igualdade racial, fórum de gestores, conselhos e ouvidorias)

Valdice Gomes – Diretora do Centro de Cultura e Estudos Anajô, Presidente do Sindjornal e Integrante da Cojira/AL
EIXO 4: Participação política e controle social: igualdade racial nos espaços de decisão; mecanismos de participação da sociedade civil no monitoramento das políticas de igualdade racial. 
José Carlos Pereira da Silva- Historiador e Presidente da Federação de Capoeira do Estado de Alagoas.

16h>Aprovação das propostas dos GT’s
17h> Eleição dos(as) delegados(as) 
18h>Encerramento

APNs: CARTA MENSAL – Agosto/2013

18 de agosto de 2013 Deixe um comentário

APNs

AGENTES DE PASTORAL NEGROS
Conscientização, Organização, Fé e Luta

São Paulo, 08 de Agosto de 2013

Malungos(as) APNs,

Estamos muito próximos da realização da III Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial (III CONAPIR), com o tema “Democracia e Desenvolvimento por um Brasil Afirmativo” ela acontecerá de 5 a 7 de novembro, em Brasília (DF).

Enquanto entidade nacional estamos mobilizando nossos Mocambos e Quilombos para que participem, se articulem e saiam delegados para todas as etapas deste processo de participação social.

Esse tema, embora muito novo vai de encontro ao programa da presidenta Dilma Rousseff que tem tratado por dentro do governo sobre o desenvolvimento.

A desigualdade racial sistemática é fator significativo para o subdesenvolvimento econômico de países com grandes populações excluídas e discriminadas como o Brasil.

Já é reconhecido por todos que a luta do movimento negro ao longo dos últimos anos para consolidar as ações afirmativas têm se mostrado uma ferramenta importante para eliminar as desigualdades raciais mais persistentes e, desse ponto de vista, a chegada de um governo social e democrático ao poder ajudou e muito no início desta década. Concebemos importantes marcos estruturais e institucionais para definir a plataforma política tais como a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR), do qual fazemos parte desde a sua instituição, um Plano Nacional de Promoção da Igualdade Racial e o Estatuto da Igualdade Racial, entre outras conquistas e planos para eliminar o racismo e afirmar a igualdade de oportunidades.

Contudo o Brasil, ainda precisa vencer alguns importantes desafios como a redução dos homicídios entre jovens negros, da discriminação no acesso a empregos de melhor qualidade, a efetividade da aplicação da Lei 10.639 na rede pública de educação, a aplicação da política de saúde da população negra no SUS, o combate ao racismo institucional presente hoje no poder público, e por ai vai.

Enfim para que a “Democracia e o Desenvolvimento por um Brasil Afirmativo” seja de fato uma realidade o conjunto dos Governos precisam assumir o seu papel e destravar a maquina pública. Garantir que os operadores do sistema tenham acesso a formação étnicorracial não só técnica mas também humana.

Para que o Brasil avance na Democracia o negro não pode mais ser medido pela cor de sua pele, a igualdade tem que passar também pela raça. Essa raça construiu esse País e essa ação afirmativa também serve como reparação.

Não podemos falar em “Democracia”, se essa Conferência Nacional não garantir a remoção dos impedimentos à mobilidade econômica especificamente raciais e também as universais para remover as desigualdades estruturais que reforçam e intensificam padrões mais amplos de desigualdade no País.

O fato meus caros APNs, é que o processo de avanço da política afirmativa no Brasil, parou, o diálogo entre estado e sociedade não tem mais o mesmo espaço de antes, a democracia racial sofre uma grande ameaça de voltar a ser mito. Não podemos deixar!

A sociedade brasileira espera essa ação dos governos, e o nosso papel enquanto entidade do movimento negro é somar esforços aos que serão legitimados para nos representar na III CONAPIR em Brasília, e fazer um exercício de mudar a história e destravar o Brasil para de fato possamos deslumbrar uma verdadeira democracia e desenvolvimento por um Brasil afirmativo.

Nuno Coelho
Coordenador Nacional

CONVITE: 3ª Coepir em Alagoas

16 de agosto de 2013 Deixe um comentário

A cerimônia de abertura da 3ª Coepir será na noite de 19 de agosto, às19h, com uma conferência magna apresentada pelo secretário-executivo da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Giovanni Benigno Pierre da Conceição Harvey; e no dia 20, das 8h às 18h, tem discussão sobre os eixos temáticos e a eleição dos membros para a delegação alagoana. Participe!

Convite III COEPIR - 19 e 20 Agosto